A Espiritualidade e o Serviço Social: perceções e experiências na prática dos Assistentes Sociais

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Elaborada com vista à reflexão acerca da Espiritualidade no Serviço Social, esta dissertação tem como desígnio perceber a forma como os Assistentes Sociais pensam, compreendem, e utilizam a espiritualidade no contexto da sua prática profissional. Mais concretamente, pretende-se estudar que significado tem a religião e a espiritualidade para o Assistente Social, como é que os Assistentes Sociais consideram que a espiritualidade se pode aplicar no contexto da sua prática e intervenção, e, por último, o que é que os Assistentes Sociais consideram que poderá impulsionar ou constranger a sua aplicabilidade. Os resultados mostram que existe um desconhecimento acerca do que é a espiritualidade e de que forma ela se poderá materializar no diagnóstico e prática dos Assistentes Sociais. Tendo em conta o discurso dos Assistentes Sociais, é evidente o modo distinto com que cada um deles interpreta a palavra e conceito de espiritualidade. Palavras como crenças, valores, esperança, instituição, sistemas e fé são palavras que mais frequentemente aparecem associadas à perceção/ definição que os assistentes sociais têm do conceito de religião. Por sua vez, ligadas ao conceito de espiritualidade surgem palavras como ser supremo, transcendente, sentido e acreditar. Da análise quantitativa elaborada, foi possível verificar que das dezasseis (16) afirmações, somente duas delas mostram que existe uma associação significativa com o facto de a instituição ter filiação religiosa. A investigação que se pretendeu retratar nesta dissertação, foi baseada nas entrevistas e questionários aplicados a setenta (70) Assistentes Sociais, com o objetivo de explorar as respostas às questões anteriormente esplanadas. Para tal, optei por uma metodologia de investigação qualitativa, privilegiando o método de estudo de caso exploratório e dando primazia, no que respeita às técnicas de recolha de dados, a entrevistas semiestruturadas, realizadas presencialmente e por telefone, e questionários que foram aplicados online, utilizando, por fim, uma abordagem de análise de conteúdo. A espiritualidade é importante para a prática do trabalho social porque provê uma compreensão holística da inter-relação dos aspetos biológico, social, cultural e espiritual dos seres humanos. Porém, enquanto não existir um consenso acerca da definição de espiritualidade e enquanto persistirem várias definições de espiritualidade, sugerindo que ela é individualista, ou seja diferente para todos, ela continuará a ser inútil para o ensino e, também, para a prática em Serviço Social. Na realidade, ao integrarmos todos os aspetos biopsicossociais e espirituais do indivíduo, bem como as suas relações consigo próprio, com os outros, com a ecologia e com a comunidade, a espiritualidade auxilia à identificação de significados, propósitos, valores e relacionamentos valiosos para o indivíduo. É possível trabalhar a espiritualidade desde que o profissional esteja desperto para identificar aquelas que são as necessidades, os problemas, os sintomas espirituais e os pontos fortes indivíduo. Mas para isso é fundamental compreender o modo de sentir e estar do indivíduo, e perceber as suas necessidades
Explained with a view to the reflection on Spirituality in Social Work, this dissertation aims to understand how the Social workers think, understand and use spirituality in the context of their professional practice. More specifically, I intend to study the meaning of religion and spirituality for the Social Worker, how they consider that spirituality can be applied in the context of their practice and intervention, and what the Social Workers consider that could boost or constrain its applicability. The results show that there is a lack of knowledge about what spirituality is and how it can materialize in the diagnosis and practice of Social Workers. Considering the Social Workers answers, it is evident how each of them interprets the word and concept of spirituality. Words such as beliefs, values, hope, institution, systems and faith are words that most often appear associated with the perception/definition that social workers have of the concept of religion. On the other hand, words like being supreme, transcendent, felt and believe are linked to the concept of spirituality. From the quantitative analysis, it was possible to verify that of the sixteen (16) statements, only two of them show that there is a significant association with the fact that the institution has religious affiliation. The intended research to portray in this dissertation will be based on the interviews and questionnaires applied to seventy (70) Social Workers, where it was aimed to explore the answers to the questions previously discussed. To that end, I opted for a qualitative methodology research, favouring the case study’s exploratory method and giving priority, in terms of data collection techniques, to semi-structured interviews, conducted in person and by telephone, and questionnaires that were applied online, using a content analysis approach. Spirituality is important for the practice of social work because it provides a holistic understanding of the interrelationship of the biological, social, cultural, and spiritual aspects of human beings. However, while there is no consensus on the definition of spirituality and while several definitions of spirituality persist, suggesting that it is individualistic or different for all, it will continue to be useless for education and practice in Social Work. In reality, by integrating all the bio-psycho-social and spiritual aspects of the individual, as well as their relationships with themselves with others, with ecology and with the community, spirituality assists in the identification of meanings, purposes, values and relationships that are cherished by the individual. It is possible to mould spirituality if the professional is vigilant to identify the individuals’ needs, problems, spiritual symptoms and strengths. To achieve this, it is vital to understand the individuals’ feelings and to perceive their needs.
Descrição
Palavras-chave
Espiritualidade , Serviço Social , Perspetiva Eco espiritual , Diagnóstico e Intervenção Espiritual
Citação