Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/10325
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSantos, Marcos Cesarpt_PT
dc.contributor.authorMadureira, Líviapt_PT
dc.contributor.authorBraga, Aurineide Alvespt_PT
dc.contributor.authorMarques, Carlos Peixeirapt_PT
dc.date.accessioned2021-02-22T16:03:20Z-
dc.date.available2021-02-22T16:03:20Z-
dc.date.issued2021-
dc.identifier.issn1806-9479-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10348/10325-
dc.description.abstractEste artigo destaca uma rede de aquicultores na região centro-este da Amazônia brasileira, com base em discussões do grupo WhatsApp “Peixe de Rondônia”, entre agosto de 2016 e outubro de 2017, acerca de soluções para superar os desafios ambientais, sociais e econômicos. Para tanto, buscou-se verificar a utilidade dessa rede para o compartilhamento de informações com vista à promoção da sustentabilidade do setor, mediante técnicas de análise de rede social e análise de conteúdo na perspectiva exploratória, com apoio computacional dos softwares Gephi e Iramuteq, cujos resultados apontam que a rede total apresenta quatro classes com níveis de interação distintos e complementares e baixa densidade (0,038). A análise de conteúdo demonstrou a existência de cinco clusters de interesse: “mercado”, “grupo social”, “processos produtivos”, “legislação” e “normatização”. O cluster “mercado” apresenta robustez quanto à proximidade e à coesão, configurando-se em uma comunidade de prática ativa dos produtores terminadores. Preocupações com sustentabilidades econômica e ecológica foram constatadas, porém verificou-se que a rede não se constitui efetivamente em comunidade de prática, pois não há evidências de que as discussões promovidas no grupo, até o momento, geraram ações reais de contribuição para a sustentabilidade da atividade. As evidências indicam que os atores do grupo, individualmente, possuem interesse na concretização das ações propostas, no entanto constatou-se que ainda são necessárias tomada de conciência e organização coletiva para alcançar objetivos comuns com foco na sustentabilidade do setor.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.relation.ispartofCETRAD - Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimentopt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectAmazôniapt_PT
dc.subjectAquiculturapt_PT
dc.subjectComunidade digital de práticapt_PT
dc.subjectRedes sociaispt_PT
dc.subjectSustentabilidadept_PT
dc.titleComunidades de prática digitais e sustentabilidade da aquicultura na Amazônia brasileira. O caso da rede social on-line WhatsApp “Peixe de Rondônia”pt_PT
dc.typearticlept_PT
degois.publication.issue1pt_PT
degois.publication.titleRevista de Economia e Sociologia Ruralpt_PT
degois.publication.volume59pt_PT
dc.peerreviewedyespt_PT
Appears in Collections:DESG - Artigo publicado em Revista Científica Indexada

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
0103-2003-resr-59-1-e238885.pdf1,54 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.