Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/10340
Title: Uso da Mídia eletrônica como agente de Educação, inclusão e recuperação de toxicômanos
Authors: Foppa, Janecler
Advisor: Escola, Joaquim José Jacinto
Fernandes, Otilia Maria Monteiro
Keywords: educação
mídia
Issue Date: 27-Jun-2020
Abstract: A questão do uso abusivo das drogas há muito deixou de ser um problema isolado, com preocupação apenas do profissional psiquiátrico ou psicólogo. As consequências deste abuso não se restringem somente ao indivíduo que consome, mas atingem a família em toda a sua extensão, bem como os amigos e a comunidade mais próxima, tornando-se num problema de âmbito social. Por ser um flagelo social, importa compreender como se pode prevenir, e se não se pode erradicar completamente este comportamento nocivo, pelo menos temos de conseguir diminuir e atenuar as suas maléficas consequências. Num mundo cada vez mais tecnológico, colocamos a questão se as mídias nos poderiam auxiliar nesse propósito de uma educação preventiva mais eficaz e de incidência mais alargada. A questão de partida da nossa investigação ficou formulada da seguinte maneira: no Brasil, em que medida se usaram, ou não, as mídias eletrônicas nas políticas público-privadas que visavam fazer a educação e prevenção do não uso de drogas? A metodologia que adoptámos para investigar esta problemática foi uma metodologia mista, qualitativa e quantitativa, com análise de conteúdo com auxílio do Nvivo, do MaxQDA e com utilização do Método Survey. Como instrumentos de pesquisa utilizámos questionários estruturados e semiestruturados, entrevistas abertas, bem como observações numa comunidade terapêutica. A amostra foi de 471 participantes, sendo 450 privados de liberdade ou em tratamento numa comunidade terapêutica do Brasil, do sexo masculino e 21 participantes da área educacional, de molde a investigarmos em que medida as políticas público-privadas brasileiras e o uso das mídias contribuíram para a educação preventiva para o não uso de drogas. O período que investigamos foi o compreendido entre 1987, que corresponde ao período médio em que os participantes deveriam frequentar os bancos escolares no ensino básico, e 2015 a 2019, período final de nossa investigação. No geral, os nossos resultados apoiam a ideia de que há muitos fatores que estão na génese da adição às drogas, nomeadamente a desestruturação familiar, mas relativamente à questão central do nosso estudo verificámos que a educação preventiva com o uso da mídia é uma ferramenta poderosa, mas que ainda não penetrou dentro das famílias de forma a conscientizar, educar e prevenir o não uso das drogas. Percebemos, analisando os resultados da nossa investigação, que numa sociedade midiática tecnológica como a que vivemos, podem desenvolver-se ações globais que realmente conscientizem as pessoas sobre os malefícios que o uso indevido de drogas causa no indivíduo e na própria sociedade; que é possível conceber programas e software que empregue uma linguagem clara, objetiva, direta e atrativa para os indivíduos de todas as idades e estratos sociais, cativando-os para a interiorização da prevenção, causando impacto e criando um ícone preventivo que seja observado e lembrado em qualquer parte do mundo. Concluiu-se que as políticas público-privadas existentes no Brasil não alcançaram ainda todos os públicos, pelo que se são necessárias ações midiáticas educativas de massa com larga escala, que realmente causem impacto na sociedade, que conscientizem as pessoas nas diversas idades, desde o ensino básico até o ensino superior, voltando o foco da teoria da recepção para a educação. Concluiu-se também que a droga causa dependência química no indivíduo, mas, sobretudo, causa um preenchimento de satisfação e prazer no corpo e no psicológico do indivíduo, que não é encontrado no contexto em que está inserido, ou não é suficiente ou nem mesmo visto e sentido como prazer compensatório de autoestima e autodirecionamento. Como principais limitações encontradas em nossa investigação, citamos uma amostra restrita a um estabelecimento prisional e a uma comunidade terapêutica, com contexto diferente de outras regiões brasileiras, impossibilitando que se tenha a plena certeza de que os resultados encontrados sejam nacionais e definitivos sobre o prazer de substâncias entorpecedoras em indivíduos que fazem uso indevido de drogas e o impacto da educação preventiva através da mídia eletrônica. Sugerimos mais estudos realizados com amostras em que sejam acompanhadas por períodos mais longos envolvendo sujeitos desde a idade infantil até à idade de jovem adulto, permitindo assim o acompanhamento da evolução dos sujeitos no contexto inserido, envolvendo o ambiente familiar, o escolar e o social. Seria interessante, no trabalho futuro, coletar dados de estabelecimentos prisionais, como também em comunidades terapêuticas abrangendo toxicômanos de todas as regiões brasileiras, para analisar em que medida as dimensões disciplinares familiares variam de acordo com as diferentes culturas regionais e nas diferentes faixas etárias, os motivos para o uso indevido e o contexto dos diferentes indivíduos, e os modos associados ao prazer que o uso indevido provoca. Por último, também sugerimos maiores pesquisas das neurociências relativas aos efeitos que as substâncias entorpecedoras causam no campo de recompensa e do prazer que o cérebro tem com estas substâncias e as suas ações em todo o sistema neural.
The issue of drug abuse has long ceased to be an isolated problem, concerned only with the psychiatric professional or psychologist. The consequences of this abuse are not restricted only to the individual who consumes, but affect the family to its full extent, as well as friends and the closest community, becoming a social problem. As it is a social scourge, it is important to understand how it can be prevented, and if this harmful behavior cannot be completely eradicated, at least we must be able to reduce and mitigate its harmful consequences. In an increasingly technological world, we are asking the question whether the media could assist us in this purpose of a more effective preventive education and with a wider impact. The starting point of our investigation was formulated as follows: in Brazil, to what extent have electronic media been used, or not, in public-private policies that aimed to provide education and prevention of non-use of drugs? The methodology we adopted to investigate this issue was a mixed, qualitative and quantitative methodology, with content analysis with the help of Nvivo, MaxQDA and using the Survey Method. As research instruments we used structured and semi-structured questionnaires, open interviews, as well as observations in a therapeutic community. The sample consisted of 471 participants, 450 of whom were deprived of liberty or under treatment in a therapeutic community in Brazil, male and 21 participants in the educational field, in order to investigate the extent to which Brazilian public-private policies and the use of the media contributed for preventive education for not using drugs. The period we investigated was the period between 1987, which corresponds to the average period in which participants should attend school benches in basic education, and 2015 to 2019, the final period of our investigation. In general, our results support the idea that there are many factors that are at the origin of drug addiction, namely family breakdown, but regarding the central issue of our study we found that preventive education with the use of the media is a powerful tool , but that has not yet penetrated within families in order to raise awareness, educate and prevent non-use of drugs. We realized, analyzing the results of our investigation, that in a technological media society such as the one we live in, global actions can be developed that really make people aware of the harm that drug misuse causes in the individual and in society itself; that it is possible to design programs and software that use a clear, objective, direct and attractive language for individuals of all ages and social strata, captivating them for the interiorization of prevention, causing an impact and creating a preventive icon that is observed and remembered anywhere in the world. It was concluded that the public-private policies existing in Brazil have not yet reached all audiences, which is why it is necessary to have mass educational media actions on a large scale, that really have an impact on society, that make people aware at different ages, from the basic education to higher education, turning the focus from reception theory to education. It was also concluded that the drug causes chemical dependency in the individual, but, above all, it causes a satisfaction and pleasure filling in the individual's body and psychological, which is not found in the context in which it is inserted, or is not enough or not even seen and felt as a compensatory pleasure of self-esteem and self-direction. As main limitations found in our investigation, we cite a sample restricted to a prison establishment and a therapeutic community, with a different context from other Brazilian regions, making it impossible to be completely sure that the results found are national and definitive about the pleasure of narcotic substances in individuals who abuse drugs and the impact of preventive education through electronic media. We suggest more studies carried out with samples in which they are accompanied by longer periods involving subjects from the infantile age to the age of young adult, thus allowing the monitoring of the evolution of the subjects in the inserted context, involving the family, school and social environment. It would be interesting, in the future work, to collect data from prison establishments, as well as in therapeutic communities covering drug addicts from all Brazilian regions, to analyze the extent to which family disciplinary dimensions vary according to different regional cultures and in different age groups. reasons for misuse and the context of different individuals, and the ways associated with the pleasure that misuse causes. Finally, we also suggest further research in neuroscience regarding the effects that numbing substances cause in the field of reward and the pleasure that the brain has with these substances and their actions throughout the neural system.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências da Educação apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
URI: http://hdl.handle.net/10348/10340
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:DEP - Teses de Doutoramento
TD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Definitiva Janecler Foppa_20200622020645.pdf
  Until 2021-05-27
8,09 MBAdobe PDFView/Open Request a copy
Autorização_Deposito_Tese_Janecler Foppa_20200622020653.pdf
  Restricted Access
204,43 kBAdobe PDFView/Open Request a copy
Validacao_Tese_Dissertacao assinada_20200622020655.pdf
  Restricted Access
38,8 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.