Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/10456
Title: Composição da carcaça de borregos da raça Churra da Terra Quente - efeito da dieta
Authors: Carloto, Daniela Mariana de Carvalho Salgado
Advisor: Santos, Virginia Alice Cruz dos
Silva, Severiano José Cruz da Rocha E
Keywords: ovinos
tremoço
Issue Date: 5-May-2021
Abstract: Na Europa há atualmente enormes desafios relacionados com a disponibilidade de fontes proteicas para a alimentação animal. A redução da dependência externa das fontes proteicas convencionais como a soja e a utilização de fontes proteicas de produção local como as diversas espécies de Lupinus têm merecido maior atenção da política da União Europeia. As leguminosas do género Lupinus spp. são espécies bem-adaptadas às condições edafo-climáticas da região mediterrânea e são boas fontes de proteína (cerca de 20-45%) e energia, sendo por isso possíveis alternativas às fontes proteicas importadas para a alimentação animal, como é o caso da soja. No entanto e apesar destas potencialidades, o cultivo desta espécie de leguminosa em Portugal tem diminuído nos últimos anos. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da substituição parcial de bagaço de soja por grão de Lupinus albus (tremoço) ou Lupinus luteus (tremocilha) na alimentação de borregos da raça Churra da Terra Quente na composição da carcaça e na qualidade da carne. Para o efeito, foram utilizados 12 borregos inteiros da raça Churra da Terra Quente, provenientes do efetivo animal da UTAD, com 92 a 110 dias de idade e com um peso vivo inicial médio de 18,10 ± 2,83 kg. Os animais foram distribuídos por 3 grupos, de modo a obter um peso vivo médio semelhante para cada grupo e submetidos a 3 dietas isoproteicas e isoenergéticas. As dietas utilizadas foram a dieta controlo constituída por feno, grão de trigo e bagaço de soja, a dieta com substituição do bagaço de soja por L. luteus (33%, DLL) e a dieta com substituição do bagaço de soja por L. albus (27%, DLA). Os animais foram abatidos na sala experimental de abate das instalações da UTAD quando atingiram o peso pretendido (25-27 kg). As carcaças foram divididas e separadas em peças, para posterior dissecação total. Foram registados o pH e a cor da carne e foram recolhidas amostras de músculo longissimus thoracis et lumborum para a determinação da capacidade de retenção da água e da força de corte. Os resultados obtidos indicam que a substituição parcial do bagaço de soja por L. luteus e L. albus na dieta de borregos, de uma forma geral, não afetou a composição da carcaça. No entanto, os valores registados de percentagem de músculo e de gordura subcutânea na carcaça foram inferiores aos registados noutros estudos e na mesma raça. Quanto à qualidade da carne, a cor, as perdas por cocção e a tenrura não foram influenciadas pelo tipo de dieta e encontram-se dentro dos valores registados noutros estudos. Estes resultados indicam a possibilidade de utilização destas fontes proteicas como matérias primas na alimentação de borregos. No entanto, devem ser realizados mais estudos com um número maior de animais e avaliação de níveis mais elevados de incorporação de Lupinus.
In Europe there are currently huge challenges related to the availability of protein sources for animal feed. The reduction of external dependence on conventional protein sources such as soybeans and the use of locally produced protein sources such as the various species of Lupinus have deserved greater attention in European Union policy. Leguminous plants of the Lupinus spp. are species well-adapted to the edapho-climatic conditions of the Mediterranean region and are good sources of protein (about 20-45%) and energy, being therefore possible alternatives to protein sources imported for animal feed, such as soy. However, despite these potentialities, the cultivation of this legume species in Portugal has decreased in recent years. In this context, this study aimed to evaluate the effect of partial substituting soybean meal for Lupinus albus or Lupinus luteus grain in the feeding of Churra da Terra Quente lambs on the carcass composition and meat quality. For this purpose, 12 non-castrated lambs of the Churra da Terra Quente breed from the herd of UTAD, with 92 to 110 days of age and with an average initial live weight of 18.10 ± 2.83 kg were used. The animals were distributed into 3 groups, in order to obtain a similar average live weight for each group and submitted to 3 isoproteic and isoenergetic diets. The diets used were the control diet consisting of hay, wheat grain and soybean meal, the diet with replacement of soybean meal by L. luteus (33%, DLL) and the diet with replacement of soybean meal by L. albus (27%, DLA). The animals were slaughtered in the experimental slaughterhouse the UTAD facilities when they reached the target weight (25- 27 kg). The carcasses were divided and separated into pieces, for subsequent total dissection. The pH value and meat colour were recorded and longissimus thoracis et lumborum muscle samples were collected for determining the water holding capacity and cutting force. The results obtained indicate that the partial replacement of soybean meal by L. luteus and L. albus in the lamb diet, in general, did not affect the carcass composition. However, the values recorded for the percentage of muscle and subcutaneous fat in the carcass were lower than those recorded in other studies and in the same breed. As for the quality of the meat, the color, cooking losses and tenderness were not influenced by the type of diet and are within the values recorded in other studies. These results indicate the possibility of using these protein sources as raw materials for feeding lambs. However, further studies with a larger number of animals and evaluation of higher levels of Lupinus incorporation should be conducted.
Description: Esta dissertação foi elaborada com vista à obtenção do Grau de Mestre em Engenharia Zootécnica apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
URI: http://hdl.handle.net/10348/10456
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DZOO - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Daniela Mariana de Carvalho Salgado Carloto.pdf
  Until 2023-05-05
1,07 MBAdobe PDFView/Open Request a copy
Validacao_Daniela Mariana de Carvalho Salgado Carloto.pdf
  Restricted Access
656,62 kBAdobe PDFView/Open Request a copy
Dec Daniela Mariana de Carvalho Salgado Carloto.pdf
  Restricted Access
3,42 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.