Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/10723
Title: As perceções de Professores de línguas sobre as práticas de avaliação formativa no contexto da flexibilidade curricular
Authors: Fonseca, Alzira Carla Pereira
Advisor: Ferreira, Carlos Alberto Alves Soares
Keywords: avaliação formativa
flexibilidade curricular
Issue Date: 30-Sep-2021
Abstract: A avaliação das aprendizagens é há muito utilizada para aferir e inferir o estado da educação, pelo que a avaliação é um imperativo nas nossas escolas e não há uma dissociação entre a avaliação e a aprendizagem. Conceptualmente, parece ser consensual a importância e relevância da avaliação formativa nas salas de aula. Contudo, a nível da sua praticabilidade e como estratégia de aprendizagem, ainda está longe de ser uma realidade. Com os novos normativos legais a pressionarem as escolas para uma flexibilização do currículo, surge-nos a possibilidade de colocar em destaque uma avaliação para as aprendizagens sustentada numa avaliação formativa continuada que imprima significado a todo o processo de ensino e aprendizagem. O intuito deste estudo é apresentar as nossas intenções de investigação no âmbito das perceções dos professores de línguas sobre as práticas de avaliação formativa no contexto da autonomia e flexibilidade curriculares. O estudo foi orientado pelo problema de investigação delimitado nas seguintes questões: - Quais as perceções dos professores de línguas sobre o conceito de avaliação formativa no contexto da flexibilidade curricular? - Que vantagens os professores de línguas constatam na prática da avaliação formativa no contexto da flexibilidade curricular? - Quais as perceções dos professores de línguas sobre práticas de avaliação formativa no contexto da flexibilidade curricular? - Quais as perceções de professores de línguas sobre a importância da prática da autoavaliação dos alunos? - Quais as dificuldades apontadas pelos professores de línguas às práticas de avaliação formativa no contexto da flexibilidade curricular? Foram realizadas entrevistas a 14 professores de línguas. Do estudo levado a cabo surgiram algumas conclusões, das quais, destacamos as seguintes: - Os professores de línguas percecionam as suas práticas educativas indissociáveis de práticas de avaliação formativa; - Existe um consenso entre os professores que a flexibilidade curricular veio potenciar práticas de avaliação formativa; - Os professores referem que o sucesso e o insucesso de um aluno estão relacionados com a forma como esse aluno se envolve e se responsabiliza no processo de ensino e aprendizagem quer seja através da auto, hétero ou coavaliação.
The assessment of learning has been used to measure and infer the state of education, so evaluation is an imperative in our schools and there is no dissociation between evaluation and learning. Conceptually, the importance and relevance of formative evaluation in classrooms seems to be consensual. However, at the level of its practicality and as a strategic learning, it is still far from being a reality. With the new legal norms pressing the schools for a curriculum flexibility, arises the possibility of highlighting an evaluation for the learning, sustained in a continuous formative evaluation that prints meaning to all teaching and learning process. The aim of this doctoral project is to present our research intentions in the context of language teachers ' perceptions about formative evaluation practices in the framework of curricular flexibility. The study was guided by the research problem delimited in the following questions: - What are the perceptions of language teachers about the concept of formative evaluation in the context of curricular flexibility? - What are the advantages of the practice of formative evaluation in the context of curricular flexibility pointed out by language teachers? - What are the perceptions of language teachers about formative evaluation practices in the context of curricular flexibility? - What are the perceptions of language teachers about the importance of practicing student selfassessment? - What are the difficulties pointed out by language teachers to formative assessment practices in the context of curriculum flexibility? Fourteen language teachers were interviewed. The main conclusions of the study were: - Language teachers understand their educational practices inextricable from practices of formative assessment. - There is a consensus among teachers that curricular flexibility has improved formative assessment practices. - Teachers report that a student's success or failure are related to the way that student gets involved and takes responsibility in the teaching and learning process, whether through self, hetero or co-evaluation.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10348/10723
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:DEP - Teses de Doutoramento
TD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Alzira Carla Pereira Fonseca.pdf
  Until 2023-09-30
1,02 MBAdobe PDFView/Open Request a copy
Dec Alzira Carla Pereira Fonseca.pdf
  Restricted Access
269,35 kBAdobe PDFView/Open Request a copy
Val Alzira Carla Pereira Fonseca.pdf
  Restricted Access
84,86 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.