Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/11176
Title: Evaluation of tail biting in pigs at the abattoir
Authors: Gomes, Alice Teresa Carneiro
Advisor: Pinto, Maria Madalena Vieira
Keywords: abattoir
animal welfare
Issue Date: 2-Feb-2022
Abstract: Tail biting has been recognised as an emerging problem in pig production. In Europe, tail docking is regularly performed on conventional swine farms to decrease the prevalence of tail damage. However, this procedure should be applied only as last resource, being imperative to consider its negative impact on animal welfare. During meat inspection, tail assessment can be challenging and lead to an underestimation of tail biting prevalence. This study aimed to evaluate tail biting occurrence in slaughtered pigs, analyse the association of tail lesions with production system and tail length, explore the relationship between post mortem findings, carcass condemnations and tail damage and assess the importance of creating a more detailed tail score classification that includes scarred lesions. Information on a total of 9189 pigs from 73 batches with different tail lengths (undocked, docked mid-length, fully docked) and from distinct production systems (conventional, conventional without the administration of antimicrobials and organic) was collected at a Spanish abattoir. The probability of observing tail lesions varied with length (p=0.0001), with undocked pigs having higher odds of showing severe lesions when compared to the other two production systems (OR=3.11, OR=2.10). No significant differences were observed between docked at mid-length or fully docked carcasses regarding the occurrence of tail lesions. Batches with higher lesions scores presented a greater chance of total condemnation (p=0.014, OR = 1.81), being even more associated with scarred lesions (p=0.0002, OR=3.24). Pyemia was influenced by tail lesions (p=0.013, OR=2.06) and presented an even stronger relationship with scarring scores (p=0.0002, OR=3.86). The within-batches probability for local condemnations (all p surveillance program. There is the need to upgrade the current lesion scoring method to help pinpoint carcasses at risk for condemnations, working as a potential welfare indicator. This study also indicates that if tail docking is performed, it can be beneficial to resect a smaller proportion of the tail as an alternative to a shorter resection.
A mordedura de cauda foi reconhecida como um problema emergente na produção de suínos. Na Europa, o corte de cauda é regularmente realizado em explorações de suínos para diminuir a prevalência de lesões. No entanto, este procedimento deve ser sempre aplicado como último recurso, sendo imperativo considerar o seu impacto negativo no bem-estar animal. Durante a inspeção higio-sanitária, a avaliação da condição da cauda pode ser desafiante e conduzir a uma subestimação da prevalência real de mordedura. Há a necessidade de criar um método detalhado de classificação de lesões da cauda, para ajudar a identificar carcaças em risco de rejeição, de modo a funcionar como um potencial indicador de bem-estar. Os objetivos deste estudo são avaliar a prevalência da mordedura de cauda nos porcos abatidos, analisar a associação entre as lesões da cauda e entre os diferentes comprimentos da mesma e o sistema de produção, explorar a relação entre os achados post mortem, rejeição de carcaça e lesões de cauda e avaliar a importância da adoção de um sistema mais detalhado para pontuação da condição da cauda que inclua lesões cicatrizadas. Informações sobre um total de 9189 suínos de 73 lotes, com diferentes comprimentos de cauda (inteira, cortada a meio, totalmente cortada) e de sistemas de produção distintos (convencional, convencional sem a administração de antimicrobianos e orgânico) foram recolhidas num matadouro espanhol. A probabilidade de observar lesões da cauda variou significativamente com o comprimento da mesma (p=0.0001), com animais de cauda intacta a apresentarem uma maior probabilidade de desenvolverem lesões severas quando compradas com os outros dois sistemas de produção (OR=3.11 e OR=2.10). Não foram observadas diferenças significativas entre carcaças com caudas cortadas a meio ou caudas totalmente cortadas relativamente à ocorrência de danos na cauda. Lotes com classificação de lesão superior apresentaram uma maior probabilidade de serem totalmente rejeitados (p=0.014, OR=1.81), estando fortemente associados à cicatrização (p=0.0002, OR=3.24). A piemia mostrou uma associação significativa com lesões da cauda (p=0.013, OR=2.06) e ainda mais significativa com a cicatrização da mesma (p=0.0002, OR=3.86). A probabilidade de rejeições locais (todos, p<0.05) e rejeições locais por abcessos (p<0.0001, OR=3.65) aumentou significativamente com a cicatrização, não sendo alterada pelas lesões da cauda. O efeito do comprimento nas lesões da cuada também foi significativo (p=0.0002), com carcaças com caudas cortadas a meio e caudas não cortadas a apresentar mais probabilidade de serem localmente rejeitadas por abscessos (OR = 2.10 e OR = 1.70). Este estudo conclui que o parâmetro “cicatrização” das lesões da cauda apresentou uma relação próxima com achados post mortem e rejeições, quer totais quer parciais, apresentando um papel mais relevante quando comparada com a clássica classificação de lesão da cauda, comprovando que a cicatrização deve ser incluída no programa de vigilância de mordedura. Também indica que, se o corte da cauda for realizado, pode ser benéfico amputar uma proporção menor da cauda.
Description: Master’s Dissertation in Veterinary Medicine
URI: http://hdl.handle.net/10348/11176
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DCV - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss 202980715.pdf33,74 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Val 202980715.pdf
  Restricted Access
94,08 kBAdobe PDFView/Open Request a copy
Dec 202980715.pdf
  Restricted Access
270,28 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.