Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/1434
Título: A Satisfação dos Profissionais de Saúde no Centro Hospitalar do Nordeste
Autor: Pereira, Paula Maria Gomes
Orientador: Rodrigues, Vítor Manuel Costa Pereira
Data: 2010
Resumo: A satisfação no trabalho é uma questão amplamente estudada pela influência que pode exercer sobre o trabalhador, afectando a saúde física e mental, as atitudes, o comportamento profissional e social, e com repercussões quer na vida pessoal e familiar do indivíduo, quer nas organizações. Foi com base nesta problemática que estabelecemos como principal objectivo verificar se as variáveis sócio-demográficas, de contexto profissional e da relação em contexto do serviço têm influência sobre o nível de satisfação dos profissionais de saúde do CHNE, EPE. Tratou-se de um estudo transversal e descritivo-correlacional, no qual participaram um total de 489 profissionais de saúde pertencendo às unidades de saúde de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Mirandela. Para a recolha de dados, utilizamos um instrumento de recolha de dados composto por duas partes: a primeira constituída por 18 questões destinadas a fazer a caracterização sociodemográficas da amostra em estudo; e a segunda parte consta do questionário de Satisfação com a Prática Profissional. Quanto aos resultados mais significativos, podemos salientar que é o sexo masculino, o grupo etário dos 20 aos 30 anos, os profissionais que vivem sem companheiro(a), os inquiridos que possuem o bacharelato, e um curso superior, os que trabalham em horário fixo, os que não mantêm nenhum vínculo com a instituição, os que não efectuam horas extras, e os profissionais que exercem funções de gestão, que apresentam médias de satisfação global mais elevadas. No entanto, há a salientar que a um aumento do tempo de serviço corresponde uma menor satisfação. A esmagadora maioria dos profissionais de saúde inquiridos, considerou que estava no serviço onde gostaria de estar, não tinha recebido qualquer incentivo, que não existiam conflitos no local de trabalho e que a relação com a chefia, colegas de profissão, membros da equipa e utentes era boa. Sob a perspectiva humana, não há dúvida de que, sendo o trabalho vital para a vida das pessoas, a satisfação em realizá-lo contribui para que tenhamos uma sociedade melhor.
Job satisfaction is an issue extensively studied because of the influence it can exert over the worker, affecting the physical and mental health, attitudes, behavior and social work, which affects both the personal and family life of the individual, whether in organizations. It was with this background that we established as the primary purpose of checking whether the socio-demographic, contextual and professional relationship in the context of service have an influence on the level of satisfaction among health professionals of the Centro Hospitalar do Nordeste. This was a cross-sectional study and descriptive correlational, which was attended by a total of 489 health professionals belonging to the Health Units of Bragança, Macedo de Cavaleiros and Mirandela. For data collection, we used an instrument that consists of two parts: the first with 18 questions designed to make the socio-demographic characteristics of the sample studied, and the second part, included in the questionnaire Satisfaction with Professional Practice. As for the more significant results, we note that it is the male age group 20 to 30 years, the professionals who live without a partner (a), respondents who hold the bachelor, and a college degree, those who work shifts fixed, those who do not maintain any link with the institution, not engaged in overtime, and the professionals engaged in management functions, which have averaged higher overall satisfaction. However, there is the stress that an increase in service time corresponds to less satisfaction. The overwhelming majority of health professionals surveyed, felt that was in the service where I would be, had not received any encouragement that there were no conflicts in the workplace and the relationship with their bosses, colleagues, team members and users was good. From the human perspective, there is no doubt that, being the vital work for people's lives, satisfaction in doing it helps to have a better society.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10348/1434
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:OLD - DESG - Dissertação de Mestrado
OLD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MsC_pmgpereira.pdf
  Restricted Access
1,67 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.