Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/1540
Título: O teatro do absurdo nos anos 50 - Linhas orientadoras para a elaboração de um projecto de encenação de a cantora careca de Eugène Ionesco
Autor: Cardoso, Carlos
Palavras-chave: Ionesco, teatro do absurdo, A Cantora Careca
Data: 2010
Editora: INTERVENÇÃO
Citação: O ESTADO DO TEATRO EM PORTUGAL
Resumo: O presente trabalho é o resultado de um convite que nos foi dirigido por uma companhia profissional de teatro, a fim de levarmos a cabo a encenação do texto A Cantora Careca de Eugène Ionesco. Este desafio impulsionou-nos a estabelecer alguns fundamentos teóricos que sustentam as grandes linhas de orientação de todo o processo de concepção e elaboração do objecto artístico em questão. Para além de algumas breves considerações que tecemos sobre o autor, debruçamo-nos essencialmente sobre os aspectos a ter em conta no que concerne à direcção de actores, a fim de efectuarmos a materialização artística da nossa visão do espectáculo. De todos esses aspectos, destacamos por um lado, as orientações relativas às personagens que se apresentam como arquétipos, por outro lado, as relativas ao espaço que surge como um universo multiplicador de objectos.
Revisão por Pares: yes
URI: http://hdl.handle.net/10348/1540
Tipo de Documento: Parte de Livro
Aparece nas colecções:OLD - DLAC - Capítulo ou Parte de Livro

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LINHAS ORIENTADORAS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PROJECTO DE ENCENAÇÃO DE A CANTORA CARECA DE EUGÈNE IONESCO - 1.doc58,5 kBMicrosoft WordVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.