Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/2041
Title: Relação entre Estratégias de Coping e Burnout nos Profissionais de Saúde em Contexto Hospitalar
Authors: Mota, Alexandra Patrícia Lopes Gonçalves da
Advisor: Antunes, Maria Cristina Quintas
Keywords: Stress
Estratégias de coping
Burnout
Profissionais de saúde
Issue Date: 2011
Abstract: O stress é uma problemática muito presente na nossa sociedade. As estratégias de coping dizem respeito aos esforços que realizamos para lidar com as situações stressantes com que nos vamos deparando no nosso dia-a-dia. Os profissionais de saúde, nomeadamente os que trabalham em âmbito hospitalar, são considerados um grupo de risco para aquisição de burnout, sendo esta síndrome resultante do facto de não se conseguir lidar com o stress laboral. No nosso país são escassos os estudos que analisam as estratégias de coping e a relação das mesmas com o burnout em profissionais de saúde. Deste modo, torna-se relevante o estudo desta problemática nesta população específica, não só para uma melhor compreensão do tipo de estratégias de coping utilizadas, mas também para posteriormente poderem ser organizados programas de prevenção que possibilitem a diminuição dos níveis de burnout por parte dos profissionais de saúde. A presente investigação surge com o objectivo de responder à problemática anteriormente salientada e encontra-se dividido em duas partes. A primeira parte refere-se a uma revisão da literatura acerca da problemática que tem sido referida. Por seu turno, na segunda parte é apresentado o artigo científico, os resultados e conclusões obtidos através de uma amostra de 59 profissionais de saúde do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro com o objectivo de analisar a relação entre estratégias de coping e burnout.
Stress is a very problematic issue in our society. Coping strategies relate to the efforts we do to deal with stressful situations that we encounter in a day-to-day basis. Health professionals, particularly those working in hospitals, are considered a risk group for burnout, which results from failure to cope with work stress. In our country there are few studies that examine coping strategies and how they influence burnout in health professionals. Thus, it becomes relevant to study this problem in this specific population, not only to better understand the type of coping strategies, but also for later prevention programs that enable the decreasing levels of burnout by health professionals. The aim of this study is to respond to the problems highlighted above and is divided in two parts. The first part refers to a literature review on the issue. The second is the presentation of the scientific article, the results and conclusions obtained from a sample of 59 health professionals from the Centro Hospitalar de Trás-os-Montes and Alto Douro in order to analyze the relationship between coping strategies and burnout.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10348/2041
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:OLD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MsC_aplgmota.pdf
  Restricted Access
591,8 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.