Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/2069
Title: Conhecimento e práticas sobre doenças infecciosas e parasitárias de origem alimentar dos consumidores do concelho de Mirandela
Authors: Carbas, Bruna Filipa Camilo
Advisor: Coelho, Ana Cláudia Correia
Cardoso, Luís Lucas
Issue Date: 2012
Abstract: As doenças de origem alimentar representam um problema de Saúde Pública amplamente difundido, a nível mundial. No entanto, este problema tem mais impacto na saúde e economia em países em vias de desenvolvimento do que em países desenvolvidos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a incidência global das doenças de origem alimentar é difícil de calcular, mas sabe-se que só no ano de 2005, 1,8 milhões de pessoas morreram devido a problemas desta natureza. Uma grande proporção destes casos pode ser atribuída à contaminação dos alimentos e da água potável. No presente estudo, pretendeu-se investigar o conhecimento, atitudes e práticas sobre doenças infecciosas e parasitárias de origem alimentar de consumidores do concelho de Mirandela. Procedeu-se à realização de um estudo observacional descritivo e transversal entre os meses de Outubro e Dezembro de 2009, recorrendo-se uma amostra de conveniência de 400 indivíduos e aplicando um questionário para a colheita de dados. Utilizou-se à análise estatística uni e bivariada, sendo o nível de significância para os testes estatísticas fixado em 0,05. Verificou-se que a maioria dos inquiridos apresentou um conhecimento suficiente sobre o controlo da temperatura nos alimentos. Relativamente às medidas de higiene, os inquiridos demonstraram também estar informados sobre o assunto. A maioria dos inquiridos respondeu correctamente às questões relativas à contaminação cruzada. Quanto a doenças bacterianas, víricas e parasitárias de origem alimentar os respondentes demonstraram menor conhecimento. Os inquiridos com habilitações literárias até ao 12º ano de escolaridade apresentaram um grau de conhecimento mais elevado que aqueles que possuíam licenciatura ou mestrado. As diferenças foram estatisticamente significativas (p=0,009). Este estudo demonstrou que é necessário continuar a melhorar o conhecimento, atitudes e práticas sobres as doenças infecciosas e parasitárias de origem alimentar na sociedade, não só a nível do consumidor final mas também ao longo de toda a cadeia de produção e distribuição, assim como nas áreas de restauração, de forma a diminuir a incidência destas doenças.
Food-borne diseases represent a widespread and growing public health problem worldwide. However, this problem has more impact on health and economy in developing countries than in developed countries. According to the World Health Organization (WHO), the global incidence of food-borne diseases is difficult to calculate, yet it was reported that in 2005 1.8 million people died due to this kind of problems. A great proportion of the cases can be attributed to contamination of food and drinking water. The aim of this study was to investigate the knowledge, practices and attitudes concerning food-borne diseases by the consumers of the municipality of Mirandela. A descriptive and transversal study was carried out during the months October to December 2009. The data were obtained assessing 400 individuals by means of a questionnaire. Analyses were done with SPSS 16.0 software for Windows considering a probability (p) of less than 0.05 as statistically significant. The majority of respondents had a sufficient knowledge about the control of temperature in food. Regarding the measures of hygiene, the participants also demonstrated to be informed on the subject. Most of the participants correctly answered about practices and attitudes related to cross contamination. This survey showed that there is a gap in the consumers’ knowledge on food-borne infectious agents. The respondents with a lower level of public education presented higher knowledge than participants with an academic degree. This differences were statistically significant (p=0.009). This study has shown that it is necessary to continue improving the knowledge about food-borne diseases, not only for the final consumer but also throughout all the chain of production and distribution, as well as in the restaurants, to reduce the incidence of these diseases.
Description: Dissertação de Mestrado em Segurança Alimentar
URI: http://hdl.handle.net/10348/2069
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:OLD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_bfccarbas.pdf
  Restricted Access
491,93 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.