Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/2189
Title: Detecção de Salmonella sp., estudo serológico e perfil de resistências a antibióticos em animais selvagens e domésticos em Portugal
Authors: Caleja, Cristina Sofia Gomes
Advisor: Poeta, Patrícia
Vieira-Pinto, Madalena
Keywords: Salmonella sp.
javali
porco bísaro
coelho bravo
avestruz resistência a antibióticos
Issue Date: 2010
Abstract: Nos últimos anos, observou-se um rápido e preocupante aumento da resistência aos antibióticos e a emergência de estirpes multirresistentes de Salmonella sp. isoladas em animais e humanos. Tal facto, torna-se ainda mais preocupante pela sua associação a uma grande biodiversidade de serótipos. Este trabalho teve 5 objectivos principais: isolamento de Salmonella sp. de amostras de diferentes origens, serotipificação, determinação da resistência a diferentes antibióticos, detecção dos genes responsáveis por essas mesmas resistências e, avaliar os perfis proteicos obtidos a partir de análise proteómica. No entanto, a concretização desta investigação só foi possível graças a uma cooperação entre, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (Vila Real, Portugal) e a Universidade de La Rioja (Logroño, Espanha) Nesta investigação, foram analisadas 243 amostras fecais de diferentes animais. Assim, a partir de 77 amostras fecais de javali, 77 amostras fecais de coelho selvagem, 35 amostras fecais de porco bísaro e 54 amostras fecais de avestruz procedeu-se ao isolamento de Salmonella sp. através do método descrito no anexo D da norma ISO 6579:2002. De seguida, foram isoladas e serotipificadas as várias colónias e estudada a susceptibilidade a 16 antibióticos diferentes de acordo com as normas do CLSI. De acordo com o fenótipo de resistência detectado, foi utilizada a técnica de PCR para testar os vários genes responsáveis por essas mesmas resistências. Finalmente, extraíram-se as proteínas totais de 14 estirpes de Salmonella com origem, serótipo e perfil de resistência aos antibióticos distintos e, de seguida procedeu-se à técnica de electroforese SDS-PAGE. A detecção de Salmonella foi detectada em maior percentagem (85,7%) nos isolados de porco bísaro. Para os isolados de coelho selvagem e javali, a detecção de Salmonella foi verificada em 49,4% e 22,1%, respectivamente. Pelo contrário, as amostras de avestruz apresentaram uma percentagem de positividade muito baixa de 5,56%. Relativamente à serotipificação, foram detectados 5 serótipos diferentes sendo os serótipos Salmonella Typhimurium e Salmonella Rissen os detectados em maior percentagem e presente em todas as diferentes origens. Apesar da inexistência de estirpes produtoras de β-lactamases de amplo espectro a maioria demonstrou resistência à ampicilina, tetraciclina e estreptomicina. Foi possível estabelecer uma relação entre o serótipo e a resistência a determinados antibióticos. Verificou-se que os isolados pertencentes ao serótipo S. Typhimurium apresentaram sempre resistência á ampicilina e cloranfenicol. Por sua vez, o serótipo S. Rissen apresentou sempre resistência à tetraciclina embora nunca ao cloranfenicol. A resistência ao ácido nalidíxico esteve sempre presente no serótipo S. Enteritidis. Recorreu-se à técnica de PCR para a caracterização de diferentes genes: tetA e tetB nos isolados com resistência à tetraciclina, aadA para os isolados que apresentavam resistência à estreptomicina e sul1 nas amostras resistentes ao sulfametoxazol-trimetoprim. Nenhum dos isolados com resistência à tetraciclina apresentou o gene tetB e, apenas os pertencentes ao serótipo S. Rissen apresentaram o gene tetA. Por sua vez, 63,8 % dos isolados com resistência à estreptomicina apresentaram o gene aadA. Finalmente, o gene sul1 foi verificado em 60,6% dos isolados resistentes ao sulfametoxazol-trimetoprim. Relativamente ao estudo dos integrões, nenhum isolados apresentou o Int-2 no entanto o Int-1 foi detectado em 75,8% dos isolados resistentes ao sulfametoxazol-trimetoprim. Verificou-se ainda, que os isolados que apresentaram integrões possuem resistência a vários antibióticos. As evidências dos resultados do SDS-PAGE revelaram perfis proteicos distintos consoante as resistências estudadas. De facto, os resultados preliminares da avaliação do proteoma destas estirpes sugerem a possibilidade de algumas comparações através da electroforese bidimensional do tipo IEFxSDS-PAGE e a sua identificação através de espectrometria de massa com recurso à bioinformática. Estes resultados são preocupantes uma vez que, a maioria destes animais não estão expostos directamente a estes antibióticos, tendo sido possível, no entanto, isolar serótipos multirresistentes. Assim, é importante continuar a aperfeiçoar os sistemas de vigilância epidemiológica, para desta forma contribuir para uma melhor identificação, caracterização e combate de doenças infecciosas e o aumento da taxa de resistência.
Description: Dissertação de Mestrado em Análises Laboratoriais
URI: http://hdl.handle.net/10348/2189
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:OLD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_csgcaleja.pdf1,34 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.