Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/2409
Title: Relação entre a vinculação aos pais, o suporte social e o rendimento escolar em adolescentes do 9º ao 12º ano
Authors: Jesus, Sofia Patrícia Oliveira de
Advisor: Antunes, Maria Cristina Quintas
Keywords: Adolescência
Vinculação
Sucesso escolar
Issue Date: 2011
Abstract: A teoria da vinculação tem a sua origem no trabalho desenvolvido por John Bowlby e Mary Ainswort e concetualiza a tendência do ser humano para estabelecer laços afetivos com outros significativos. A adolescência é uma fase desenvolvimental onde ocorre uma multiplicidade de mudanças (a nível emocional, cognitivo e comportamental) na vida dos indivíduos, uma vez que representa um período de transição entre a vinculação na infância (estabelecida com as figuras parentais) e a vinculação adulta (estabelecida com as figuras exteriores ao contexto familiar). Após a infância, as relações de vinculação deixam de se restringir ao pai e à mãe, e começam a surgir na vida do adolescente outros significativos, como os pares ou o companheiro amoroso. A importância do apoio social (de pessoas significativas para o indivíduo) e o investimento nos laços sociais pode aumentar o processo de adaptação e o equilíbrio do indivíduo quando confrontado com acontecimentos stressantes. A qualidade da relação de vinculação do adolescente com os pais vai ter repercussões na forma como o adolescente perceciona a escola e o seu rendimento escolar. Apesar dos muitos estudos realizados na área da vinculação e do suporte social, pouca investigação tem sido levada a cabo na relação entre estes dois conceitos. Torna-se deste modo pertinente estudar e analisar a vinculação que os adolescentes apresentam, a orientação destes em relação à rede de suporte social e o rendimento escolar apresentado. O presente trabalho será dividido em duas partes: a primeira parte será composta pela componente teórica deste estudo, isto é, o enquadramento teórico e a revisão bibliográfica dos estudos desenvolvidos sobre este tema; a segunda parte apresentará os aspetos metodológicos e os resultados de um estudo que objetiva estudar a relação entre a vinculação, o suporte social e o rendimento escolar em alunos do 3º ciclo e ensino secundário. Os resultados obtidos neste estudo demonstram que não existe qualquer relação entre a vinculação ao pai e à mãe e a orientação em relação à rede de suporte social. No que concerne à relação entre o rendimento escolar e a vinculação, verifica-se que o rendimento escolar, operacionalizado através das notas de Português e Matemática apresenta correlações negativas embora baixas com as dimensões Ansiedade de Separação e Dependência ao pai e à mãe e Inibição de Exploração e Individualidade ao pai. O rendimento escolar não apresentou qualquer relação com a orientação em relação à rede de suporte social.
The Attachment theory has its origin in the work developed by John Bowlby and Mary Ainswort. The theory describes the need to establish emotional bonds between Human beings. As a developmental stage, adolescence is characterized by the multiple changes (emotional, cognitive and behavioral) in the individuals, and it can be considered a transitional period between childhood attachment (established with parental figures) and adult attachment (established with the figures outside the family context). After childhood, attachment relationships are no longer restricted to parents, beginning to emerge new significant relationships, with peers and with boy and girlfriends. The importance of social support (significant people to the individual) and the investment in the social bonds can increase the process of the individual’s psychosocial adjustment when facing stressful events. The quality of the attachment relationship between the adolescent and his/her parents will have implications in the adolescent’s school and academic performance. Despite the many studies in the area of Attachment and Social support, little research has been conducted on the relationship between these two concepts. It is therefore relevant to study and analyze the attachment presented by the adolescents, and their perception regarding the social support network and between these two variables and academic performance. This study is divided into two parts: the first part consists in the theoretical framework and literature review about the studies related with the problem under research, in the second part will be presented the methodological aspects and the empirical results of this study. The results of this study show that there was no correlation between the attachment to father and mother and the social support network. Regarding the academic performance and attachment, the grades of Portuguese and Mathematics presented low and negative correlations with the dimensions Separation Anxiety and dependency to the father and mother and individuality and exploration inhibition to the father. No correlation was found between Academic performance and social support network.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10348/2409
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:OLD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MsC_spojesus.pdf
  Restricted Access
1,63 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.