Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/2432
Title: Um Paradoxo no Cluster de Vinho: Vantagens e Desvantagens da Região Demarcada do Douro sobre a Inovação
Authors: Matos, Ligia Aparecida Inhan
Advisor: Ferreira, João José Matos
Marques, Carla Susana
Keywords: Globalização
Cluster de vinho
Valores intrínsecos
Inovação;
Região do Douro
Issue Date: 2011
Abstract: Este trabalho tem como objetivo equacionar as vantagens e desvantagens que os empresários percebem ao estarem na rede de negócios da Região Demarcada do Douro. A globalização provocou a abertura do mercado internacional para todos os países, independentemente do seu desenvolvimento industrial, gerando produtos similares e, no caso do mercado de vinho, excesso de oferta. Desta forma, a partir de 1992, a União Europeia procurou incentivar os recursos da denominação de origem e da indicação geográfica como meios de valorizar os produtos dos países de forma a diferenciá-los dos concorrentes, somando-lhes o valor agregado da tradição da produção e da região. Portugal, desde o século XVIII, instituiu uma região específica para a produção de vinhos tradicionais e com isso, além de já se beneficiar do valor da região, criou todas as condições, definidas pelos autores acadêmicos, para a criação de um cluster. Assim, ao longo do tempo, essa região foi se impregnando de valores intrínsecos, tais como, o terroir, a tradição e a qualidade regulada por instituições normativas. Após a abertura das fronteiras econômicas de Portugal com a adesão à União Europeia, houve a percepção de que os empresários vinicultores poderiam expandir seus mercados, nacional e internacional, por meio de outros tipos de vinhos, além do vinho do Porto. Assim fizeram os empresários estudados nesta pesquisa. Mas esse fato não se deveu somente à abertura do mercado, mas também devido à alta carga de legislação para seu produto mais antigo, que dificulta sua produção, e também, principalmente, pela concorrência por preços ocorrida no mercado interno. Para não terem que se submeter a esse tipo de concorrência buscaram ampliar sua base de consumidores no mercado externo, efetivando inúmeras inovações para alcançar o nível de qualidade dos padrões internacionais. Dessa forma, surge um paradoxo em que as empresas pertencem a uma região onde há concorrência por preços, a qual imprime em seus produtos os valores intrínsecos da qualidade e da tradição, elevando-os à categoria da diferenciação. Foi utilizada a metodologia qualitativa a fim de descobrir como os empresários estão resolvendo as questões das inovações necessárias para aumentar a competitividade no mercado internacional dos vinhos, sem prescindir dos valores tradicionais da região. Os principais resultados encontrados nesta pesquisa estão relacionados à concordância dessas empresas em permanecer em uma região tradicional, cuja legislação dificulta as inovações radicais, mas que, concomitantemente, assegura os valores da qualidade; à transferência de valores tradicionais de um produto específico, o vinho do Porto, para os novos produtos lançados recentemente no mercado; e finalmente, a substituição do valor agregado do vinho do Porto para o valor do vínculo da família com o processo produtivo e com as terras da Região Demarcada do Douro.
This paper aims to consider the advantages and disadvantages that entrepreneurs perceive to be in the business network from the Douro Region. Globalization has led to the opening of international markets for all countries, irrespective of their industrial development, creating similar products and in the case of the wine market, excess supply. Thus, since 1992, the EU sought to promote the resources of the denomination of origin and geographical indication as a means of promoting the products of the countries in order to differentiate them from competitors, by adding the value of tradition in production and the region. Portugal, since the eighteenth century, has established a specific region for the production of traditional wines and with this, and already having benefits from the value of the region, created all the conditions defined by the academic authors, to create a cluster. Thus, as time went by, this region was impregnating itself of the intrinsic values, such as terroir, tradition and quality norms set by institutions. After the opening of Portugal economic borders on the European Union accession, there was a perception that entrepreneurs winemakers could expand their markets nationally and internationally, through other types of wines, beyond Port wine. That is what the entrepreneurs studied in this study did. But this fact was not due only to market opening, but also because of the high burden of legislation for their older product, which makes their production more difficult, and mainly by the price inner market competition. In order not to undergo this type of competition, they sought to expand its customer base in foreign markets, effecting numerous innovations to achieve the quality level of international standards. Thus, a paradox arises in which the companies belong to a region where there is competition for prices, which prints its products quality and tradition intrinsic values, elevating them to the category of differentiation. We used a qualitative methodology in order to find out how businesses are addressing the issues of the innovations needed to enhance the competitiveness in the international wine market, whilst maintaining traditional values in the region. The main findings of this study are related to the correlation of these companies remaining in a traditional region, where legislation hinders the radical innovations, but at the same time, ensures the quality values, the transfer of traditional values of a particular product, the Port wine for the new products launched recently in the market, and finally, the replacement value of the Port wine to the value of family ties with the productive process and the lands of the Douro Region.
Description: Dissertação de Mestrado em Gestão
URI: http://hdl.handle.net/10348/2432
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:OLD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_laimatos.pdf
  Restricted Access
2,66 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.