Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/2679
Title: Relação da actividade física com os níveis de adiposidade e a aptidão aeróbia em adolescentes (10-15 anos)
Authors: Pereira, Ana Filipa Correia de Melo
Advisor: Moreira, Maria Helena Rodrigues
Keywords: Atividade física
Adolescentes
Composição corporal
Adiposidade
Aptidão aeróbia
Issue Date: 2010
Abstract: A análise da relação dos níveis de actividade física habitual com a composição corporal e a aptidão aeróbia (AA) nos adolescentes revela-se muito importante no desenvolvimento de programas de actividade física na escola e na comunidade que os ajudem a desenvolver conhecimentos e competências relacionadas à saúde. Este estudo pretendeu comparar o nível de AA nos dois géneros em função da idade e do estádio maturacional (EM, 2,3 e 4), sendo confrontados os níveis de actividade física total (AFT), escolar (AFE), desportiva (AFD) e de lazer (AFL) entre adolescentes não obesos e obesos e com perímetro da cintura (PC) normal e elevado. Os valores médios de AFT em ambos os géneros foram relacionados em função da classificação de desempenho no teste de vaivém. A amostra incluiu 688 adolescentes pubertários entre os 10 e os 15 anos de idade, sendo 340 raparigas e 348 rapazes. O estado maturacional (EM) foi avaliado através da escala de Tanner128, a actividade física pelo questionário de Baecke et al51 e a aptidão aeróbia através do teste de vaivém28. A massa gorda relativa (%MG) foi predita pela equação desenvolvida e validada por Sardinha et al37 e o PC foi medido na zona de menor perímetro do tronco. Os valores de corte para a %MG e o PC foram os definidos, respectivamente, por Williams et al152 e Taylor et al40. Os rapazes apresentaram níveis mais elevados (p≤0,01) de AFT, massa isenta de gordura (MIG), AA e PC em relação às raparigas, ostentado estas valores superiores de adiposidade total (+2,16%), independentemente da idade e do EM (excepto EM2 para %MG). Raparigas e rapazes com níveis de AF elevados (AFT> 7,96 pontos e AFT> 9 pontos, respectivamente) não expuseram diferenças de %MG e de PC, em relação aos menos activos, contudo as adolescentes mais activas exibiram uma melhor AA. As raparigas com níveis de AA dentro da zona saudável de aptidão física manifestaram melhores níveis de AFL (0,13 pontos;p≤0,05), em relação às que se situavam abaixo da referida zona, sendo essa situação verificada nos rapazes para a AFD. Os rapazes com PC elevado registaram uma maior AFE (+0,12 pontos; p≤0,05). Os nossos resultados demonstram que os rapazes pubertários (10-15 anos) revelam maior capacidade de controlo do peso corporal (melhor AA, MIG e AFT) em relação às raparigas, estando a adiposidade central elevada relacionada com uma maior AFE. A presença de níveis de AFT> 9 pontos está acomunada a uma melhor aptidão aeróbia nas raparigas e os valores desta componente para a zona saudável de aptidão física não se relacionam, em ambos os géneros, com a actividade física desenvolvida em contexto escolar.
Analysis of the relationship between habitual physical activity levels (HPA), body composition and aerobic capacity (AC) in adolescents, is of great importance in the development of physical activity programs in the school and in the community that help them to develop health related knowledge and competences. This study intended compare the levels of AC in the two genders, according to age and maturity state (MS, 2, 3 and 4) and confronting scholar, sports and leisure and total (TPA) habitual physical activity levels among obese and non obese adolescents with normal and elevated waist circumference (WC). The average TPA values in both genders were related according to the performance classification in progressive aerobic endurance run (PAER) test. Sample included 688 pubertary adolescents between 10 and 15 years, being 340 girls and 348 boys. The MS was evaluated through Tanner’s scale 128, physical activity through Baecke et al. questionnaire 51 and AC was evaluated by the PAER test 28. The percentage body fat (%BF) was predicted by Sardinha’s et al. equation 37and the WC was measured in the narrowest waist. The cutoffs for %BF and WC were defined, respectively, by Williams et al. 152 and Taylor et al. 40. In comparison to girls, boys presented higher levels (p≤0,01) of TPA, fat free body mass (FFBM), AC and WC, presenting superior values of total adiposity (+2,16%), independent of age and MS( except %BF in MS2). I n comparison to the less active Girls and boys with elevated levels of physical activity (TAP> 7,96 points e TAP> 9 points, respectively) didn’t present differences in %BF and WC. However, active girls manifested better AC values. Girls with AC levels comprehended in healthy zone of physical capacity, revealed better levels of leisure time physical activity (0,13 points;p≤0,05) comparing to those with AC below the healthy zone, this situation occurs in boys but in sports physical activity. Boys with elevated WC presented higher scores in scholar physical activity (+0,12 points; p≤0,05). Our results demonstrated that pubertary boys (10-15 years old) manifest a higher capacity in body weight control (better AC, FFBM and TPA) comparing to girls, being the high central adiposity related with a higher scholar physical activity. The presence of levels of TPA> 9 points is related to a better AC in girls and these component values of physical capacity are not related, in both genders, with the physical activity developed in scholar context.
Description: Dissertação de Mestrado em Educação Física no Ensino Básico e Secundário
URI: http://hdl.handle.net/10348/2679
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:OLD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MsC_afcmpereira.pdf
  Restricted Access
831,65 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.