Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/317
Título: Actividade Física em Crianças e Jovens de V. N. de Famalicão: Agregação Familiar e Influência do Estatuto Socioeconómico
Autor: Pereira, Sandra Susana Martins
Orientador: Lopes, Vítor Pires
Palavras-chave: Actividade física
Agregação familiar
Estatuto socioeconómico
Níveis de AF
Data: 2009
Resumo: O presente estudo visou analisar os níveis de AF em crianças e jovens de Vila Nova de Famalicão, estudar a agregação familiar e influência do estatuto socioeconómico. A amostra deste estudo foi constituída por 526 famílias nucleares – pai, mãe e um ou dois filhos, o que resulta um total de 2144 sujeitos, destes 1094 eram pais e mães e 1050 filhos de ambos os sexos, com idades iguais ou superiores a 6 anos. Para avaliar a AF foi utilizado o questionário IPAQ versão longa. O estatuto socioeconómico foi avaliado através do método de Graffar. Os procedimentos de análise estatística utilizados foram os seguintes: calculou-se a correlação intra-familiar na AF, tendo sido usado o programa FCOR do S.A.G.E. 5; o t de student foi utilizado para analisar as diferenças entre sexos e para analisar a diferença entre os níveis do estatuto socioeconómico na AF foi utilizada a ANOVA a um factor. Os principais resultados desta pesquisa indicam que: 1) quando comparamos os valores de AF entre rapazes e raparigas verificamos que os valores das médias para qualquer um dos índices não são significativamente diferentes, embora na generalidade dos índices os rapazes apresentam valores ligeiramente superiores às raparigas; o tempo médio diário dispendido em AF moderada e vigorosa foi estimado em 47,4 minuto; 3) os valores de correlação entre pais e filhos e entre irmãos revelam a existência de um grau baixo de agregação familiar nos diferentes indicadores de AF; 4) Constatou-se que não existiam diferenças estatisticamente significativas entre as classes sociais em qualquer um dos quatro índices de AF referidos. Este estudo permitiu retirar as seguintes conclusões: no nosso estudo os rapazes são mais activos do que as raparigas, no entanto constatou-se que os jovens desta amostra não cumprem as recomendações de 60 minutos diários de AF moderada e vigorosa; os níveis de agregação familiar são baixos, sendo que o padrão das correlações intra-familiares sugere que a fonte de agregação pode estar mais fortemente relacionada com as influências do envolvimento comum, do que com os genes partilhados e finalmente verificou-se que a associação entre AF dos jovens e estatuto socioeconómico dos pais era pouco significativa.
This study aimed to analise the levels of PA in children and teenagers in Vila Nova de Famalicão, to study the family aggregation and its social and economic status. The sample consisted of 526 nuclear families – father, mother and one or two children resulting in a total of 2144 elements, 1094 of these were fathers and mothers and 1050 children of both sexes, aged greater than or equal to 6 years old. To assess the PA was used the long version of the IPAQ questionary. The social and economic status was assessed according to the Graffar method. The procedures of the statistical analysis were the following: we calculated the correlation between the family members in PA, and it was used the FCOR program of S.A.G.E. 5; the t of student was used to analyze the difference between sexes and to analyze the difference between the levels of social and economic status in PA it was used the one factor ANOVA. The main results of this survey indicate that: 1) when comparing the values of physical activity between boys and girls we verify that the mean values are not significantly different, although most boys' values are slightly higher than girls'; the average daily time spent in moderate and high PA is estimated at 47.4 minutes, and 3) the correlation values between parents and children and between siblings reveal the existence of a low degree of family aggregation in several indicators of PA, 4) there were no statistically significant differences between social classes in any of the four levels of the above PA. This study led to the following conclusions: boys are more active than girls, yet the youngsters do not fulfill the recommendations of 60 minutes of daily moderate to vigorous PA; family aggregation levels are low, and the pattern of family correlations suggests that the source of aggregation may be more strongly related to the influences of common involvement than to the shared genes; and finally we verified that the association between teenagers PA and their parents' social and economic status was not significant.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto - especialização em Actividades de Academia e Prescrição do Exercício.
URI: http://hdl.handle.net/10348/317
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:OLD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
msc_ssmpereira.pdf
  Restricted Access
994,73 kBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.