Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/3308
Title: Efeito da intensidade do treino de força nas respostas hemodinâmicas após sessão de exercícios em homens normotensos treinados
Authors: Saldanha, Maurício de Assis
Advisor: Rabelo, Heloisa Thomaz
Alves, José Manuel Maio Vilaça
Keywords: Treino de força
Hipotensão pós-exercício
Adultos treinados
Issue Date: 15-Sep-2014
Abstract: As alterações hemodinâmicas durante e após a execução do treino de força (TF), ainda são pouco consensuais e existindo ainda, poucas informações na literatura sobre o real efeito de diferentes intensidades, na execução dos exercícios do TF, nessas variáveis. Para o efeito, o presente estudo teve como objetivo observar as respostas hemodinâmicas após sessão de exercícios do TF com diferentes intensidades. Assim, 10 sujeitos, do sexo masculino, com 25,40 ± 6,90 anos de idade, 179,10 ± 6,90 de estatura e com uma percentagem de gordura estimada de 12,89 ± 5,05%, efetuaram 3 sessões experimentais de forma randomizada, que consistiam na execução de 6 exercícios do TF, 3 séries por exercício, 2 minutos de intervalo entre séries e exercícios, e 8 repetições por exercício. As sessões diferiram entre si na percentagem de carga utilizada, que foi de 100, 80 e 60% de 8RM. Foi analisada a frequência cardíaca (FC) antes, durante e após 60 minutos dos exercícios e a pressão arterial sistólica (PAS), diastólica (PAD) e o duplo produto (DP), antes e após exercício. Para a análise inferencial foi usado uma Anova para medidas repetidas com post-hoc de Bonferroni. O nível de significância adotado foi de 5%. Foram observadas diferenças significativas entre intensidades, na variável FC e DP (F=13,468; p<0,001; p2=0,499 e F= 4,344;p=0,023; μp2=0,102, FC e DP, respectivamente), entre a utilização da intensidade de 100% de 8RM e a utilização de 60% e 80% de 8RM. Na PAS e na PAD não se observou diferenças significativas entre as diferentes intensidades utilizadas, sendo encontrado, na PAS, um efeito hipotensor (HPE) em ambas as intensidades. A PAS apresentou valores significativamente menores, em relação aos de repouso, reduzindo mais cedo na intensidade de 100% de 8RM, em relação às outras intensidades. Podemos com base nestes dados concluir que a intensidade afeta, significativamente, a FC e o DP, influenciando também o início da HPE na PAS em adultos treinados, normotensos.
The hemodynamic alterations during and after the execution of strength training (ST) are still showing little consensus, with sparse information in literature on the real effect of different intensities in the execution of ST exercises with these variables. To this effect the present study had the goal of observing the hemodynamic responses after the execution of ST exercises with different intensities. Thus, 10 male subjects with the age of 25,4 ± 6,9 years, 179,1 ± 6,9 cm height and an estimate fat percentage of 12,89% ± 5.05 executed 3 experimental sessions in a randomized form, which consisted of 6 ST exercises, 3 sets of each exercise, 2 minutes-intervals between the sets and exercises and 8 repetitions of each exercise. The sessions were different from each other in the percentage of weight used, which were 100, 80 and 60% of 8RM. The heart rate (HR) was analyzed before, during and after 60 minutes of the exercises, as well as the systolic blood pressure (SBP), diastolic blood pressure (DBP) and the double product (DP) before and after the exercise. For the inferential analysis the repeated measures Anova and the Bonferroni post-hoc test were used. The adopted significance level was 5%. Significant differences were found between the intensities of HR and DP (F=13,468; p<0,001; p2=0,499 e F= 4,344;p=0,023; μp2=0,102, HR and DP, respectively), between the use of intensity of 100% of 8RM and the use of 60% and 80% of 8RM. No significant differences was observed in SBP and DBP between the intensities. In the case of SBP a hypotensive effect (HTE) was observed in both intensities. The SBP showed significantly lower values in relation to those of the resting periods, decreasing earlier with the intensity of 100% of 8RM in relation to the other intensities. Based on this data we can conclude that the intensity affects the HR and DP significantly, influencing also the beginning of HTE in SBP in trained and normotensive adults.
Description: Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto, Especialização em Avaliação e Prescrição na Atividade Física
URI: http://hdl.handle.net/10348/3308
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:OLD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_masaldanha.pdf925,27 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.