Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/3343
Title: Envelhecimento: a influência do exercício físico nas alterações moleculares associadas ao stress oxidativo em mulheres
Authors: Santos, Zirlene Adriana dos
Advisor: Mota, Maria Paula
Oliveira, Maria Manuel
Keywords: Desporto
Catalase
Oxidantes
Mitocôndria
Capacidade aeróbia
Capacidade funcional
Danos moleculares
Exercício de força
TBARS
Issue Date: 22-Oct-2014
Abstract: O aumento do stress oxidativo está diretamente relacionado com o envelhecimento e ao estilo de vida. Baseado nestas informações, este estudo procurou analisar as alterações associadas à idade no stress oxidativo e verificar de que forma um programa de treino combinado influência seus parâmetros em mulheres com mais de 40 anos de idade. Esta tese se dividiu em 4 capítulos independentes. O primeiro procurou demonstrar o efeito de altas cargas de treino no atraso da perda das capacidades físicas, no caso específico dos atletas máster. O segundo estudo relatou a importância de hábitos de atividade física e exercício físico ao longo da vida como forma de prevenção e regulação de sistemas antioxidantes, redução da produção oxidante associada à manutenção e/ou melhoria da capacidade funcional. O terceiro estudo objetivou analisar a variação do stress oxidativo com a idade em mulheres com 40 ou mais anos, tendo em consideração os seus hábitos de vida. Para isso três grupos foram formados: dos 40 aos 49 anos (grupo mais jovem - MJ), dos 50 aos 59 (grupo de meia idade - MI) e acima dos 60 anos (grupo mais velho - MV). O quarto e último capítulo procurou demonstrar os efeitos de um programa de exercício aeróbio + força, com a duração de 16 semanas, 3 sessões de 60 minutos por semana, no stress oxidativo de mulheres com 40 ou mais anos de idade. O programa de exercício aeróbio + força foi capaz de induzir uma diminuição significativa dos parâmetros de danos e aumento da capacidade antioxidante total, confirmando a redução dos stress oxidativo com o exercício físico crônico.
Increased oxidative stress is directly related to aging and lifestyle. Based on this information, this study sought to examine age related changes in oxidative stress and see how a program of combined training influence the parameters of oxidative stress in women over 40 years old. This thesis is divided into 4 separate chapters. The first attempt to demonstrate the effect of high training loads in delayed loss of physical abilities in the specific case of master athletes. The second study reported on the importance of physical activity habits and exercise throughout life for prevention and regulation of antioxidant systems, reducing oxidant production associated with the maintenance and/or improvement of functional capacity. The third study aimed to analyze the variation of oxidative stress with age in women 40 or more years, taking into account their lifestyle. Accordingly, three groups were formed: 40 to 49 years (younger group - MJ ), from 50 to 59 (group of middle-aged - MI) and above 60 years (older group - MV). The fourth and final chapter sought to demonstrate the effects of an aerobic exercise program + strength, lasting 16 weeks, 3 sessions of 60 minutes per week, on oxidative stress in women with 40 or more years old. The program of aerobic exercise + force was able to induce a significant decrease of damage parameters and increased total antioxidant capacity, confirming the reduction of oxidative stress with chronic exercise.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto
URI: http://hdl.handle.net/10348/3343
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:OLD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
phd_zasantos.pdf1,38 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.