Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/3389
Título: Níveis de flexibilidade, hidroxiprolina e força muscular abdominal em bailarinas submetidas à técnica de dança moderna de Martha Graham
Autor: Monteiro, Maria Auxiliadora
Orientador: Macara, Ana
Pinto, Ricardo Figueiredo
Palavras-chave: Dança moderna
Atividade física
Força muscular
Hidroxiprolina
Amplitude muscular
Data: 19-Nov-2014
Resumo: O objetivo do presente estudo foi analisar os níveis de flexibilidade, hidroxiprolina urinária e força muscular abdominal em bailarinas submetidas à técnica de dança moderna de Martha Graham. A pesquisa se caracterizou por um delineamento quase-experimental, onde foi utilizado como amostra 50 bailarinas, com idade média de 18 ± 5,29 anos, de um grupo de dança do Colégio Gentil Bittencourt, localizado no Bairro Nazaré, em Belém, Pará. A amostra foi submetida ao programa de dança moderna de Martha Graham durante 12 semanas. Para a avaliação das variáveis foram utilizados: a goniometria (na avaliação da flexibilidade) nos movimentos espacate anteroanterior/ flexão, espacate antero-anterior/extensão, espacate latero-lateral, extensão, elevação frontal e elevação lateral da articulação do quadril, o marcador bioquímico Hidroxiprolina (HP) (mensurado pela concentração na urina) e o teste de repetição máxima de 1 minuto (na avaliação da força muscular abdominal). Foi realizada a análise estatística descritiva com o objetivo de estimar as medidas de tendência central (média e mediana) e variação (desvio-padrão e erro-padrão) além da distribuição de freqüências, absolutas e relativas. E a análise estatística inferencial por meio do teste de Shapiro Wilk para a análise da normalidade da amostra; o teste de Wilcoxon (não-paramétrico) e o teste t de Student (paramétrico) para comparação entre as médias dos dois diferentes momentos de testagem (antes e depois do treinamento). Nos resultados pôde-se observar aumentos significativos, no pósteste, nas variáveis: flexibilidade (para todos os movimentos - espacate anteroanterior/ flexão (Δ=4,43 graus; p=0,039), espacate antero-anterior/extensão (Δ=5,02 graus; p=0,004), espacate latero-lateral (Δ=12,91 graus; p=0,014), extensão (Δ=8,40 graus; p=0,000), elevação frontal (Δ=15,57 graus; p=0,000) e elevação lateral (Δ=10,11 graus; p=0,000)), nos níveis de hidroxiprolina urinária (Δ=6,05mg/24h; p=0,000) e nos níveis de força abdominal (Δ = 2,70 repetições; p=0,000). Desta forma, pôde-se concluir que a intervenção da dança moderna pode gerar aumentos na amplitude de movimento articular, nos níveis de hidroxiprolina urinária e na força muscular abdominal em sujeitos jovens, nos resultados também pode-se verificar os planos de aula e acompanhar como foi aplicada esta técnica durante os três meses de estudo.
The purpose of this study was to analyze the levels of flexibility, muscular abdominal strength and hydroxyproline urinary undergoing dancers of technique the Martha Graham modern dance. The research was characterized by a quasiexperimental design, which was used as a sample 50 dancers, mean age 18 ± 5.29 years, a dance group of the College Gentil Bittencourt, located in District Nazareth, in Belém, Pará The sample was submitted to the program of Martha Graham modern dance for 12 weeks. For the evaluation of variables were used: goniometry (the evaluation of flexibility) movements antero-anterior/flexão splits, splits antero-anterior/extensão, splits latero-lateral extension, front elevation and side elevation of the hip joint, the biochemical marker Hydroxyproline (HP) (measured by the concentration in urine) and test repetition maximum of 1 minute (in the evaluation of abdominal muscle strength). We performed descriptive statistical analysis in order to estimate the measures of central tendency (mean and median) and variation (standard deviation and standard error) than the distribution of frequencies, absolute and relative. And the inferential statistical analysis by the Shapiro Wilk normality for the analysis of the sample, the Wilcoxon test (nonparametric) and Student's t test (parametric) to compare the mean of two different testing times (before and after training). The results could be observed significant increases in the post-test, the variables: flexibility (for all moves - splits antero-anterior/flexão (Δ = 4.43 degrees, p = 0.039), splits antero-anterior/extensão ( Δ = 5.02 degrees, p = 0.004), lateral-lateral splits (Δ = 12.91 degrees, p = 0.014), extension (Δ = 8.40 degrees, p = 0.000), front elevation (Δ = 15, 57 degrees, p = 0.000) and side elevation (Δ = 10.11 degrees, p = 0.000)) in levels of urinary hydroxyproline (mg/24 h Δ = 6.05, p = 0.000) and levels of abdominal strength (( repetitions Δ = 2.70, p = 0.000). Thus, we concluded that the intervention of modern dance can generate increases in joint range of motion, the levels of urinary hydroxyproline and abdominal muscle strength in young subjects, the results can also be checked lesson plans and track how this technique was applied during the three month study.
Descrição: Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto
URI: http://hdl.handle.net/10348/3389
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:OLD - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
phd_mamonteiro.pdf6 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.