Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/4290
Title: Efeito da execução do exercício de crucifixo em plataforma estável e instável em parâmetros fisiológicos e de esforço
Authors: Dias, Ulisses Masseli
Advisor: Alves, José Vilaça Maio
Keywords: Exercícios físicos
Crucifixo
Superfície instável
Superfície estável
Respostas hemodinâmicas
Número de repetições
OMNI-RES
Issue Date: 16-Mar-2015
Abstract: Os exercícios de treinamento de força podem ser realizados tanto em superfícies estáveis quanto instáveis. A utilização de uma superfície instável para realização destes exercícios é muito popular. Entretanto, o verdadeiro efeito do volume de repetições, sobre os valores hemodinâmicos, e sobre a avaliação da percepção subjetiva de esforço em exercício de treinamento de força são desconhecidos. O objetivo deste estudo foi observar as diferenças entre realizar o exercício crucifixo sobre o banco fixo, ou seja em superfície estável (SE) e sobre a bola suíça, superfície instável (SI). A amostra foi composta por 18 homens, experientes no treinamento de força, com 25,67 ± 2,11 anos, 74,75 ± 6,81 kg, 176,06 ± 7,26 cm de altura e índice de massa corporal 24,11 ± 1,60. Kg/m2. Os participantes realizaram, em duas sessões, com intervalo de 72 horas e de forma aleatória, o exercício de crucifixo 3 séries com 70% de 1RM e um minuto de descanso entre séries, no banco fixo e bola suiça. O número de repetições, a frequência cardíaca (FC), a pressão arterial sistólica (PAS) e pressão diastólica (PAD), o duplo produto (DP) e percepção subjetiva de esforço (PSE) com a escala OMNI-RES, foram medidas. A fim de analisar as diferenças das variáveis do estudo entre as duas situações, a ANOVA foi usada para medições repetidas. O nível de significância foi estabelecido em 5%. Não houve diferenças entre as SE e SI em todas as variáveis avaliadas. A diminuição do número de repetições entre as séries foi observada, (F = 249,457, p < 0,001; ηp 2 = 0,880). Em relação a FC, PAS, PAD, DP e PSE houve um aumento dos valores medidos durante a execução do exercício, porém sem diferenças entre as superfícies p <0,005. Pode-se concluir que as respostas hemodinâmicas, o número de repetições e a PSE teve as mesmas respostas quando o exercício de cruxifixo foram realizados na bancada ou na bola suíça.
The strength training exercises can be performed either in stable surfaces or instable ones. The use of an instable surface to perform these exercises is very popular. However, the real effects on the volume of repetitions, on the hemodynamic values, and on the rate of perceptive exertion on strength training exercises are unknown. The aim of this study was to observe the differences between performing the exercise crucifix on the fixed seat, or on a stable surface (SS) and the Swiss ball, on an unstable surface (US). The sample was composed by 18 males, recreationally trained on strength training, with 25,67 ±2,11 years old, 74,75±6,81 kg of weight, 176,06±7,26 cm of height and a body mass index of 24,11±1,60 Kg/m2. The subjects performed, on two sessions with an interval of 72 hours and randomly, the exercise chest fly with dumbbells, 3 sets, with 70% of the 1RM and 2 minutes of rest between sets, on the bench or on the swiss ball. The number of repetitions, the cardiac frequency (CF), the systolic pressure (SP) and diastolic pressure (DP), the double product (DOP) and the rate of perceived exercitation, evaluated (PE) with the OMNI-RES scale, were measured. In order to analyse the differences of the variables on study between the two situations, the Anova was used for repeated measurements. The level significance was established at 5%. There was no differences between the SS and US in all variables evaluated. The decrease in the number of repetitions between sets was observed (F = 249.457, p <0.001, ηp 2 = 0.880). Regarding CF, SP, DP, DOP and PE was an increase of the measured values during the exercise of execution, but no differences between the surfaces p <0.005. We can conclude that the hemodynamic responses, the number of repetitions and the PE had the same responses when the fly chest with dumbbells were performed in the bench or in the swiss ball.
Description: Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto, Especialização em Atividades de Academia
URI: http://hdl.handle.net/10348/4290
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_umdias.pdf886,68 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.