Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/436
Title: Estimativa da composição química da carcaça e da composição química corporal de cabritos “Cabrito do Barroso – IGP” recorrendo a medidas de ultrasons
Authors: Silva, Maria João Assunção de Sousa e
Advisor: Silva, Severiano José Cruz da Rocha e
Gomes, Maria José
Issue Date: 2009
Abstract: Na primeira parte deste trabalho foi realizada uma revisão bibliográfica sobre as técnicas in vivo mais utilizadas na estimativa da composição da carcaça e composição corporal, com destaque para a ultrasonografia em tempo real (UTR), pois esta será a mais vantajosa para utilização em animais de produção. O objectivo deste trabalho foi o de compreender a capacidade da técnica de UTR para estimar a composição química da carcaça e corporal em cabritos. Para isso foram obtidas, em 43 cabritos, “Cabrito do Barroso – IGP”, medidas de UTR com base em imagens de ultrasons obtidas através de um aparelho Aloka SSD 500V equipado com uma sonda de 7,5 MHz. As imagens foram realizadas em 8 pontos anatómicos (8ª, 11ª e 13ª vértebras torácicas, 4ª vértebra lombar, 3ª esternebra, na base da cauda, acima da 10ª costela e entre 10ª-11ª costelas). Foi obtido o peso vivo e após a análise das imagens, recorrendo ao programa ImageJ, foram obtidas medidas de espessura de gordura subcutânea EGS ao nível torácico e lombar, esternal e na base da cauda, espessura de músculo longissimus thoracis et lumborum (ELTL) ao nível torácico e lombar e espessura de tecidos (ET) ao nível esternal e das costelas. Após o abate dos animais foi obtida toda a informação necessária para se proceder à análise química da carcaça e corporal. Foram determinados os componentes água, matéria orgânica isenta de gordura (MOIG), gordura e cinzas. Foi realizada uma análise de correlação entre as medidas de UTR e os componentes da composição química da carcaça e corporal. Foram estabelecidas equações, seguindo o procedimento stepwise, entre as medidas de UTR e peso vivo e os componentes da composição química da carcaça e corporal. As equações foram avaliadas pelo coeficiente de determinação (R2), pelo desvio padrão residual (dpr) e pela estatística Cp de Mallows. Em termos gerais, as correlações obtidas entre as medidas de EGS e gordura como componente químico da carcaça e do corpo são as mais elevadas (r entre 0,7 e 0,9; P < 0,01). Em termos de composição a melhor equação foi encontrada para a estimativa da quantidade de água corporal e de gordura na carcaça com três medidas de ultrasons e o peso vivo (R2 =0,948; dpr=181 g e R2 =0,937; dpr=71 g, respectivamente). No caso da MOIG a melhor equação foi encontrada para composição corporal (R2 =0,794; dpr=129 g) com o peso vivo e uma medida de espessura de gordura subcutânea. Os resultados encontrados mostram que é possível obter boas estimativas da composição química da carcaça e corporal recorrendo à técnica de UTR.
A review of the principal in vivo evaluation methods for body and carcass composition forms the first part of this thesis, with major emphasis for real time ultrasound (RTU) technology because this technique is widespread for use in livestock animals. The aim of this study was obtain a comprehensive relationship between in vivo RTU measurements and body and carcass chemical components. To achieve this aim 43 goat kids, “Cabrito do Barroso – IGP” were examined by an Aloka SSD 500V equipment with a 7.5 MHZ probe and RTU images were obtained at 8 anatomical sites(at 8th, 11th and 13th thoracic vertebrae; at the 4th lumbar vertebra, at the 3rd sternebra, over the tail head, over 10th rib and between 10th-11th ribs thoracic region). The live weight was obtained and RTU images were analyzed for subcutaneous fat thickness (thoracic, lumbar, tail head and sternebra), tissue depth (sternebra and ribs) and muscle longissimus thoracis et lumborum depth measurements (thoracic and lumbar). The RTU image analysis was performed by ImageJ software. After slaughter the chemical analysis was carried out for carcass and body composition. It was determined the water,free fat organic matter (FFOM) and fat components. The data were analyzed by correlation and regression using the stepwise procedure. The equations were established between body and carcass chemical components as dependent variables and ultrasound measurements and live weight as independent variables. The best fit was evaluate by determination coefficient (R2), residual standard deviations (rsd) and Mallows`s statistic (Cp). Overall it was found a significant correlation between RTU subcutaneous fat measurements and carcass and body chemical fat component (r between 0.7 and 0.9, P < 0.01) and in general these correlations were higher then those obtained with RTU tissue and muscle depths. The best equations were found for body water and carcass fat with three ultrasound measures and live weight (R2 =0.948; rsd=181 g and R2 =0.937; rsd=71 g, respectively). For FFOM the best fit was observed between this component in the body and the live weight and a subcutaneous fat depth (R2 =0.794; rsd=129 g). The results stated in this study show that is possible to predict carcass and body chemical composition by RTU measurements and live weight.
Description: Dissertação de Mestrado em Engenharia Zootécnica
URI: http://hdl.handle.net/10348/436
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:OLD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_mjassilva.pdf
  Restricted Access
5,63 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.