Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/4518
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorAndreia, Gonçalves-
dc.contributor.authorAlice, Vilela-
dc.contributor.authorFernanda, Cosme-
dc.contributor.authorFernando, Nunes-
dc.contributor.authorTeresa, Pinto-
dc.contributor.authorRosário, Anjos-
dc.date.accessioned2015-04-20T14:24:40Z-
dc.date.available2015-04-20T14:24:40Z-
dc.date.issued2014-12-04-
dc.identifier.citation2º Simpósio Nacional de Fruticultura, Actas Portuguesas de Horticultura, nº 23pt
dc.identifier.isbn978-972-8936-16-7-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10348/4518-
dc.description.abstractA produção e consumo de framboesa têm aumentado significativamente, o que estará relacionado com a sua composição rica em compostos bioativos sendo benéfica para o Homen. Este fruto está presente maioritariamente na Ásia, Europa e América do Norte. Relativamente a Portugal a espécie mais frequentemente cultivada é o fruto vermelho, de sabor agridoce, com um aroma agradável em que a polpa possui pequenas sementes e textura granulada. O principal objectivo deste trabalho foi determinar as características a nível bioquímico e sensorial presentes na variedade de framboesa selecionada (Tulameen) mediante o modo de produção biológico vs produção convencional. Para isso, analisaram-se os frutos relativamente ao teor em sólidos solúveis totais (ºBrix), acidez titulável, teor em fenóis totais, teor de antocianinas totais, perfil fenólico por HPLC, capacidade antioxidante e perfil sensorial. De uma forma geral, constatou-se que a forma de produção dos frutos afeta os valores relativos aos sólidos solúveis totais (teor em acúcares), atividade antioxidante e acidez total enquanto os resultados do teor de antocianinas totais e dos fenóis totais são influenciados pela variedade estudada. Por fim pela análise do perfil fenólico por HPLC comprovou-se que para todos os frutos analisados os compostos fenólicos maioritários foram uma antocianidina cianidina-3-soforósido) e uma proantocianidina. Em termos estatísticos, entre os dois tipos de produção (biológica e convencional) observaram-se diferenças significativas para as antocianinas totais; teor em sólidos solúveis totais (ºBrix), acidez total e fenóis totais. Na análise sensorial verificou-se que a preferência dos provadores pela variedade Tulameen convencional é devida ao facto de ser um fruto com um maior teor em sólidos solúveis totais e possuir uma menor percentagem de acidez total. Os resultados das diferentes análises variam de forma a se poder concluir que o modo de produção (biológica vs convencional) afeta a composição química do fruto.pt
dc.language.isoporpt
dc.publisherASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE HORTICULTURApt
dc.relation.ispartofCITAB - Centro de Investigação e de Tecnologias Agro-Ambientais e Biológicaspt
dc.rightsopenAccesspt
dc.subjectFramboesa, Tulameen, fenóis totais, antocianinas totais, grau brix, atividade antioxidante, acidez total, perfil sensorialpt
dc.titleAgricultura biológica vs agricultura convencional: avaliação de parâmetros bioquímicos e qualidade sensorial de framboesa Tulameenpt
dc.typeconferenceObjectpt
degois.publication.firstPage411pt
degois.publication.lastPage418pt
degois.publication.volume23pt
dc.peerreviewedyespt
Aparece nas colecções:DEBA - Livro de Ata de Conferência

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
18_Actas Portuguesas de Horticultura-23-3SN_5490547c65473.pdfActas Portuguesas de Horticultura, nº 2311,79 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.