Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/4624
Title: Violência familiar no comportamento de agressores escolares graves
Authors: Sousa, Joana Raquel Teixeira de
Advisor: Barroso, Ricardo
Keywords: Agressão
Violência
Escola
Violência familiar
Violência conjugal
Issue Date: 2015
Abstract: Algumas investigações têm vindo a demostrar uma maior probabilidade de jovens agressores terem no seu percurso desenvolvimental história de violência, nomeadamente violência familiar. Para melhor compreender as especificidades dos adolescentes agressores escolares, em particular em relação à exposição à violência doméstica, foi estudada uma amostra total de 168 rapazes agressores, entre os 15 e os 18 anos de idade. De modo a proceder às análises comparativas, a amostra foi depois dividida entre agressores escolares graves (n= 42) e outros agressores (n= 126). A amostra foi recolhida em cinco Centros Educativos sob tutela da Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (Ministério da Justiça), tendo todos os jovens da amostra cometido atos tipificados como crimes, sendo estes de tal modo graves que implicaram a sua institucionalização. Os resultados estatisticamente significativos que se obtiveram revelaram que, comparativamente ao outro grupo agressor, a maioria dos jovens agressores escolares graves foi alvo de maior exposição a violência no seu contexto familiar, podendo esta variável ser, assim, um fator de risco para a ocorrência destes comportamentos agressivos em contexto escolar. Entendemos que estes dados reforçam a importância da intervenção no âmbito violência doméstica, tanto em programas de intervenção parental como de intervenção psicoterapêutica, de modo a prevenir comportamentos agressivos no espaço escolar.
Some investigations have been demonstrate a greater likelihood of young offenders have on your route developmental history of violence, including family violence. To better understand the specificities of adolescents school bullies, particularly in relation to exposure to domestic violence, a total sample of 168 boys offenders between 15 and 18 years of age was studied. In order to make the comparative analysis, the sample was then divided between serious offenders school (n = 42) and other offenders (n = 126). The sample was collected in five educational centers under the supervision of the Directorate General of Rehabilitation and Prison Services (Ministry of Justice), all of the youth of the sample committed acts punishable as crimes, which are so serious that implicated its institutionalization. The statistically significant results that were obtained showed that, compared to other offender group, most young serious offenders school was subject to greater exposure to violence in the family context, which may be variable, therefore, a risk factor for the occurrence of these aggressive behavior in schools. We believe that these data support the importance of intervention under domestic violence both in parental intervention programs as psychotherapeutic intervention in order to prevent aggressive behavior at school.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia, Especialização em Psicologia da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10348/4624
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_jrtsousa.pdf
  Restricted Access
540,5 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.