Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/4792
Título: O papel da imagem e das motivações na atividade cinegética: uma aplicação às coutadas alentejanas
Autor: Mota, Miguel Ângelo Sousa Dias Ferreira da
Orientador: Marques, Carlos Peixeira
Palavras-chave: Turismo
Caça
Alentejo (Portugal)
Motivação
Turísmo cinegético
Imagem do destino turístico
Data: 2015
Resumo: O presente estudo visa perceber quais as motivações que levam um indivíduo a ter como atividade de lazer a caça e qual a imagem de destino percebida pelos caçadores, relativamente às Zonas de Caça Turísticas da região cinegética do Alentejo. Para alguns dos intervenientes estão associadas ao ato cinegético diversas motivações, nomeadamente, sociais, de competência e evasão, as quais são influenciadas por fatores pessoais, como a idade e fatores de iniciação à atividade cinegética. A imagem global de um destino é influenciada pela existência de experiências prévias com o mesmo. Os resultados de um inquérito a 901 caçadores mostram que o mesmo se verifica com o destino coutadas alentejanas, já que a respetiva perceção é mais favorável, seja na dimensão afetiva, seja na dimensão cognitiva da imagem. Sugere-se, assim, que, para caçadores regulares, a comunicação de marketing das zonas de caça, reforce a imagem com mensagens associadas ao relaxe e ao entusiasmo. Compreender as motivações para caçar é muito importante no turismo cinegético porque pode ajudar os gestores de zonas de caça a projetar experiências que se aproximem o mais possível das necessidades dos clientes, visando uma maior satisfação e fidelização. Nesta investigação, verifica-se que as motivações sociais e de competência diminuem com a idade dos caçadores, pelo que estas duas dimensões motivacionais podem ser fundamentais para atrair caçadores mais jovens, não descurando a motivação de evasão que está patente nos caçadores que iniciaram esta atividade por iniciativa própria.
This study aims to understand the motivations which lead an individual to have hunting as a leisure activity and what is the destination image perceived by hunters, for the Hunting Reserves of the hunting region of Alentejo. For some hunters motivations are associated with, in particular, social motives, competence and evasion, which are influenced by personal factors such as age and factors which led to the decision to become a hunter in the first place. The overall image of a destination is influenced by the existence of previous experiences with it. The results of a survey of 901 hunters show that the same applies to the Alentejo game reserves destinations since the perception is more favourable either in the affective dimension or in the cognitive dimension of the image. Therefore, it is suggested that, for regular hunters, marketing communication of the hunting areas reinforces the image with associated messages to relax and enthusiasm. To understand the motivations for hunting is very important in hunting tourism because it can help managers of hunting areas to plan experiences that come close to customers’ needs, providing greater satisfaction and increasing loyalty. In this investigation, it was found that social motivations and competence decline with the age of hunters, so these two motivational dimensions can be critical to capture younger hunters, not forgetting the motivation of escape which is evident in hunters who initiated this activity on their own.
Descrição: Tese de Doutoramento em Gestão
URI: http://hdl.handle.net/10348/4792
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:TD - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
phd_masdfmota.pdf3,52 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.