Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/5083
Título: Vinculação aos pais e adversidade na infância: sintomatologia psicopatológica e objetivos de vida em adultos
Autor: Silva, Maria de Fátima Marques
Orientador: Mota, Catarina Pinheiro
Palavras-chave: Vinculação
Adversidade na infância
Objetivos de vida
Data: 2014
Resumo: A qualidade da vinculação às figuras parentais tem vindo a ser apontada como um elemento relevante no ajustamento e bem-estar psicológico do indivíduo ao longo de todo o percurso desenvolvimental, funcionando, como um fator importante face a experiências adversas na infância. O caráter negativo das experiências adversas na infância parece funcionar, ainda, como um fator de risco para o desenvolvimento de sintomatologia psicopatológica. O objetivo do presente estudo prende-se com a análise do papel da qualidade da vinculação aos pais na associação entre experiências adversas na infância e sintomatologia psicopatológica em adultos. A amostra é constituída por 511 indivíduos com idades entre os 25 e os 50 anos de idade. Para a recolha dos dados recorreu-se ao Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe, Adverse Childhood Experiences Study Questionnaire e Brief Symptom Inventory. Os resultados sugerem que a qualidade da vinculação aos pais e as experiências adversas na infância são relevantes na predição de sintomatologia psicopatológica (depressão, somatização e ansiedade). Os resultados serão analisados à luz da teoria da vinculação, considerando a importância das experiências adversas na infância na compreensão dos processos psicopatológicos na adultícia.
The quality of attachment to parents in childhood has been addressed as a relevant factor to the biological and psychosocial development and adjustment, being a protective factor against the adverse childhood experiences. Besides, the negative effect of adverse childhood experiences seems to be a risk factor to the development of psychopathologic symptoms. The present study aims to analyze the role of quality of attachment to parents in the association between adverse childhood experiences and the psychopathological symptoms in adulthood. The sample was composed by 511 adults, 25 to 50 aged. The data was collected through self-report questionnaires: Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe, Adverse Childhood Experiences Study Questionnaire and Brief Symptom Inventory. The results suggest that the quality of attachment to parents and adverse childhood experiences are relevant in predicting psychopathological symptoms (depression, somatization and anxiety). The results will be discussed according to attachment theory, considering the importance of adverse childhood experiences in understanding the psychopathological processes in adulthood.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10348/5083
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:TD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
msc_mfmsilva.pdf
  Restricted Access
1,09 MBAdobe PDFVer/Abrir Solicitar cópia


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.