Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/5322
Title: Qualidade da ligação a figuras significativas e a expressividade emocional: bem-estar psicológico e o desenvolvimento do processo resiliente em adolescentes institucionalizados
Authors: Mendes, Marisa Alexandra de Sousa
Advisor: Mota, Catarina Pinheiro
Keywords: Comportamento de vinculação
Institucionalização
Adolescentes
Issue Date: 2014
Abstract: As ligações afetivas que os adolescentes institucionalizados estabelecem com figuras significativas, nomeadamente com os funcionários da instituição, funcionários da escola e professores, parecem contribuir para uma maior capacidade em enfrentar as adversidades de modo positivo, representando assim um fator de proteção face ao risco (Mota, 2008). Deste modo, a instituição de acolhimento constitui uma fonte de apoio primordial para estes jovens, exercendo um papel crucial no seu desenvolvimento, sob o ponto de vista instrumental, emocional e afetivo, através da construção de novas relações afetivas (Siqueira, Betts, & Dell’Aglio, 2006; Siqueira & Dell’Aglio, 2006). Neste contexto, a presente investigação tem como principal objetivo analisar a importância da qualidade da ligação a figuras significativas no desenvolvimento da expressividade emocional, bem-estar psicológico e processo resiliente em adolescentes institucionalizados. A amostra é constituída por 160 jovens a residirem em instituições de acolhimento, com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos. Os dados foram recolhidos mediante a administração do Questionário de Ligação aos Professores e Funcionários (Mota & Matos, 2005), da Escala de Expressividade Emocional (Kring, Smith, & Neale, 1994; Adaptação de Vaz & Vasco, 2010), da Escala de Medida de Manifestação do Bem-estar Psicológico (Massé et al., 1998; Adaptação de Monteiro, Tavares, & Pereira, 2006), da Escala de Resiliência (Wagnild & Young, 1993; Adaptação de Araújo & Mota, 2011) e de um questionário sociodemográfico. Os resultados foram discutidos à luz da teoria da vinculação, e o processo resiliente inerente ao percurso desenvolvimental dos jovens institucionalizados. Os dados obtidos evidenciaram a importância da qualidade da ligação a figuras significativas (funcionários da instituição, funcionários da escola e professores) no desenvolvimento do bem-estar psicológico, e na promoção de competências em torno do processo de resiliência. Por sua vez, ao contrário do previsto, não se verificou uma contribuição significativa da qualidade da ligação a estas figuras cuidadoras na promoção da expressividade emocional dos adolescentes. Neste sentido, compreende-se que as ligações afetivas mantidas com figuras significativas de afeto constituem um fator preponderante no desenvolvimento dos jovens institucionalizados.
The affective relationships that institutionalized adolescents establish with significant figures, in particular the institution and school staff, and teachers, appear to contribute to a greater capacity to face adversity in a positive way, representing a protective factor against the risk (Mota, 2008). Thus, the foster institution represents a major source of support for these young people, playing a crucial role in the development, from the instrumental, emotional and affective point of view, by building new affective relationships (Siqueira, Betts, & Dell’ Aglio, 2006; Siqueira & Dell'Aglio, 2006). In this context, this research aims to analyze the importance of relational quality with significant figures in the development of emotional expressiveness, psychological well-being and resilient process in institutionalized adolescents. The sample consisted by 160 adolescents residing in foster institutions, aged between 12 and 18 years. The data were collected by administering the Relationship to Teachers and Staff Questionnaire (Mota & Matos, 2005), the Emotional Expressivity Scale (Kring, Smith, & Neale, 1994; Adaptation of Vaz & Vasco, 2010), Well-Being Manifestations Measure Scale (Massé et al, 1998; Adaptation of Monteiro, Tavares, & Pereira, 2006), the Resilience Scale (Wagnild & Young, 1993; Adaptation of Araújo & Mota, 2011) and a sociodemographic questionnaire. The results were discussed according to the attachment theory, and the resilient process inherent to developmental trajectory of institutionalized youths. The data obtained emphasized the importance of relational quality with significant figures (institution and school staff, and teachers) in the development of psychological well-being, and promoting the skills resilience. However, contrary to expected, not observed a significant contribution the relational quality with these caregivers figures in promoting the emotional expressiveness in adolescents. In this regard, it is understood that affective relationships establish with significant figures representing an important factor in the development in institutionalized youths.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10348/5322
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_masmendes.pdf
  Restricted Access
2,17 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.