Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/5397
Title: O impacto da inovação no desempenho das empresas portuguesas: evidências tendo por base o CIS2010
Authors: Covêlo, Susana Andreia dos Santos
Advisor: Marques, Carla Susana da Encarnação
Keywords: Eficácia organizacional
Inovação
Desempenho
Issue Date: 13-Jan-2016
Abstract: Apesar do crescente interesse na modelação dos impactos da inovação no desempenho empresarial, poucos estudos têm considerado um modelo multi-estágio que contabilize todos os tipos de inovação com o objetivo de estabelecer a relação entre as diferentes fases do processo de inovação: input, output, desempenho. O presente estudo pretende ajudar a preencher esta lacuna e contribuir de forma inequívoca no desenvolvimento do tema. Para o efeito, é avaliado o impacto da inovação no desempenho das empresas portuguesas no período de 2008 a 2010 com recurso aos dados do Community Innovation Survey - CIS 2010. O processo de avaliação é constituído por três fases: a) definição dos estágios de inovação e consequentes hipóteses para as variáveis explicativas de cada estágio; b) desenvolvimento de modelos matemáticos de natureza empírica para a relação causa-efeito entre variáveis dependentes e independentes e a sua identificação através de regressões econométricas tobit e logit; c) avaliação das relações de dependência entre as fases do processo, através de sistemas de equações de regressão aparentemente não-relacionadas (SURE). Os resultados confirmam a existência de relações de dependência entre variáveis dentro de cada estágio e validam a hipótese de relações de feedback entre as diferentes fases, com a definição das variáveis ‘percentagem do investimento total em inovação’, ‘percentagem de venda resultante de novos produtos’ e ‘variação das vendas’ como os melhores determinantes de cada uma das fases do processo de inovação.
Despite the growing interest in the modelling of the impacts of innovation in corporate performance, very few studies have considered a multi-stage model that accounts for all types of innovation with the goal of establishing a relationship between the different phases of the innovation process: input, output, performance. The present study aims at aiding in filling this gap and contributing unequivocally in the development of this subject. In this regard, the impact of innovation in the performance of Portuguese companies is assessed for the period between 2008 and 2010, recurring to the Community Innovation Survey – CIS 2010. The process of evaluation is composed of three phases: a) definition of the innovation stages and consequent hypotheses for the variables that explain each stage; b) development of mathematical models of empirical nature for the cause-effect relationship between dependent and independent variables and their identification through tobit and logit econometric regressions; c) evaluation of the relations of dependence between the phases of the innovation process, through systems of seemingly unrelated regression equations (SURE). The results confirm the existence of dependency relationships between variables within each stage and validate the hypothesis of feedback relations between the different phases, with the definition of the variables ‘percentage of total investment in innovation’, ‘percentage of sales resulting from new products’, and ‘variation in sales’ as the best determinants of each phase of the innovation process .
Description: Dissertação de Mestrado em Gestão
URI: http://hdl.handle.net/10348/5397
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_sascovêlo.pdf1,82 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.