Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/586
Título: Efeito dos trihalometanos em parâmetros fisiológicos de Mus muscullus da estirpe ICR
Autor: Diniz, Clarisse Rodrigues de Sousa
Orientador: Oliveira, Paula
Colaço, Aura
Data: 2010
Resumo: Os trihalometanos (THMs) são subprodutos da desinfecção da água resultantes da reacção lenta do cloro livre com a matéria orgânica e os iões brometo, presentes naturalmente na água. O objectivo deste trabalho foi avaliar as alterações nos parâmetros bioquímicos, os efeitos histológicos hepáticos e os efeitos na bioenergética mitocondrial da exposição oral de machos Murganhos da estirpe ICR a baixas doses de dois THMs, o bromodiclorometano (BDCM) e o dibromoclorometano (DBCM). Os animais foram distribuídos aleatoriamente por quatro grupos experimentais, um grupo controlo e três grupos destinados a posterior administração de metanol, DBCM e BDCM. A administração dos compostos foi feita por gavage durante dois dias consecutivos, um dia de intervalo e, novamente, dois dias consecutivos. Quatro semanas depois os animais foram eutanaziados e recolhidos o sangue e os órgãos para avaliar as alterações bioquímicas, histopatológicas e da bioenergética mitocondrial. Para avaliar as alterações bioquímicas foram determinadas as actividades séricas da alanina aminotranferase, da aspartato aminotransferase e da fosfatase alcalina e as concentrações séricas da albumina, da bilirrubina total e directa, das proteínas totais, da ureia e da creatinina. Macroscopicamente não foram observadas alterações em nenhum dos órgãos recolhidos. Ambos os THMs administrados induziram um aumento da actividade sérica da alanina aminotransefrase e o BDCM induziu um aumento da concentração sérica da bilirrubina total. Em termos histológicos, os THMs administrados causaram uma hepatite ligeira caracterizada pela presença de degenerescência vacuolar dos hepatócitos, existência de necrose de coagulação moderada e presença de infiltrado inflamatório. A bioenergética mitocondrial foi alterada negativamente, ambos os THMs provocaram diminuição da respiração dissociada da fosforilação oxidativa. O DBCM aumentou o estado 4 da respiração. A função enzimática mitocondrial foi também afectada. A administração de DBCM induziu uma diminuição da actividade das enzimas succinato desidrogenase e citocromo c oxidase e um aumento da actividade enzimática da glutatiao S-transferase. A administração do BDCM induziu uma diminuição das actividades enzimáticas da succinato desidrogenase e da ATP sintetase e um aumento da actividade enzimática da glutatião S-transferase. Os resultados observados permitem concluir que não e seguro ingerir água que contenha BDCM e DBCM pois a exposição a estes compostos, mesmo em pequenas doses e por períodos de tempo curtos, causam diversas alterações no normal funcionamento do fígado.
Trihalomethanes (THMs) are water disinfection byproducts (DBP) resulting from the slow reaction of chlorine and naturally occurring organic precursors and bromide. The purpose of this study was to determine the effects of the oral exposure of male ICR Mice to low doses of two THMs, bromodichloromethane (BDCM) and dibromochloromethane (DBCM) in hepatic histology, biochemistry and mitochondrial bioenergetics. The animals were randomly assigned to four experimental groups, a control group and 3 groups for further administration of methanol, DBCM and BDCM. Administration was carried out daily for two days, off for one day and then daily again for two days, by oral gavage. Four weeks later the animals were sacrificed, blood and organs were collected for serum biochemical analysis, histological analysis and evaluation of mitochondrial bioenergetics. To evaluate biochemical changes, serum activities of alanine aminotransferase, aspartate aminotransferase and alkaline phosphatase and serum concentrations of albumin, total and direct bilirrubine, ureia nitrogen and creatinine were determined. Macroscopically it was not observed any changing in all harvested organs. Both THMs administered induced an increase of alanine aminotransferase serum activity and BDCM induced an increase in total bilirubine serum concentration. Histologically, the administered THMs caused a mild hepatitis characterized by the presence of hepatocyte vacuolar degeneration, coagulative necrosis and inflammatory infiltrate. Mitochondrial bioenergetics was negatively altered by the THMs’s administration, both THMs induced a decrease in respiration dissociated from the oxidative phosphorylation. DBCM increased the sate 4 respiration. Enzymatic function was also affected. Administration of DBCM induced a decrease in the enzymatic activities of succinate-coenzyme Q reductase and cytochrome c oxidase and an increase in the activity of glutathione S-transferase. BDCM induced a decrease in the activities of succinate-coenzyme Q reductase and ATP syntetase and an increase of the activity of glutathione S-transferase. These results lead to the conclusion that it is not safe to ingest water containing both BDCM and DBCM once the exposure to these THMs, even in small doses and for a short period of time, causes various changes in the normal hepatic function and bioenergetics.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Biologia Clínica Laboratorial
URI: http://hdl.handle.net/10348/586
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:OLD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MsC_crsdiniz.pdf1,22 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.