Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/5900
Título: Da gestão do património cultural à gestão do território com recurso a tecnologias de informação geográfica: contributos metodológicos: caso de estudo - Região do Médio Tejo
Autor: Anastácio, Rita Ribeiro de Carvalho Ferreira
Orientador: Rosina, Pierluigi
Julião, Rui Pedro de Sousa Pereira Monteiro
Palavras-chave: Património cultural
Gestão
Sistema de informação geográfica
Tecnologias de informação
Território
Data: 12-Mai-2016
Resumo: A cultura e a Gestão do Património Cultural ganham eficácia se prosseguidas no âmbito da Gestão Integrada do Território que, por sua vez, beneficia tanto no processo como nos resultados, pela utilização das Tecnologias de Informação Geográfica. Os territórios têm associados recursos naturais e culturais endógenos que, a diferentes escalas de intervenção, podem potenciar estrategicamente esses territórios em vários domínios, se os mesmos seguirem uma lógica integrada de gestão. Neste sentido a Gestão do Património Cultural deverá integrar de forma ativa as políticas públicas de promoção do desenvolvimento sustentável dos territórios numa ótica de cooperação, compatibilizando os interesses de preservação e uso dos recursos, para que a transmissão do legado patrimonial a gerações vindouras seja feita de uma forma eficaz, apoiado numa lógica de história crítica e não de uma mera herança de propriedade. Neste contexto, o principal objetivo deste estudo é dar um contributo metodológico para a Gestão do Património Cultural, no âmbito da Gestão Integrada do Território de âmbito supramunicipal, através da utilização de Tecnologias de Informação Geográfica, nomeadamente os Sistemas de Informação Geográfica, propondo-se para tal um modelo metodológico geográfico que identifica e estrutura os recursos culturais existentes no território, (no sentido de obter uma visão geográfica integrada), assim como identifica critérios que permitem a sua hierarquização ao nível do seu Interesse Cultural. O modelo é testado para a Região do Médio Tejo, através da implementação de um Sistema de Informação Geográfica de suporte à operacionalização do mesmo, e que permitiu caraterizar geograficamente os recursos culturais a partir das bases de dados oficiais disponíveis, assim como modelar o Interesse Cultural com base nos critérios estabelecidos. A partir de diferentes métodos de análise espacial e respetiva validação geoestatística, foi possível identificar focos culturais temáticos e sua abrangência territorial, que serviram de base à identificação das Áreas de Interesse Cultural para o Médio Tejo. Os resultados obtidos sobrevalorizam territórios que atualmente não apresentam qualquer dinâmica cultural e desvalorizam territórios que, embora não tenham do ponto de vista metodológico tanto interesse, são objeto de uma dinâmica cultural articulada com outras componentes territoriais. Este estudo pretende servir de base de partida para a discussão de uma estratégia cultural de intervenção territorial supramunicipal, contribuindo para a Gestão do Património Cultural.
The Management of Culture and Cultural Heritage results most effective if pursued under the Integrated Territorial Management which in turn, through the use Geographic Information Technologies benefits both the process and the results. Territorial associations to endogenous natural and cultural resources at different scales of intervention, following an integrated management logic, can strategically leverage these territories in various fields. In this sense, the Management of Cultural Heritage will actively aid public policy to promote sustainable development of the territories in a perspective of cooperation, harmonizing the preservation of interest and use of resources, so that the transfer of the economic legacy to future generations is made of an effective, supported by a logic of critical history and not a mere property inheritance. The aim of this study is to provide a methodological contribution to the Management of Cultural Heritage under the Integrated Management of supra-municipal territorial scope, through the use of Geographic Information Technologies, in particular Geographic Information Systems, is proposing for such a geographical methodological model that identifies and structures the existing cultural resources in the territory (in order to obtain an integrated geographic vision), and identifying the criteria for their ranking in terms of its cultural interest. The model tested for the Middle Tagus Region through the implementation of a Geographic Information System to support its implementation, allowing to geographically characterize the available official data bases of cultural resources, as well as modelling the Cultural Interest based on the established criteria. From different methods of spatial analysis and geostatistical validation, thematic cultural centers were identified as well as their territorial coverage, which served as the basis for identifying the Cultural Areas of Interest for the Middle Tagus. Results overestimate territories that currently do not have any cultural dynamics and devalue culturally dynamic territories, which from the methodological point of view are not considered of interest, although they are the subject of an articulated cultural dynamics with other territorial components. This study comprehends a strong starting point for discussion of a cultural strategy of supra-territorial intervention, contributing to the Management of Cultural Heritage.
Descrição: Tese de Doutoramento em Quaternário Materiais e Culturas
URI: http://hdl.handle.net/10348/5900
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:TD - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
phd_rrcfanastacio.pdf17,03 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.