Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/5903
Title: Modelo de ecossistema de sistemas de informação em instituições de Ensino Superior: caso da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Authors: Reis, Arsénio Monteiro dos
Advisor: Gonçalves, Ramiro
Cruz, José Bulas
Keywords: Sistemas de informação
Ecossistemas
Planeamento
Gestão da informação
Engenharia de software
Issue Date: 12-May-2016
Abstract: As Instituições de Ensino Superior (IES) são organizações que assentam em modelos de negócio complexos e estruturas orgânicas diversificadas. A sua natureza de universalidade e pensamento crítico, propicia a dispersão dos atores e abordagens que influenciam o desenho dos processos e dos modelos de informação. Em termos de sistemas de informação (SI), o suporte dos processos executados em IES é efetuado por um conjunto diverso de sistemas, que coabitam numa mesma realidade, mas que possuem representações próprias dessa realidade e consequentemente modelos de dados próprios, que consubstanciam essas representações. O desenvolvimento e implementação destes sistemas surge como resposta a problemas setoriais da IES, sendo, no seu conjunto, construções incrementais que se vão integrando e compatibilizando através de técnicas de integração de sistemas e tradução de dados. A integração destas soluções sectoriais, que é essencial para a coerência e integridade da realidade da instituição e dos respetivos dados, cria uma teia de dependências que se adensa com o aumento do número de soluções e que, não sendo solução para necessidades ou problemas concretos, necessita de planeamento, gestão e manutenção, para que o conjunto de soluções se mantenha alinhado com as necessidades de suporte dos macro processos das instituições que, pela sua natureza, vão mutando e evoluindo. As condicionantes da tecnologia e o posicionamento estratégico dos vários interessados, nomeadamente, das unidades orgânicas e dos fornecedores de soluções, entre outros, agravam este problema. Neste trabalho, desenvolvido através da metodologia investigação-ação, propõe-se uma nova perspetiva, a partir do conceito de ecossistema, em que, à semelhança de um ecossistema biológico – os organismos e o seu meio formam um todo, apesar de cada um ser um ser individual – se considere o conjunto de SI de uma IES como um ecossistema de SI, em que existem condições para que as várias soluções coabitem, no sentido de resolver os problemas específicos para as quais são desenhadas, mantendo o alinhamento estratégico e contribuindo para suportar a realização da missão da instituição. O ecossistema de SI é composto: pela IES, pela plataforma tecnológica gerida pela IES, e pelos parceiros que implementam os SI em uso na IES. A plataforma tecnológica compreende os sistemas informáticos dos vários SI, incluindo os sistemas de interoperabilidade. Esta tese centra-se assim na proposta de um modelo para este ecossistema, em que, partindo da aceitação do contexto de incerteza e diversidade orgânica das IES, se desenha uma arquitetura para a plataforma do ecossistema, que cumprindo um conjunto de regras, manifesta no ecossistema um conjunto de propriedades promotoras da sua prosperidade. Esta plataforma disponibiliza os instrumentos para o planeamento e gestão da interoperabilidade entre os vários SI, mantendo a independência dos seus ciclos de vida, bem como a integridade e coerência da informação da IES. O conceito de ecossistema de SI é derivado a partir dos conceitos dos ecossistemas de software e ecossistemas de negócio, usando-se a referência SECO-SAM para descrever o modelo proposto, em termos da sua composição, saúde e estilo de vida. A arquitetura da plataforma e as respetivas regras são desenhadas a partir de práticas, bem-sucedidas, de integração e interoperabilidade de sistemas.
Higher Education Institutions (HEI) are organizations based on complex business models and diverse organic structures. Their nature of universality and critical thinking fosters the dispersion of actors and approaches with influence in the design of processes and information models. Regarding information systems (IS), the HEI process support is conducted by a set of systems that coexist in the same reality, but have their own representation of that reality and their own data models. The development and implementation of this set of systems comes as an answer to specific problems within the HEI. The result is a stack of systems, incrementally built, and integrated thought the usage of software integration and data translation techniques. As a consequence, there is a web of dependences that gets bigger and denser, as the number of solutions increases. Although this web is not a direct solution to specific problems of the HEI, it needs planning, management and maintenance in order to keep the set systems aligned with the support needs of the HEI macro processes, which by the HEI own natures, keep mutating and evolving. The technology and strategy of the several stakeholders, namely, the HEI organic units and suppliers, impose restrictions that exacerbate this problem. This work uses the action-research methodology to propose a new perspective, built from the ecosystem concept, in which, as in a biological ecosystem - organisms and their environment form a whole, even though each is an individual being - the set of IS of an HEI is considered as an IS ecosystem, providing conditions for the various solutions cohabit, in order to solve specific problems for which they are designed for, and keeping the HEI strategic alignment and support to the fulfilment of the HEI mission. The IS ecosystem is composed by: the HEI; the technology platform managed by the HEI; and the partners that implement the IS. The technology platform includes the computer systems of various IS, as well as the interoperability systems. This thesis focuses on a proposal for a model for the IS ecosystem. It accepts the context of uncertainty and organic diversity of the IES as constrains, and presents an architecture for the ecosystem platform, in which, by complying with a set of rules, a set of properties is achieved in the ecosystem, granting him prosperity. The ecosystem platform provides the tools for interoperability planning and management in the IS set, while keeping their life cycles independence, as well as the integrity and consistency of the HEI information. The IS ecosystem concept is derived from the concepts of software ecosystems and business ecosystem. The SECO-SAM reference is used to describe the model in terms of its composition, health and lifestyle. The platform architecture and the set of rules are drawn from successful practices of systems integration and interoperability.
Description: Tese de Doutoramento em Informática
URI: http://hdl.handle.net/10348/5903
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:TD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
phd_amreis.pdf4,75 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.