Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/5971
Title: Génese do pensamento da obra de arte: forma, ubiquidades e materializações
Authors: Cardoso, Angela Maria Gonçalves
Advisor: Valente, António Manuel Dias Costa
Keywords: Arte
Iconologia
Génese
Forma
Ciência
Issue Date: 2016
Abstract: No princípio era o desenho. O desenho infantil. No princípio a inscrição de um gesto é puro diálogo com o pensamento: o pensamento - acção, manifesto da evolução de um corpo total. A apropriação espacial, a apropriação da cor, a apropriação do Eu, manifestam-se no desenho infantil sob iluminação dos signos primordiais e de um imaginário criado. A latência da origem não tem recordação, no sentido consciente, só imanência, e é assim que o dom da expressão, do “expressar-se é tornar-se vulcão”1 (Stern, 1987, p20), estabelece na infância um entorno subjectivo, diferenciador, em que emoção e sensação interagem e caracterizam os enunciados mentais de um indivíduo. As primeiras coisas do mundo manifestam-se, o mapa - corpo - mental alarga-se e esse indivíduo - criança irá um dia inventar, questionar, tornar visível a recordação ancestral da sua matriz. Os signos primordiais, na escrita primordial do desenho infantil, apropriam-se do artista e manifestam o seu desígnio. Sob a possibilidade de enunciar um argumento para o estado "original" de representação, que pulsa na infância, este estudo pretende criar uma reflexão sobre o pensamento e a acção na prática artística, sobre o “espaço mental” em que o processo de criação se coloca. As suas características metodológicas inscrevem-se num quadro exploratório e descritivo, característico da investigação em arte de contornos qualitativos. Tem como suporte teórico uma visão transdisciplinar a partir dos conceitos de GÉNESE como origem fundadora e FORMA como visibilidade de um processo. Estas abordagens teóricas serão particularmente fundamentadas em conceitos desenvolvidos por: Henri Focillon (1881-1943), Antonin Artaud (1896-1948), Gilles Deleuze (1925-1995), José Gil (1939). O centro projectual deste estudo advém do desenho. A criação de duas séries de desenhos faz emergir um conjunto de pré-paradigmas sintetizados na pergunta basilar: - “Como é que estas formas nos vêm parar às mãos?”. Partindo da acção - desenho (obras de arte) para o pensamento e do pensamento para a acção, a sua estrutura conceptual encontra-se e organiza-se em três núcleos distintos, entendidos como movimentos dentro de um corpo. 1. AXIS-MUNDI. O Corpo é um Navio. A relação entre artes visuais, pensamento e representações simbólicas. 2. O CORPO SEM ÓRGÃOS O mundo das formas. As formas na matéria. As formas no espírito. 3. O CORPO ESPECULAR O desenho como narrativa visual no paradigma da origem. Projecto SMALL MAGNIFICAT, narrativa visual e paradigma de origem. Projecto AFETOS EXTRAVAGANTES, narrativa visual e espelhamento de forma. Acção artística e pensamento enfatizam um contributo, que advém da experiência pessoal numa área da criação artística, para a pertinência e necessidade de uma acção renovadora na docência em áreas curriculares onde a análise das “mecânicas” de processos de criação se manifestam como estímulos de auto-questionamento, auto-conhecimento, na evolução da acção expressiva inata. Pretendemos desta forma mobilizar o saber nas áreas de conhecimento associadas à investigação em Educação Artística, ou em áreas projectuais no âmbito dos processos de criação artística.
In the beginning there was drawing. The childish drawing. In the beginning the inscribing of a gesture is pure dialogue with thought. The though-in-action, manifest of evolution of a total body. The spacial appropriation, the color appropriation, the self-appropriation, manifests itself in the childish drawing under enlightment of the primordial signs and a created imaginary. The latency of origin has no remembering, in the conscious sense, only immanence, and that is how the gift of expression from "to express oneself is to become a volcano"2 (Stern, 1987, p20) establishes in childhood subjective surrounding, distinguishing, in which emotion and feeling interact and characterize the mental enunciations of an individual. The first things of the world manifest themselves, the body-mind map extends itself to that individual - child will one day invent, question, make visible the ancestral memory of the matter. This study intends to create a reflection on thought and action in the artistic practice, about the mental space in which the creative process fuels itself. It's methodological characteristics are included in an exploratory and descriptive, typical of research of qualitative contours. As a theoretical support it has a transdisciplinary vision through the concepts of genesis as a founding engine and shape as a process visibility. These theoretical approaches will be particularly fundamental in concepts developed by: Henri Focillon (1881-1943), Antonin Artaud (1896-1948), Gilles Deleuze (1925-1955), José Gil (1939). The projectual center of this study originates from drawing. In the creation of two series of drawing emerges a group of pre-paradigms synthesized in the fundamental question: - "How do these forms come to my hands?" Starting from the drawing-action, (art works) for thought and from though to action, it's conceptual structure is and it is organized in three different nucleous, understood as movement inside of a body. 1. Axis-Mundi. The body is a ship. The relationship between the visual arts, thought and symbolic representation. 2. The body with no organs. The world of shapes. The shapes in matter. The shapes in spirit. 3. The specular body. Extravagant Affections Project. Visual narration and form mirroring. Drawing as visual narration in the origin paradigm. Artistic action and thought stress a contribution, that originates from personal experience in an area of artistic creation, to the pertinence and necessity of a renewal in docency in curricular topics where the analysis of "mechanicals" of the creation process manifest themselves as stimulous for self-questioning, self-knowledge in the evolution of the innate expressive action. We intend in this way to mobilize knowledge in the areas associated to research in Arts Education, or to projectual departments in the scope of the artistic creation processes.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10348/5971
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:TD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
phd_amgcardoso.pdf16,34 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.