Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/6198
Título: Histopathological comparison between two methods of hepatic biopsies obtained by Tru-cut needle and Laparoscopic cup Forceps in dogs
Autor: Santos, Cláudia Isabel Oliveira
Orientador: Alves, Anabela Gouveia Antunes
Viegas, Carlos Alberto Antunes
Palavras-chave: Anatomia patológica veterinária
Doenças hepáticas
Biopsia
Histopatologia
Biopsia por agulha
Tru-cup needle
5mm oval cup forceps
Tríades portais
Data: 11-Jul-2016
Resumo: Existem numerosas técnicas para a obtenção de biopsias hepáticas, 2 das quais foram avaliadas no presente estudo. O uso dos 5 mm oval cup Forceps, permite a obtenção de amostras em número e tamanho significativo de um modo minimamente invasivo, além de fornecer visualização direta do órgão (Tams, 2003; Twedt & Monnet, 2013). No entanto alguns autores afirmam que estas amostras não revelam as lesões mais profundas e exacerbam outros componentes morfológicos normais. (Rothuizen & Twedt 2009) A Tru-Cut needle, uma das técnicas mais populares, económica e fácil de realizar necessitando apenas de sedação profunda rapidamente tem sido ultimamente alvo de duras críticas quanto à sua capacidade de diagnóstico e respetiva validade. (Kirberger & Stander, 2011; Radlinsky, 2013) Existem opiniões divergentes sobre estas técnicas e poucos estudos onde a sua morfologia histopatológica seja descrita, inclusive não encontramos nenhum estudo referenciado nas bases de dados disponíveis, onde ambas as técnicas sejam estritamente comparadas. Daí a realização do presente estudo, efetuado em 16 cães com afeções hepáticas, dos quais se obtiveram biopsias hepáticas pelos 2 métodos, e que consistiu numa comparação histopalógica com o principal objetivo de clarificar as diferenças encontradas, entre os 2 métodos nos seguintes parâmetros: fragmentação; número de tríades portais; alterações dos ductos biliares, da veia Porta, da artéria Hepática, da veia Centrolobular; presença de hemorragia, congestão, vacuolização, pigmento, colestase, fibrose, necrose e inflamação; localização da vacuolização, da fibrose, da necrose e da inflamação. Verificou-se uma elevada fragmentação em ambas as técnicas, o que não era esperado nas amostras obtidas pelos Forceps. Quanto ao número de tríades portais, uma das grandes desvantagens apontadas à técnica por Tru-Cut, o número mínimo de 6 tríades só não foi atingido em 3 animais. A congestão apresentou o dobro da prevalência nos Forceps comparativamente às amostras de Tru-Cut, podendo-se colocar a hipótese deste resultado ter origem na compressão provocada pelo respetivo instrumento. As alterações nos ductos biliares, na veia Porta, na veia Centrolobular; a presença de hemorragia, fibrose, necrose e inflamação foram facilmente identificadas em ambas as técnicas durante a avaliação, apresentando normalmente uma prevalência ligeiramente superior nas amostras dos Forceps. Apenas a presença de vacuolização, pigmento, colestase e as alterações da A. Hepática apresentaram uma concordância estatisticamente significativa na utilização dos 2 métodos. A falta de concordância estatística encontrada nos outros parâmetros, facilmente identificados, deve-se ao baixo número de amostras utilizadas neste estudo. A maior dificuldade encontrada nas amostras obtidas por Tru-Cut foi a localização das lesões, sendo que a necrose e a vacuolização foram os parâmetros onde a dificuldade foi notoriamente maior, apresentando prevalências significativamente inferiores às obtidas por Forceps. Com base na bibliografia esta dificuldade deve-se ao baixo número de tríades portais obtidas, onde são necessárias um mínimo de 15 tríades para localizar lesões e apenas 4 superaram ou igualaram este valor. A incapacidade de visualizar a totalidade do lobulo hepático impossibilitou o diagnóstico em algumas amostras obtidas por Tru-Cut, no entanto foi possível atingi-lo noutros casos. Quanto aos Forceps, tirando a provável congestão artefactual e a elevada fragmentação não foram sentidas outras complicações para obtenção de um diagnóstico.
Innumerous techniques exist for hepatic biopsy obtention, 2 were evaluated in the present study. The use of 5 mm oval cup Forceps ensures the acquisition of significative numerous and size samples in a minimal invasive way, besides ensures a direct visualization of the organ. (Tams, 2003; Twedt & Monnet, 2013). However some authors affirm that this samples don’t reveal deeper lesions and exacerbate other normal morphological components. (Rothuizen & Twedt 2009) The Tru-Cut needle is one of the most popular, economical and easy techniques, using only heavy sedation, has been lately target of tough critics due to its diagnosis capacity and credibility. (Kirberger & Stander, 2011; Radlinsky, 2013) Divergent opinions exists over this techniques and few studies where their morphologic histopathology is described, inclusively we don’t found any study in the data base available, where both are strictly compared. That’s why the present study was carried in 16 dogs with hepatic affections, where hepatic biopsies were obtained by the 2 methods, which consisted in a histopathological comparison with the principal objective of clarify the differences found between the 2 methods in the next features: fragmentation, number of portal triads; ductal, portal vein, hepatic artery and centrolobular vein changes; hemorrhage, congestion, vacuolization, pigment, cholestasis, fibrosis, necrosis and inflammation presence; vacuolization, fibrosis, necrosis and inflammation localization. A high fragmentation prevalence was found in both techniques, but wasn’t expected in the samples obtained by Forceps. Concerning the number of portal triads, a great disadvantage pointed to Tru-Cut technique, the minimum number of 6 triads didn’t get it only in 3 animals. Congestion presented the double of the prevalence on Forceps when compared with Tru-Cut samples, which take us to consider the hypothesis of this result have origin in compression provoked by this instrument. The ductal, portal vein, centrolobular vein changes; the hemorrhage, fibrosis, necrosis and inflammation presence were easily detected in both techniques during evaluation, presented normally a slight superior prevalence in Forceps samples. Just the presence of vacuolization, pigment, cholestasis and hepatic artery changes presented a significant statistical agreement in the 2 methods. The lack of statistical agreement found in the other features, easily identified, is due to the small number of samples used in this study. The major difficulty found in samples obtained by Tru-Cut was the localization of lesions, necrosis and vacuolization were the features where the greatest difficulty was found, presenting prevalence’s significantly inferiors to Forceps. Based on bibliography this difficult is due to the small number of portal triads obtained, where a minimum of 15 are necessary to localize the lesions and just only 4 presented this or superior value. The incapacity of assess to an entirely hepatic lobule, make it impossible to some Tru-Cut samples arise into a diagnosis, however it was possible to get it in another cases. In spite of the probable artefactual congestion and high fragmentation it wasn’t sensed other complications to diagnosis obtention in Forceps technique.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10348/6198
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:TD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
msc_ciosantos.pdf2,85 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.