Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/6346
Title: Qualificação de produtos agroalimentares tradicionais portugueses: ascensão ou queda?
Authors: Pires, Miguel António Ventura Lourenço
Advisor: Tibério, Manuel Luís
Keywords: Denominação de origem
Região Norte de Portugal
Desenvolvimento empresarial
Processos de valorização
Análise estratégica
Issue Date: 2015
Abstract: É assumido, frequentemente, que a proteção das indicações geográficas, de acordo com regulamentação europeia específica, é garante para alcançar o sucesso no mercado, ao mesmo tempo que gera benefícios para a economia e produtores locais. No entanto, Portugal detém um grande número de produtos qualificados mas o seu valor comercial é residual. Neste contexto, este trabalho procurou identificar e referenciar um conjunto de boas práticas de desenvolvimento empresarial e compreender e descrever os processos de valorização dos produtos agroalimentares DOP e IGP. Adicionalmente, este trabalho permitiu ainda realizar uma análise estratégica da atratividade e da envolvente de diversas fileiras agroalimentares ao nível da região Norte de Portugal. De forma a atingir os propósitos referidos, a materialização do processo de investigação assentou em três grandes etapas: revisão bibliográfica, estudos de caso e análise e tratamento da informação. O trabalho de campo de natureza qualitativa foi desenvolvido através da metodologia de inquirição por questionário estruturado, de perguntas abertas e administrado a produtores, dirigentes e técnicos de empresas agroalimentares, organismos de controlo e certificação e agrupamento de produtores presentes nas diversas fileiras de produtos agroalimentares (qualificados ou não) na região Norte de Portugal. Como principais resultados destacamos a sistematização de um conjunto de sete práticas de desenvolvimento empresarial e a identificação de vários processos que contribuem quer positivamente quer negativamente para a valorização dos produtos agroalimentares qualificados. Para concluir, pudemos constatar que as DOP/IGP não são em todas as circunstâncias o melhor instrumento para valorizar os produtos agroalimentares tradicionais portugueses. A qualificação deve ser encarada como um meio e não um fim, sendo o sucesso e ascensão, de cada uma das fileiras, resultado da conjugação de vários fatores quer ao nível externo quer ao nível interno das diversas fileiras. Ao nível dos produtos agroalimentares qualificados do Norte podemos considerar três situações tipo, as causas ganhas onde se inserem os produtos com posição no mercado, as causas a ganhar, com alguma presença mas com potencial para crescer que sobretudo carecem de estratégia de dinamização e as causas perdidas.
It´s often assumed that the protection of geographical indications, in accordance with specific European legislation, is guaranteed to succeed in the market, while generating benefits for the economy and local producers. However, Portugal has a large number of qualified products but their commercial value is residual. In this context, this research tried to identify and reference a set of business development best practices and understand and describe the valuation processes of agrifood products PDO and PGI. Additionally, this work allowed a strategic analysis of the attractiveness and environment for several agribusiness agrifood chains in Northern Portugal. In order to achieve these goals, the materialization of the research process was based on three main stages: literature review, case studies and the analysis and processing of information. The qualitative fieldwork was conducted through a structured questionnaire with opens questions. It was administered to producers, directors and technicians of agrifood companies, inspection and certification bodies and producers present in the various agrichains (qualified or not) in northern Portugal. The main results highlight the systematization of a set of seven business development practices and the identification of several processes that contribute positively or negatively to increasing the value of qualified agrifood products. In conclusion, we found out that the PDO / PGI are not in all circumstances the best instrument to value traditional Portuguese agrifood products. The qualification should be seen as a mean and not as an end, with the success and rise of each of the agrichains, the result of a combination of external and/or internal factors. At the level of qualified agrifood products the North depicted three situations, “win causes” because they operate in products with market position, “causes to gain” because their products have some presence but have potential to grow, particularly if they do product promoting and “lost causes”.
Description: Dissertação de Mestrado em Ciências Económicas e Empresariais
URI: http://hdl.handle.net/10348/6346
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_mavlpires.pdf
  Restricted Access
2,21 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.