Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/6530
Título: Ecologia e relação diâmetro-densidade em povoamentos de sobreiro (Quercus suber L.)
Autor: Monteiro, Luísa Raquel Ribeiro
Orientador: Fonseca, Teresa
Cerveira, Adelaide
Palavras-chave: Quercus suber (Sobreiro)
Densidade
Ecologia
Modelação
Alometria
Desbaste
Data: 2015
Resumo: O sobreiro é uma espécie comum no sul de Portugal, em povoamentos conhecidos por montados, já a norte do rio Tejo, os povoamentos de sobreiro são denominados de sobreirais, caraterizados por densidades mais elevadas. Esta é a espécie mais importante da floresta portuguesa daí ser considerada como símbolo nacional dando refúgio a espécies faunísticas e florísticas mais caraterísticas destes povoamentos. A produção de cortiça é uma fonte muito importante de receitas, nestes ecossistemas, os quais se situam, maioritariamente, na região do Mediterrâneo. Em Portugal, estes ecossistemas ocupam cerca de 32% da área florestal de sobreiro do mundo (Costa et al. 2008; González- García et al. 2013). Por isso a importância em aumentar a densidade de ocupação desta espécie no País. Este estudo procurou colmatar a falta de informação sobre qual deverá ser o valor adequado de densidade do sobreiro por unidade de área, para responder à necessidade de matéria-prima para a indústria corticeira. Em termos de procedimento, recorreu-se à análise da relação alométrica entre número de árvores por hectare e diâmetro quadrático médio para povoamento de sobreiro. A análise teve como suporte dados do Inventário Florestal Nacional 4 e 5, e ainda parcelas de estudo cedidas pelo Professor Nuno Ribeiro da Universidade de Évora. Este é um trabalho inovador na área da modelação para o sobreiro, pois é o primeiro estudo para a espécie, em Portugal, acerca da linha de máxima densidade.
Quercus suber, commonly called the cork oak is a common species in southern Portugal, in stands known as “montados”, but while in locations north of the Tejo river, the cork oak stands are called “sobreirais”, characterized by higher densities. This is the most important species of the Portuguese forest then be considered as a national symbol and giving a home to faunal and floristic species most characteristic of these stands. The production of cork is a very important source of revenue in these ecosystems, which are located mainly in the Mediterranean region. In Portugal, these ecosystems occupy about 32% of the total forest area of cork oak in the world (Costa et al 2008; González-García et al 2013). Hence the importance of increasing the occupation density of this species in the country. This study sought to address the lack of information on what should be the appropriate value of cork oak density per unit area, to meet the need for raw material for the cork industry. In terms of procedure, it was done an analysis of the allometric relation between the number of trees per hectare and mean square diameter for the stands of cork oak. The analysis was supported by data from the National Forest Inventory 4 and 5, and study plots assigned by Professor Nuno Ribeiro of the University of Évora. This is a groundbreaking work in the field of modelling for the cork oak as it is the first study for the species, in Portugal, on the maximum density line.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Engenharia Florestal
URI: http://hdl.handle.net/10348/6530
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:TD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
msc_lrrmonteiro.pdf3,89 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.