Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/6600
Título: Perfil sensorial de vinhos brancos monovarietais produzidos com castas brancas cultivadas na região demarcada do douro.
Autor: Martins, Sílvia
Cosme, Fernanda
Vilela, Alice
Palavras-chave: Região Demarcada do Douro,
perfil sensorial.
vinhos brancos monovarietais
Data: 15-Abr-2015
Editora: VIII Jornadas de Bioquímica, UTAD, Vila Real
Citação: VIII Jornadas de Bioquímica, UTAD, Vila Real, 15 e 16 de Abril, P 15, p. 42.
Resumo: A diversidade dos vinhos portugueses pode ser explicada não só pelas diferentes características edafoclimáticas como também pela diversidade das castas existentes. Dentro destes, os vinhos monovarietais são particularmente apreciados pelos consumidores, porque lhes permite identificar as características das respectivas castas. Assim, pretendeu-se com este trabalho estudar o perfil sensorial de vinhos monovarietais produzidos com castas brancas cultivadas na Região Demarcada do Douro, nomeadamente das castas Viognier, Viosinho, Touriga Branca, Gewürztraminer, Sauvignon Blanc, Encruzado, Chardonnay, Alvarinho e Verdelho. A avaliação sensorial foi efectuada por um painel de provadores, devidamente treinado, de modo a obter o perfil sensorial de cada vinho monovarietal através de uma análise descritiva quantitativa. Dos resultados obtidos da análise de clusters e análise em componentes principais, foi possível observar a formação de três grupos: grupo 1, formado pelos vinhos monovarietais das castas Chardonnay, Viosinho e Alvarinho, grupo 2, formado pelos vinhos monovarietais das castas Touriga Branca, Viognier, Verdelho, Sauvignon Blanc e Encruzado e o grupo 3 formado apenas pelo vinho monovarietal da casta Gewürztraminner O perfil sensorial de cada um dos vinhos permitiu ainda verificar que o vinho que mais se destaca, em quase todos os descritores sensoriais estudados, foi o vinho monovarietal da casta Gewürztraminer, nomeadamente nos descritores aroma e flavor a frutos tropicais, seguido dos vinhos monovarietais das castas Alvarinho e Encruzado que se destacaram pela cor. O vinho monovarietal da casta Encruzado ainda se destacou pelo aroma herbáceo e sabor amargo. Já os vinhos monovarietais das castas Verdelho e Viogner, não se destacaram em nenhum descritor.
Revisão por Pares: yes
URI: http://hdl.handle.net/10348/6600
Tipo de Documento: Objecto de Conferência
Aparece nas colecções:DEBA - Póster

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Sílvia.pdf
  Restricted Access
1,25 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.