Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/6896
Title: Influência da dispersão populacional e habitacional nos custos das infraestruturas de saneamento básico
Authors: Roca, Anabela Basílio
Advisor: Bentes, Isabel Maria da Assunção de Marta Oliveira
Coutinho, Ana Cristina Ribeiro Afonso de Matos
Keywords: Infraestruturas
Custos
Abastecimento de água
Saneamento básico
Dispersão urbana
Issue Date: 28-Nov-2016
Abstract: Associado à expansão das áreas urbanas, surgiu o fenómeno da dispersão urbana. A dispersão urbana é uma realidade em Portugal e mais visível no interior do país, onde se verificam baixas densidades populacionais. Uma vez que os serviços de abastecimento e drenagem de águas residuais são essenciais para a saúde pública, é fundamental que o seu acesso seja universal, independentemente da densidade populacional de cada aglomerado urbano. Sendo estes serviços bens de primeira necessidade, implicam a existência e manutenção de uma vasta rede de infraestruturas de saneamento básico, que se estende por quilómetros para servir zonas dispersas e com baixa utilização, com elevados custos para a entidade gestora. Torna-se pertinente avaliar a relação entre a dispersão urbana e os custos das infraestruturas, de modo a cooperar com as entidades que gerem estes serviços, com o intuito de ajudar à adoção de políticas que garantam a sua sustentabilidade. O objetivo principal desta dissertação é relacionar o custo das infraestruturas de saneamento básico com a ocupação do território, sendo importante o desenvolvimento de uma metodologia para a sua realização. Os resultados alcançados permitem concluir que, à medida que aumenta a densidade populacional, diminui a quantidade de rede afeta a cada habitante, e consequentemente os custos de rede afeta a cada habitante. Relativamente à variação do comprimento das redes de abastecimento de água e drenagem de águas residuais domésticas com a dispersão urbana, conclui-se que existem outros fatores que influenciam o seu comprimento tais como a morfologia urbana e a tipologia de construção. Ao nível do tratamento de águas, verifica-se que o custo médio por habitante das ETAR´s e dos coletores, diminui com o aumento da população servida. Constata-se ainda, que o custo médio per capita relativamente aos coletores diminui com o aumento da densidade populacional. Esta relação não se verifica entre os custos médios per capita das ETAR´s e a densidade populacional, que poderá estar relacionada com o tipo de tratamento praticado em cada ETAR.
Associated with the expansion of urban areas, there was the phenomenon of urban sprawl. The urban sprawl is a reality in Portugal and more visible within the country, where there are low population densities. Since the supply and water sanitation services are essential to public health, it is essential that access is universal, regardless of population density of each urban center. As these services are necessary, they imply the existence and maintenance of a wide network of sanitation infrastructure, which stretches for miles to serve dispersed areas with low levels of service, with high costs for the utilities company. It is pertinent to evaluate the relationship between urban sprawl and the costs of infrastructure, in order to cooperate with the bodies managing these services, in order to help the adoption of policies to ensure their sustainability. The main objective of this work is to relate the cost of basic sanitation infrastructure with the occupation of the territory, thus the development of a methodology for its implementation. The results obtained allow concluding that as density increases decreases the amount of network each inhabitant, and consequently it affects the per capita network costs. As regards the variation of the length of water supply and drainage networks of domestic waste water in territories with urban sprawl, it is concluded that there are other factors that influence the length such as urban morphology and building typology. In terms of water treatment, it is found that the average cost per capita of ETAR/WWTP and collectors decreases with increasing population served. We noted also that the average cost per capita for the collectors decreases with increasing population density. This relationship does not arise between the average costs per capita of ETAR/WWTP and the population density, which may be related to the type of treatment practiced in each ETAR/WWTP.
Description: Dissertação de Mestrado em Engenharia Civil
URI: http://hdl.handle.net/10348/6896
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_abroca.pdf2,21 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.