Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/7237
Title: O desenvolvimento sustentável numa pequena cidade da Amazónia: a perceção dos cidadãos de Paragominas, Pará, Brasil
Authors: Duarte, Adalcindo Ofir de Souza
Advisor: Marques, Margarida Maria Correia
Madureira, Lívia Maria da Costa
Keywords: Desenvolvimento sustentável
Paragominas (Estado do Pará, Brasil)
Gestão ambiental
Perceção do cidadão
Issue Date: 3-Feb-2017
Abstract: A avaliação subjetiva do bem-estar sentido pelos residentes só recentemente é tida em consideração aquando da avaliação da sustentabilidade ao nível das cidades. Perante a expansão e multiplicação de políticas, estratégias e “boas práticas” de sustentabilidade pensadas e concretizadas em diversas cidades do mundo, evidencia-se a necessidade de compreensão do bem-estar efetivamente experienciado pelos seus destinatários. O presente estudo pretende, com base no caso concreto da cidade brasileira de Paragominas, conhecer as atitudes, os comportamentos e a perceção de bem-estar experimentada pela população residente numa cidade certificada com Selo Verde. Paralelamente, visou-se comparar as atitudes, comportamentos e a avaliação subjetiva de bem-estar da população residente em relação à comunidade estudantil e académica do Campus local. Para dar resposta a vários aspetos definidores da sustentabilidade na perspetiva económica, ambiental e social, realizaram-se inquéritos com base em questionários, administrados a amostras representativas da população da cidade e da comunidade académica do polo de Paragominas da Universidade Estadual do Pará (UEPA − Paragominas Campus VI). Os componentes utilizados para a investigação incidiram sobretudo: na consciência ambiental; qualidade de vida; satisfação por serviços; poluição sonora; ambiente ativo e qualidade da água. Paragominas, localizada no leste do estado do Pará (Brasil) com uma área de 19 341,9 km², em 2010, tinha uma densidade populacional de 5,06 habitante/km2. É um município com uma população jovem (aproximadamente 57% encontrava-se na faixa etária de 15 a 49 anos), a residir predominantemente na área urbana. Apesar da cidade de Paragominas ser reconhecida como uma cidade “verde e sustentável” desde 2011, e de seguir um modelo de gestão ambiental, verifica-se que as únicas beneficiadas com este título são as empresas, que devem, no entanto, dar contrapartidas para a melhoria das relações sociais a partir de projetos de melhoria e preservação ambiental. Constata-se ainda que a criação de mecanismos para a melhoria das condições ambientais da cidade de Paragominas pelo governo municipal, pode melhorar muito, indo além do reflorestamento das áreas anteriormente desmatadas. No que se refere à política de sustentabilidade ambiental praticada no município não foi identificado na pesquisa que ela, de fato, tenha mudado a vida cotidiana dos moradores, visto que os entrevistados não demostraram sensibilidade no que se refere à realidade amazónica por eles vivenciada. Percebeu-se pelas respostas dos inquiridos, que a qualidade de vida está diretamente ligada ao acesso ao consumo e aos bens materiais. Na satisfação por serviços, identificou-se um município carente de serviços públicos de qualidade e do acesso a estes com regularidade, dai a utilização da bicicleta como meio de transporte, não por consciência ecológica, mas por necessidade. Relativamente ao Campus da UEPA em Paragominas, a pesquisa não constatou nenhum elemento de gestão ambiental na sua política administrativa, sendo mesmo inexistente uma política de gestão sustentável de resíduos e de efluentes líquidos. Quanto à solidariedade para com as gerações futuras, não se percebeu o compromisso da gestão do Campus, visto que a formação está voltada apenas para o mercado de trabalho. Os seus 608 alunos, em 2011, eram maioritariamente de Paragominas, prevendo-se que esta mão-de-obra seja absorvida no próprio município. Contudo, não se registam atividades desenvolvidas no Campus que mobilizem a comunidade estudantil para uma participação mais ativa na superação dos problemas do município e da região. Convêm salientar a inexistência de propostas e/ou projetos que viabilizem o desenvolvimento sustentável; não há um modelo ou projeto de educação ambiental; a academia no seu todo não desenvolve práticas sustentáveis que possam ir ao encontro da política “Selo Verde” do município. Revela-se ser de suma importância a efetivação de programas educativos sobre ambiente e ecologia nos projetos pedagógicos dos cursos existentes na UEPA. Quanto à elaboração de um forte sistema social, a pesquisa não constatou essa preocupação na política do Campus; quando se verifica nos programas educativos, está focado no melhor desempenho na aprendizagem das disciplinas ou dos cursos isoladamente. A realidade no município de Paragominas mostrou que, no médio e curto prazo, mais do que a economia e vantagens competitivas, a preservação ambiental é um desafio indispensável à manutenção das condições de sobrevivência local da sociedade. A qualidade de vida e a própria sobrevivência da sociedade humana na Amazónia não podem ser estudadas somente com variáveis do sistema económico. As administrações universitárias, municipais e demais instituições para seguirem o caminho do desenvolvimento sustentável tem de trabalhar para que seus recursos e economias em crescimento permaneçam firmemente ligados às bases ecológicas; têm de criar as bases adequadas, em que entram os indicadores de sustentabilidade, para a construção do desenvolvimento sob o enfoque integrador.
The subjective evaluation of the well-being felt by residents has only recently been taken into account when assessing sustainability at city level. In view of the expansion and multiplication of policies, strategies and "good practices" of sustainability, which were conceived and implemented in various cities of the world, the necessity of understanding of well-being actually experienced by its recipients has been highlighted. The present study based on the specific case of the Brazilian city of Paragominas, intends to, quantify the attitudes, behaviors and perception of well-being experienced by the population in a city certified with the Green Seal. In addition, it aimed to compare the attitudes, behaviors and the subjective evaluation of the well-being of the population in the student community of the local academic. To examine the various aspects that underlie sustainability, whether economic, environmental or social perspectives, inquiries were carried out with surveys on representative samples of the population of the city and of the academic community of Pará State University of Paragominas campus (UEPA − Paragominas Campus VI). The components used for the research focused primarily on environmental awareness, quality of life, services satisfaction, noise pollution, active environment, and water quality. Paragominas is located in the eastern region of the state of Pará (Brazil) with an area of 19 341,9 km². In 2011, it had a population density of 5,06 inhabitant/km2. It is a municipality with a young population (approximately 57% were in the age range from 15 to 49 years), that resides predominantly in urban areas. In spite the fact that since 2011 Paragominas has been recognized as a "green and sustainable city", that follows model methods of environmental management, it has been verified that the beneficiaries of this title are business enterprises, which must implement measures for the improvement of social relations through improvement projects and environmental preservation. It has also been noted that the creation of mechanisms for the improvement of environmental conditions by the municipal government, can be improved, going beyond the reforestation of areas previously deforested. Regarding the environmental sustainability policy practiced in the amazonian municipality, there was no evidence found in the research that it changed the daily life of the residents. The residents did not demonstrate any sensitivity to the reality experienced by them. According to the replies of respondents, quality of life seems to be directly related to access to and consumption of material goods. A municipality lacking quality public services and regular access to them was noted. For exemple, bicycles are a predominant mode of transport, not by ecological awareness, but by need. In relation to the UEPA’ campus in Paragominas, results did not reveal any element of environmental management in its administrative policy. A sustainable management policy of waste and liquid effluents is nonexistent. There is no commitment from the management of the Campus with respect to future generations. Training is focused exclusively on the job market. In 2011, of the 608 university students of Patagomias’ campus, most were from Paragominas, and this labor is expected to be absorbed by the municipality itself. However, there are no activities developed in the Campus which mobilise the student community for a more active participation in overcoming the problems of the municipality and the region. There were no proposals and/or projects that make sustainable development achievable, there is not a model or environmental education project, and the academy as a whole does not develop sustainable practices or policy that could meet the "Green Seal" status of the municipality. It is of utmost importance that more environmental and ecological concepts be incorporated into the existing courses and programs and/or that there is the development of new courses and programs that center on environmental sustainability at UEPA. The research found no concern for a strong social system in campus policy. When environmental sustainability does appear in courses and programs the focus is only on individual performance on the learning of the disciplines or courses. This study shows that in the medium and short term, environmental preservation is as indispensable to the health and survival of the society as the economy and competitive advantages is in municipality of Paragominas. The quality of life and the very survival of the human society in the Amazon may be studied not only with the variables of the economic system. If they are to follow the path of sustainable development, the university and municipal institutions must take into account and focus on integrating environmental sustainability as it works to grow the economy and utilize available resources.
Description: Tese de Doutoramento em Gestão
URI: http://hdl.handle.net/10348/7237
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:TD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
phd_aosduarte.pdf6,97 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.