Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/727
Título: A Natureza e a Criança: uma relação possível
Autor: Pereira, Sandra Cristina Rodrigues
Orientador: Mesquita, Armindo
Data: 2010
Resumo: A maior problemática com que nos deparamos na actualidade é, sem dúvida, a temática ambiental. Sendo a literatura infanto-juvenil, sobretudo o conto, um veículo importante na educação/instrução das crianças, no desenvolvimento das suas personalidades e comportamentos não será de descurar a sua alienação à educação ambiental. A educação ambiental e a escola detêm assim, um papel fundamental no despertar de uma consciência ecológica. É este pensamento que leva autores consagrados a darem relevo a temas ambientais, sem excluírem com isso, os mundos/personagens maravilhosas que tanto encantam os mais novos. Surgem assim as obras: “Valéria e a Vida” de Sidónio Muralha; “Há fogo na floresta” de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada; “João Ar-Puro no país fumo” de José Jorge Letria e “História de um Rio contada por um Castanheiro” de Anabela Mimoso. Estas histórias foram alvo, no nosso trabalho, de uma análise semiótica e simbólica. Para que estas narrativas cheguem aos mais novos e proporcionem aprendizagens significativas é necessário motivar os alunos com estratégias e actividades que os aliciem. Os resultados deste estudo permitiram sublinhar que a literatura infanto-juvenil fomenta o desenvolvimento de práticas que contribuem para a melhoria e defesa do ambiente. Com estes pressupostos, consideramos cumpridos os objectivos desta dissertação.
One of the major problems we face nowadays is, undoubtedly, thematic environmental issues. Considering that the juvenile literature, especially tales, have a crucial impact on children’s education, as well as on their development of personality and behaviour, therefore we shouldn’t neglect their disposal to environmental education. Environmental education and schools have thus a vital role in the awareness of an ecological conscience. It’s this thought that leads important authors to give importance to environmental topics, without excluding the wonderful worlds and characters that enchant the youngest. This way, arises the following writings: “Valéria e a Vida” by Sidónio Muralha; “Há fogo na Floresta” by Ana Maria Magalhães and Isabel Alçada; “João Ar-Puro no país fumo” by José Jorge Letria and “História de um Rio contada por um Castanheiro” by Anabela Mimoso. These tales were the target of a symbiotic and symbolic analysis. It is necessary to motivate students with strategies and activities that capture their attention so that the narratives above may reach the young ones and provide a significant learning. The results of this study highlighted that juvenile literature promotes the development of attitudes that contribute for the improvement and protection of the environment. With these assumptions, we consider the objectives of this dissertation accomplished.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Literatura Portuguesa
URI: http://hdl.handle.net/10348/727
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:OLD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
msc_scrpereira.pdf4,46 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.