Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/7317
Title: Relação entre estrutura familiar, estilo parental e bullying em alunos do 5º, 6º, 7º e 8º anos de escolaridade
Authors: Machado, Emanoella Costa
Advisor: Costa, José Carlos Gomes da
Keywords: Violência
Escola
Bullying
Emigração
Estrutura familiar
Estilo parental
Issue Date: 2017
Abstract: O Bullying é a presença de agressão, física ou psicológica repetidamente no contexto escolar. Este estudo tem como objetivo estudar a possível relação entre a estrutura familiar, o estilo parental e perceber de que forma estas dinâmicas se relacionam com o envolvimento dos filhos em situações de bullying. Para identificar e caracterizar o envolvimento com bullying foi utilizado uma versão adaptada do questionário de exclusão social e violência escolar (QEVE adaptado por Martins, 2005). Os estilos parentais foram identificados por meio do EMBU-A – adaptado por Lacerda (2005). Numa amostra de 282 participantes com idades compreendidas entre 11 a 13 anos, (M= 11,58; DP= .719), maioritariamente a frequentar o 6º ano de escolaridade, 52.3% do sexo masculino e a maioria vive numa família biparental. Nessa amostra participaram 71 membros emigrantes, permitindo uma melhor compreensão da estrutura familiar face as demais variáveis. Através dos resultados obtidos foi possível comprovar uma relação positiva entre o envolvimento no bullying em contexto escolar das vítimas, agressores e as práticas parentais de rejeição, bem como de sobreproteção. Por outro lado, observou-se uma relação negativa entre o envolvimento no bullying em contexto escolar e as práticas parentais de suporte emocional.
Bullying is the presence of aggression, physical or psychological repeatedly in the school context. This study aims to study the possible relationship between family structure and parental style and to understand how these dynamics relate to the involvement of children in bullying situations. To identify and characterize the involvement with bullying, an adapted version of the questionnaire on social exclusion and school violence was used (QEVE adapted by Martins, 2005). The parental styles were identified through the EMBU-A - adapted by Lacerda (2005). In a sample of 282 participants aged 11 to 13 years, (M = 11.58; SD = .719), mostly attending the 6th year of schooling, 52.3% of males and the majority live in a biparental family. In this sample 71 emigrant members participated, allowing a better understanding of the family structure compared to the other variables. Through the obtained results it was possible to prove a positive relation between the involvement in bullying in school contexts of the victims, aggressors and the parental practices of rejection, as well as of overprotection. On the other hand, there was a negative relationship between bullying involvement in school context and parental practices of emotional support.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10348/7317
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
msc_ecmachado.pdf
  Restricted Access
878,96 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.