Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/7913
Title: Dog cancer: an approach to owner’s expectations and Cox-2 role in prognosis and therapy
Authors: Gregório, António Hugo Andrade
Advisor: Queiroga, Felisbina Luísa Pereira Guedes
Pires, Isabel Cristina Ribeiro
Oliveira, Justina Maria Prada
Keywords: Oncologia veterinária
Biomarcadores tumorais
Ciclooxigenáse 2
Imunohistoquímica
Prognóstico
Terapêutica
Cão
Issue Date: 2017
Abstract: A disciplina de oncologia veterinária tem assistido a enormes progressos nos últimos anos e a doença oncológica constitui hoje a principal causa de morte de animais de estimação seniores. Novos e sofisticados tratamentos estão hoje disponíveis no tratamento da doença oncológica fruto de avanços tecnológicos e da alteração de atitudes dos proprietários de animais domésticos que cada vez mais os encaram como membros da família exigindo assim o melhor tratamento disponível e com fortes preocupações relativas à qualidade de vida dos mesmos. O papel da enzima COX tem vindo a ser demonstrado de uma forma crescente na carcinogénese tanto em pessoas como em animais domésticos sendo um importante fator de prognóstico em vária neoplasias e potencialmente um alvo terapêutico. O objetivo deste estudo consistiu em analisar as expectativas de proprietários de animais de companhia com doença oncológica relativamente a serviços veterinários e avaliar se elas difeririam da população geral de donos de animais de companhia. Nesse sentido foi utilizada a metodologia SERVQUAL, um instrumento popularmente utilizado em marketing de serviços, para avaliar expectativas e perceções de consumidores e, assim, quantificar indiretamente a satisfação desses mesmos consumidores. De facto, esta metodologia é comumente utilizada em serviços de saúde quer como ferramenta de gestão, quer como ferramenta de investigação científica. Através da análise de inquéritos SERVQUAL distribuídos a proprietários de animais de companhia submetidos a tratamentos oncológicos e tratamentos não oncológicos concluiu-se que o primeiro grupo possuía expetativas específicas sobre o que constituiria um serviço veterinário ideal atribuindo maior importância a questões relacionadas com a ´segurança´ as quais não foram correspondidas pela equipa veterinária que por sua vez atribuíram maior importância a questões relacionadas com a tangibilidade dos serviços. Esta melhor compreensão das necessidades dos donos de animais com cancro permite melhor ajustar os serviços veterinários gerando maiores satisfações e melhores “compliances” e resultados dos tratamentos. A COX-2 é uma enzima diretamente implicada em diversas etapas da carcinogénese tais como a iniciação, a promoção, a invasão, a inibição da apoptose e a metastização. Os anti-inflamatórios com as suas propriedades de inibição da COX-2 são potencialmente candidatos óbvios a serem incluídos em terapêuticas de cancro providenciando analgesia e consequente melhoria da qualidade de vida (QoL) e, simultaneamente, atividade anticancerígena. Neste trabalho são revistas as ações da COX-2 nas diversas etapas chave da carcinogénese e é apresentada uma revisão sistemática sobre o valor prognóstico das COX em diversas neoplasias malignas do cão e do gato. Através da análise da literatura constatou-se que a expressão de COX-2 está associada a uma diminuição da sobrevida total no melanoma canino, no osteossarcoma canino e nos tumores mamários da cadela, mas não nos mastocitomas, carcinomas da próstata e carcinomas nasais. Esta revisão permitiu também constatar a escassez de estudos complementares para cada tipo de neoplasia e ausência de estudos para diversos grupos de neoplasias comuns, assim como identificar algumas falhas metodológicas em vários estudos potencialmente conduzindo a riscos de “bias”. De seguida investigámos os mecanismos de ação da COX-2 em 2 grupos de neoplasias importantes em cães: mastocitomas e melanomas- onde demonstrámos a associação da expressão da COX-2 com variáveis clinico-patológicas de agressividade elucidando o papel da COX-2 na carcinogénese destas 2 neoplasias apontando para a contribuição na angiogénese e alteração no microambiente inflamatório peri-tumoral no caso dos melanomas e proliferação e angiogénese nos mastocitomas. Embora a bibliografia publicada não tenha não tenha associado a COX-2 a um prognóstico negativo nos mastocitomas caninos, o nosso trabalho encontrou uma associação entre a intensidade da expressão de COX-2 e a menor sobrevida total em cães com mastocitomas. Finalmente descrevemos um estudo observacional onde a ação de um inibidor COX-2 específico- firocoxib- utilizado sozinho, ou combinado num esquema metronómico com clorambucil, foi avaliada num conjunto de 30 neoplasias em estádio avançado constatando-se atividade clínica com registo de 1 remissão completa e 2 remissões parciais, com um bom perfil de segurança e com melhorias significativas dos scores de QoL. Em conclusão, demonstrámos as especificidades das expectativas dos donos de animais de companhia e a importância dos clínicos se ajustarem às suas necessidades de forma a melhor garantir o cumprimento dos planos de tratamento. Identificámos a COX-2 como um importante fator de prognóstico em várias neoplasias malignas caninas e identificámos a utilidade potencial do uso de inibidores COX-2 no tratamento e melhoria da qualidade de vida de animais com neoplasias em estádio clínico avançado. A expressão de COX-2 poderá de futuro ser usada na clínica como marcador de previsão de agressividade em neoplasias de prognóstico incerto tais como mastocitomas de grau intermédio e o uso de inibidores COX-2 no tratamento de diversas neoplasias caninas deverá ser equacionado e avaliado em ensaios clínicos randomizados avaliando como resultados finais a resposta clínica ou a melhoria da qualidade de vida dos animais.
Veterinary oncology field has experienced huge progresses in recent years and oncologic disease constitutes today the leading cause of death among senior pets. New and sophisticated therapies are readily available today for the treatment of oncologic disease resulting from technologic advances and from an attitude shift of pet owners that now regard them as members of the family and so demand the best medical care available and with special concern on Quality of Life issues. COX-2 enzyme role in carcinogenesis has been increasingly demonstrated both in people as well as in animals being an important prognostic factor in several neoplasia and potentially constituting a therapeutic target. The goal of this work consisted in analysing pet owner’s expectations towards veterinary services and evaluate if they differ from general pet owner population. For that we used the SERVQUAL methodology, a popular marketing instrument used to evaluate consumer’s expectations and perceptions allowing to indirectly estimate service satisfaction. In fact this methodology is already routinely used in health care either as a management or research tool. Through SERVQUAL questionnaires distributed to pet owners of animals with oncologic disease and non-oncologic disease we concluded that the former had different expectations regarding an optimum veterinary care service giving extra importance to items related with assurance which were not recognized by the veterinary staff who in turn gave higher importance to questions related to the tangible dimension. This better understanding of the needs of pet owners with cancer will allow for better adjustment of veterinary services offer making way to better client satisfaction, better treatment compliance rates and better outcomes of treatments. COX-2 is an enzyme directly implicated in several hallmarks of carcinogenesis such as initiation, promotion, invasion, apoptosis inhibition and metastization. NSAIDs with its COX-2 inhibitory properties are obvious potential candidates to be included in cancer therapy providing analgesia with consequent improve in QoL and at the same time having anti-cancer activity. In this work we reviewed COX-2 role in several key steps of carcinogenesis and we performed a systematic review on the prognostic value of COX in several malignant neoplasias in the dog and cat. Through review of the literature we observed that COX-2 is associated with an overall decrease in survival in canine melanoma, canine osteosarcoma and canine mammary tumours, but not in canine mast cell tumours, prostatic carcinoma and nasal carcinoma. This systematic review also allowed to highlight the scarcity of complementary prognostic studies for each type of neoplasia and the absence of any study in particular important groups of neoplasias and also permitted to identify methodologic limitations of published studies potentially leading to increased risk of bias. Next we investigated mechanisms of action of COX-2 in 2 important neoplasias in dogs: mast cell tumours and melanomas. Here we showed the association between COX-2 expression and several clinic-pathological variables of aggressiveness enlightening the role of COX-2 in these 2 cancers: acting on angiogenesis and peritumoural inflammatory microenvironment modification in melanomas and proliferation and angiogenesis in mast cell tumours. Although published literature hadn´t found association between COX-2 expression and diminished OS in canine mast cell tumours our work did find such association when taking in account COX-2 intensity of expression. Finally we described an observational study where the action of firocoxib (a COX-2 specific inhibitor) used alone or combined with chlorambucil in a metronomic regimen, was evaluated in 30 end stage various types of canine neoplasia. Clinical response was observed and we recorded 1 complete remission and 2 partial remissions with a good safety profile and with significant improvements in QoL scores of patients. In conclusion we demonstrated the specific needs and expectations of owners of pets with oncologic disease and the importance for the clinicians to make adjustments in order to meet those demands and achieve client satisfaction and compliance of treatment plans. We identified COX-2 as an important prognostic factor in several neoplasias and the potential role of COX-2 inhibitors in the treatment of these malignancies or as palliative care to improve QoL in end stage disease. COX-2 expression could in the future be used to help ascertain the clinical behaviour of neoplasias of uncertain prognostic such as intermediate grade mast cell tumours and the use of COX-2 inhibitors in the treatment of canine malignancies should be contemplated and evaluated throw randomized clinical trials considering as final results clinical activity or improvements in QoL.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências Veterinárias
URI: http://hdl.handle.net/10348/7913
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:TD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
phd_ahagregório.pdf
  Restricted Access
3,09 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.