Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/8303
Título: Collective movement behaviour in association football
Autor: Gonçalves, Bruno Sérgio Varanda
Orientador: Sampaio, António Jaime da Eira
Leite, Nuno Miguel Correia
Palavras-chave: Futebol
Sistemas dinâmicos
Sistemas complexos
Tempo
Movimento
Dinâmica comportamental
Análise do desempenho
GPS
Data: 14-Fev-2018
Resumo: Os avanços nas tecnologias de captação do posicionamento dos jogadores de futebol têm permitido adquirir informação fiável sobre o seu desempenho. A investigação disponível foca-se na quantificação de exigências físicas e fisiológicas dos jogadores em situações de contexto de treino e jogo. No entanto, estas exigências são dependentes da estratégia da equipa e do comportamento dos adversários, o que obriga a que o desempenho seja analisado através de metodologias mais complexas e multidisciplinares. Assim, este trabalho teve como objetivo explorar as características de funcionamento que estão na base do comportamento coletivo em futebol usando variáveis de posicionamento. Os dados foram recolhidos em ambientes de treino e de competição, em escalões de Sub-15, Sub-17, Sub-19, profissionais e amadores. Para o tratamento dos dados, foram aplicadas técnicas de processamento linear e não-linear, análise de redes sociais, análise de variáveis de tempo e movimento e análise notacional. Em ambiente de treino, foram desenhadas e analisadas tarefas de jogo em espaço reduzido (em desigualdade numérica) e com espaço próximo do regulamentar (com restrição de zonas do campo). Nas situações de desigualdade numérica, os resultados mostraram que a manipulação no número de adversários poderá ser efetiva para a necessidade do uso de informação local durante as decisões dinâmicas de posicionamento. Em situações de restrição espacial, os resultados revelaram uma diminuição drástica na capacidade de coadaptação posicional dos colegas de equipa e uma redução das necessidades físicas e fisiológicas. Em ambientes de competição, o escalão Sub-15 apresentou uma maior correlação no posicionamento com os colegas de equipa e uma maior densidade na rede de passes, comparativamente com o escalão Sub-17, indicando uma maior dependência do posicionamento da bola. No escalão Sub-19, os resultados evidenciaram que o posicionamento dinâmico de todos os jogadores foi mais próximo e mais regular com os colegas pertencentes ao mesmo posto específico. Em competição com jogadores profissionais, três cenários requerem maior atenção aquando do desenho de tarefas com transferibilidade comportamental: i) transição da superfície de espaço de jogo ocupado pelos 3 colegas de equipa mais próximos para o espaço ocupado por 4; ii) transição de 4 até 8; e iii) transição de 8 para 9. Todas as abordagens empíricas tiveram como objetivo fornecer ferramentas de processamento para melhor compreender a dinâmica do comportamento posicional.
Positional tracking technologies have been providing reliable information that can boost the interpretation of football team’s performance by adopting different data-driven approaches. Accordingly, the available research is focused on quantifying the physical and physiological demands of the players when involved in real practice situations. However, these demands are dependent on team strategy and opponent behaviour, requiring performance to be analysed with a more complex approach. Thus, the general aim of this study was to explore the determinants of collective movement behaviour in association football by using positioningderived variables. To fulfil this purpose, the data were collected from different environments (training and competition) and different players (under-15, under-17, under-19, professionals and amateurs). Social Network approaches, non-linear processing techniques and both timemotion and notational analysis were applied. During training conditions, small- and largesided games (unbalance and pitch-area restrictions boundary conditions, respectively) were designed and analysed. In unbalanced games, results showed that the manipulation of the number of opponents may be effective to over-emphasise the use of the local information by the players to support the dynamics of the positional decision-making process. Regarding to the effects of limiting players’ spatial exploration during large-sided games, the results showed a great impairment in the co-adaptation between teammates’ positioning while a decrease in the physical and physiological performances was observed. In match environments, under-15 showed higher correlation between the dyads’ positioning regularity and the network passing density, indicating a possible higher dependence of the ball position rather than in the under-17 teams. During under-19 matches, results showed that displacements of all players were nearer and more regular with their own position-specific teammates. During professional matches, three scenarios should require additional attention when aiming to design match transferable tasks: i) transition from effective playing space (EPS) formed by 3 nearer players to EPS formed by 4 nearer players; ii) transition from EPS formed by 4 nearer players up to EPS formed by 8 nearer players; and iii) transition from EPS formed by 8 nearer players to EPS formed by 9 nearer players. Overall, the presented data approaches have intended to provide practical and holistic processing tools that can be used to better understand the sport collective movement behaviour through dynamical positioning.
Descrição: Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto
URI: http://hdl.handle.net/10348/8303
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:TD - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
phd_bsvgonçalves.pdf31,38 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.