Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/8422
Title: Comprehending Inflammatory Bowel Diseases in Dogs and Cats: Challenges in Diagnosis and Dietary Management
Authors: Leitão, Ana Sara Almeida
Advisor: Lourenço, Ana Luísa Dias Guimarães
Corbee, Ronald Jan
Keywords: enteropatias crónicas
enterite idiopática
IBD
Nutrição Clínica
cães
gatos
Issue Date: 13-Mar-2018
Abstract: O termo “IBD”, do inglês “Inflammatory Bowel Disease” (mais corretamente traduzida para português como enterite idiopática) não representa uma só doença ou entidade clínica. É frequentemente aplicado a um grupo de doenças gastrointestinais com evidência histológica de inflamação intestinal sem causa definida, e caracterizadas clinicamente pela presença de manifestações gastrointestinais recorrentes ou persistentes ao longo do tempo. Ainda assim, a nomenclatura adotada não reflete o que ocorre com frequência na prática: a inflamação pode estar confinada ao intestino delgado, ou afetar todo o trato gastrointestinal, como uma gastroenterocolite difusa. Médicos veterinários usam com frequência o termo “IBD” para se referirem a vários tipos de enteropatias crónicas, não necessariamente idiopáticas. Nas publicações da área, o termo é, no entanto, usado para definir a enterite linfoplasmacítica e a enterite e gastroenterite eosinofílica idiopáticas, dado que as enterites granulomatosas e neutrofílicas são raras em animais de companhia, e estão geralmente, relacionadas com causas infeciosas. Devido ao fato de serem observadas e relatadas com frequência variações histológicas associadas às doenças gastrointestinais crónicas de etiologia idiopática, é possível observar-se em publicações mais recentes, uma tendência para classificar as enterites crónicas inflamatórias genericamente como Enteropatias Crónicas, classificando-as e dividindo-as posteriormente tendo em conta a resposta aos protocolos terapêuticos implementados, em: Food-Responsive Enteropathy (“FRE” ou “FRD” se a diarreia for o sinal clínico predominante), Antibiotic-Responsive Enteropathy (ARE) e Steroid-Responsive Enteropathy (“SRE” ou “IRE” – Immunosuppressant-Responsive). Ao longo desta dissertação, o termo “IBD” foi usado referindo-se a enterites responsivas à imunossupressão e enterites/gastroenterites linfoplasmacíticas e eosinofílicas idiopáticas. O principal objetivo deste trabalho é rever os conceitos até à data relativos à “IBD” em cães e gatos, e compará-los com uma amostra de casos de enteropatias crónicas da população de um Hospital de Referência de animais de companhia, analisando para o efeito, casos prospectiva e retrospectivamente. O foco será identificar aspetos clínicos relevantes associados às doenças, os passos a dar para obter um diagnóstico fiável e padrões que possam estar associados a diferentes fenótipos de enteropatias crónicas em pequenos animais. Adicionalmente será dado ênfase ao estudo dos padrões dietéticos e alimentares dos animais antes do diagnóstico e as recomendações nutricionais específicas prescritas.
Inflammatory bowel disease does not represent a clinical entity or a single disease in Veterinary Medicine. Instead, it is the term most commonly applied to a group of diseases that feature histological evidence of idiopathic intestinal inflammation and that are characterised by recurrent or persistent GI signs. However, the nomenclature does not reflect what is seen often in practice: inflammation can be confined to the small intestine (SI) or it can be spread as a diffuse gastroenterocolitis. Professionals often use the term IBD ambiguously to describe various forms of gastrointestinal disease that are associated with chronic inflammation, not truly idiopathic. On field publications, authors reserve the term to describe idiopathic lymphocytic-plasmacytic enteritis (LPE), eosinophilic enteritis (EE) and eosinophilic gastroenteritis (EGE). Due to the fact that histologic variations in chronic idiopathic gastrointestinal diseases are noticeable and widely reported, some authors in more recent publications generally nominate GI inflammatory conditions as Chronic Enteropathies (CE) and subdivide them according to the response to treatment in: Food-Responsive Enteropathy (FRE), Antibiotic-Responsive Enteropathy (ARE) and Steroid-Responsive Enteropathy (SRE or IRE – Immunosuppressant- Responsive). Throughout this dissertation, the term Inflammatory Bowel Disease “IBD” has been used to describe idiopathic LPE, EE and EGE, and Immunosuppressantresponsive enteritis. The main goal of this work is to review current knowledge about IBD in dogs and cats, and to compare it to a chronic enteropathy population of a Referral Small Animal Hospital, analysing retrospective and prospective clinical cases for that purpose. The focus will be to identify key clinical aspects of disease, steps to take to obtain a reliable diagnosis and trait marks of different chronic enteropathies in small animals. Furthermore, emphasis was given to the study of dietary and feeding patterns of the dogs and cats before and after diagnosis and to the specific nutritional recommendations prescribed.
URI: http://hdl.handle.net/10348/8422
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DCV - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Teseversão0.4.pdf1,64 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.