Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/8663
Título: Valorização nutricional de subprodutos da produção vinícola com fungos de podridão branca para a alimentação animal
Autor: Anunciação, Mariana de Sousa
Orientador: Rodrigues, Miguel António Machado
Ferreira, Luís Miguel Mendes
Palavras-chave: Engaço de uva
fungos de podridão branca
valorização nutricional
alimentação animal
Data: 3-Abr-2018
Resumo: Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de fungos de podridão branca sobre o valor nutritivo do engaço de uva. Foram utilizados 3 fungos: Lentinula edodes, Pleurotus eryngii e Pleurotus citrinopileatus, para colonizar 50g de engaço com cerca de 2g de inóculo fúngico durante 42 dias em estufas com temperatura e humidade controladas. Posteriormente, foram analisados diversos parâmetros de composição química e digestibilidade in vitro da matéria orgânica (DIVMO) do engaço tratado. Verificou-se um efeito significativo (P<0,001) do tratamento com fungos de podridão branca na composição química e na DIVMO do engaço de uva. De facto, ocorreu uma diminuição média de 2,1% do teor em matéria orgânica (MO) nos tratamentos, comparativamente ao controlo, sendo que a maior diminuição (3%) verificou-se no tratamento do engaço de uva com P. citrinopileatus. Observou-se um aumento médio do teor em proteína bruta (PB) de 55,4% comparativamente ao controlo, sendo que o aumento mais acentuado foi apresentado pelo tratamento com P. citrinopileatus (cerca de 74%). O tratamento com L. edodes permitiu uma maior degradação dos constituintes da parede celular no engaço de uva, sendo a diminuição dos constituintes da fibra de detergente neutro (NDF), fibra do detergente ácido (ADF) e lenhina da ordem dos 8,8%, 14,8% e 34%, respetivamente. Também o tratamento com L. edodes no engaço foi o que proporcionou maior aumento da DIVMO, em cerca de 50% comparativamente ao controlo. O período de incubação também afetou significativamente (P<0,05) o valor nutritivo do engaço de uva. No que se refere ao teor em PB, verificou-se aumento médio de 24% nos períodos de incubação, comparativamente ao dia 0, sendo que o aumento mais acentuado foi obtido aos 42 dias (28,2%). Para o teor em lenhina do engaço, a redução mais acentuada (13,3%) também se observou aos 42 dias de incubação. Ao analisar individualmente o efeito que cada fungo ao longo do período de incubação teve ao nível da DIVMO, nota-se que o melhor tratamento foi o L. edodes aos 42 dias de incubação, com um aumento de cerca de 95%. Os resultados deste estudo indicam o potencial de utilização dos fungos de podridão branca no tratamento e valorização nutricional do engaço de uva. No entanto, cremos ser plausível a possibilidade de otimizar o processo de fermentação sólida de modo a que os valores de digestibilidade possam ser melhorados. Neste sentido, estudos futuros deverão incidir sobre o aumento da eficiência de deslenhificação por parte das estirpes selecionadas procurando avaliar quais as condições de crescimento que favorecem a atuação das enzimas lenhinolíticas. Paralelemente, estudos adicionais in vivo no sentido de avaliar a incorporação desta matéria-prima na alimentação animal deverão também ser equacionados.
The aim of this study was to determine the effect of white-rot fungi on a winery byproduct grape stems. Three strains of fungi were used: Lentinula edodes, Pleurotus eryngii, and Pleurotus citrinopileatus. Substrate was colonized with fungal spawn for 42 days in controlled conditions of temperature and humidity. Subsequently, we analysed several parameters of chemical composition and in vitro organic matter digestibility (IVOMD) of the stems under treatment. There was a significant effect (P<0.001) of white rot fungi treatment on chemical composition and IVOMD of the grape stems. In fact, there was an average decrease of 2.1% of the content of organic matter (OM) in treatments, in comparison to the control, and the largest decrease (3%) was found in the treatment of the grape stems with P. citrinopileatus. There was an average increase of its crude protein content (CP) of 55.4% when compared to the control, and the more marked increase was presented with P. citrinopileatus (about 74%). The treatment with L. edodes allowed a greater degradation of the cell wall constituents in grape stems, being the decrease of constituents of neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF) and lignin of 8.8%, 14.8% and 34%, respectively. Also, the treatment with L. edodes in the stems was the one which provided the biggest increase of IVOMD, about 50% as compared to the control. The incubation period also affected significantly (P<0.05) the nutritional value of the grape stems. As regards the content of CP, there was an average increase of 24% on the incubation periods, compared to day 0, being the more marked increased obtained to 42 days (28.2%). To the lignin content of the stems under the sharpest reduction (13.3%) was also observed to 42 days of incubation. When analysing individually the effect that each fungus throughout the incubation period was at the level of IVOMD, we can see that the best treatment was the L. edodes to 42 days of incubation, with an increase around 95%. The results of this study indicate the potential use of white-rot fungi in the treatment and nutritional value of grape stems. However, the digestibility values obtained can still be improved and optimized. In this sense, future studies should focus on increasing the efficiency of delignification by the selected strains in order to evaluate the growth conditions that favour the performance of ligninolytic enzymes. At the same time, in vivo additional studies should be envisaged in order to evaluate the incorporation of this raw material in animal feed.
URI: http://hdl.handle.net/10348/8663
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:DZOO - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Valorização Nutricional_Engaço de Uva_FINAL.pdf1,86 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.