Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/8714
Título: Formação de Agricultores: a eficiência do vídeo como mediador de aprendizagem
Autor: Diniz, Rodrigo de Castro
Orientador: Loureiro, Armando Paulo Ferreira
Escola, Joaquim José Jacinto
Agrello, Marisa Pascarelli
Palavras-chave: Formação Profissional Rural
Mediação por Vídeo
Aprendizagem
Atitude de Agricultores
Agrotóxicos
Data: 11-Jun-2018
Resumo: A mediação de um processo educativo exige que o recurso utilizado consiga traduzir o conteúdo abordado, de tal maneira que, permita sua compreensão e aprendizagem com o menor esforço cognitivo possível. As Tecnologias da Informação e Comunicação possuem, no meio rural, um imenso potencial. Elas permitem reduzir os custos de acesso à informação e as distâncias, fatores limitantes da população residente nessas áreas. Uma questão fundamental porém, é descobrir até que ponto o agricultor consegue utilizar as informações repassadas por esse tipo de recurso na execução de suas tarefas. Comprovar se o vídeo, especificamente o didático, pelas suas características pedagógicas e técnicas, é capaz de mediar eficientemente processos de Formação Profissional com aplicadores de defensivos agrícolas, foi o objetivo do presente estudo. A amostra utilizada foi constituída por 350 trabalhadores nessa ocupação, que participaram de cursos de Formação Profissional Rural no estado Minas Gerais. A região onde o estudo ocorreu é o sudoeste do Estado, uma grande produtora de café. A atividade de aplicação de produtos químicos, com o objetivo de proteger a cultura do ataque de pragas e doenças, é uma tarefa importante nessas propriedades. O estudo foi estruturado em dois momentos distintos e complementares, um de caráter quantitativo e outro qualitativo. No estudo quantitativo foram ministrados os conteúdos Cognitivo e Psicomotor pertinentes à utilização do equipamento de proteção individual relativo à ocupação. Para testar a eficiência do vídeo foram utilizados dois vídeos didáticos referentes a esses conteúdos e um questionário em escala Likert para conhecer a Atitude dos envolvidos diante desse recurso instrucional. No estudo qualitativo, os três instrutores que participaram do estudo quantitativo foram entrevistados para se obter também sua Atitude em relação ao vídeo didático, através da Entrevista em Profundidade e da Análise de Conteúdo. No estudo quantitativo, os agricultores foram divididos em dois grupos (CV de 23%), um experimental e um controle. O grupo experimental, composto de 178 agricultores, foi exposto aos dois vídeos, o de conteúdo Cognitivo e o de Psicomotor. O grupo controle, com 172 indivíduos, participou de uma Exposição Dinamizada sobre o conteúdo Cognitivo e a uma Demonstração sobre o conteúdo Psicomotor. Após as atividades, os grupos foram avaliados quanto ao conhecimento ou habilidade adquiridos, bem como sobre sua Atitude quanto ao recurso. Após a realização da parte quantitativa, os instrutores participaram então da Entrevista em Profundidade. A análise dos dados quantitativos obtidos, permite afirmar que o agricultor que participa dos cursos de Formação é do sexo masculino (97,4%), com idade média de 35 anos (DP 11,2%), e até o Ensino Fundamental completo(63,2%); recebe acima de 1 e até 3 salários mínimos (68,9%), é um trabalhador empregado (71,7%), há mais de cinco anos exerce a ocupação e tem pouco acesso ao equipamento de informática (32,9%). A aprendizagem do conteúdo Cognitivo medida pela análise das respostas às avaliações, mostra que a exposição presencial foi estatisticamente semelhante à exposição ao recurso vídeo (p=0,731). Os agricultores não expostos obtiveram 7,35 acertos em 10 questões, enquanto os expostos 7,29 acertos (CV de 23%). Em relação ao conteúdo Psicomotor, observa-se uma diferença significativa (p<0,001) em relação à utilização ou não do vídeo como recurso, sendo a atividade presencial superior. Os agricultores avaliados apresentaram uma Atitude positiva em relação ao vídeo (p<0,001). Em relação à Atitude dos instrutores, a análise qualitativa também mostrou uma atitude positiva em relação a esse recurso. O presente estudo permite concluir que vídeos didáticos adequadamente elaborados podem ser realmente eficientes para promover a aprendizagem de conteúdos Cognitivos, haja vista a Atitude favorável do público envolvido nos cursos de Formação Rural, mas para conteúdos Psicomotores, novos estudos precisam ser realizados para se conhecer melhor os fatores que interferem em sua eficiência e minimizá-los.
The mediation of an educational process requires that the source used for it, be able to translate the content addressed in such a way to allow its understanding and learning with the minimum cognitive effort possible. The Information and Communication Technology in the rural environment presents a great potential. Their use reduce the information access costs and the distances, limiting factors for the population in these areas. A fundamental question, however, is to discover to what extent the farmers can use the information collected from this type of source in the execution of their tasks. To verify that the video, specifically the didactic one, for its pedagogical and technical characteristics, is able to efficiently mediate the Professional Training process with pesticide applicators, was the aim of the present study. The sample used, was consisted of 350 workers in this occupation, who participated in the Rural Professional Formation in the state of Minas Gerais. The region where the study took place, is the southwest of Minas Gerais, a big coffee producer. The chemical products application, with the purpose of protecting the culture from the attack of pest and disease, is an important task in these properties. The study was structured in two distinct and complementary moments, one of them in a quantitative character and the other one in a qualitative character. In the quantitative study, were given Cognitive and Psychomotor information pertinent to the use of the personal protection equipment. In order to test the efficiency of the video, were used two didactic videos about these themes, and a questionnaire in the Likert scale to know the Attitude of the individuals when faced with this instructional source. In the qualitative study, the three instructors who participate in the quantitative one, were interviewed in order to obtain their Attitude in relation to the didactic video, through the Interview in Depth and the Content Analysis. In the quantitative study, the farmers were divided in 2 groups (CV of 23%), one group was considered the experimental and the other one, the control. The experimental group, was composed by 178 farmers and was exposed to two videos, one with a Cognitive content and another one with a Psychomotor content. The control group, with 172 individuals, was exposed to a Dynamic Exposition about the Cognitive content and to a Psychomotor content Demonstration. After the activities, the two groups were evaluated regard to the acquired knowledge or skill, as well as their Attitude related to the source. After the quantitative part, the instructors were then submitted to the Interview in Depth. The analysis of the quantitative data, shows that the farmers who participate in the Training course is male (94%), with an average age of 35 years old (SD 11,2%), and with an until complete Primary Education (63.2%), earns between 1 and 3 minimum wages (68.9%), is an employee (71.7%), has been employed for more than five years and has a poor access to computer equipment (32.9%). The learning process related to the Cognitive content measured by the analysis of the responses, shows that the face-to-face exposure was statistically similar to the video exposition (p=0.731). The nonexposed farmers answered correctly 7.35 in 10 questions, while the exposed ones, showed 7.29 corrects answers (CV of 23%). Regard to the Psychomotor content, was observed a significant difference (p<0.001) related to the use or not of the video as a knowledge source, being the face-to-face action higher. The evaluated farmers showed a positive Attitude regarding this video (p<0,001). Regarding to the instructors’s Attitude, the qualitative analysis also showed a positive attitude related to this source. The present study allowed us to conclude that the didactic videos, if properly elaborated can be really efficient to promote the learning process of the Cognitive contents, based in the favorable Attitude of the public involved in the Rural Training courses, but for the Psychomotor content, new studies needs to be developed in order to know better the factors that interfere with their efficiency and then try to minimize them.
URI: http://hdl.handle.net/10348/8714
Tipo de Documento: Tese de Doutoramento
Aparece nas colecções:DEP - Teses de Doutoramento
TD - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese - Rodrigo Diniz- 28-6-18.pdf8,01 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.