Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/8822
Título: Avaliação integrada da tuberculose em caça maior e bovinos
Autor: Abrantes, Ana Carolina Pilão dos Santos e Costa
Orientador: Pinto, Maria Madalena Vieira
Pelayo Acevedo
Data: 20-Dez-2017
Resumo: A Tuberculose animal (TB) é uma doença infeciosa crónica de carácter zoonótico causada por qualquer agente do Complexo Mycobacterium tuberculosis (CMT). A TB bovina, em diversos países incluindo Portugal, é alvo de um programa nacional de erradicação. Em determinadas regiões do país, como o sudeste da região centro, as dificuldades em obter sucesso neste programa prendem-se com a potencial transmissão pela fauna silvestre, especialmente veados e javalis, particularmente quando os recursos alimentares e de água escasseiam. Neste sentido, entender quais os fatores de risco envolvidos na transmissão de TB na interface bovinos e caça maior é fundamental para a implementação de um plano de controlo efetivo nas explorações bovinas. Neste estudo, um protocolo de análise de fatores de risco foi aplicado em oito explorações pecuárias (bovinos) extensivas. O protocolo incluiu três passos: inquérito ao produtor, mapeamento das fronteiras da exploração e caracterização em campo dos pontos de risco de transmissão de TB. Neste estudo, os fatores de risco registados enquadraram-se em 4 categorias: abeberamento, alimentação, armazenamento de alimento e outros; os quais foram classificados segundo uma escala de risco (1 - risco mínimo e 5 - risco máximo). Posteriormente foi elaborado um relatório com as medidas propostas a implementar de forma a mitigar a transmissão de TB na interface bovinoscaça maior. Neste estudo foram identificados um total de 153 fatores de risco. Destes, 94 eram pontos de abeberamento (61,4%), 40 pontos de alimentação (26,2%), 12 de armazenamento de alimento (7,8%) e 7 outros fatores (4,6%). Dos pontos de abeberamento avaliados (charcas, ribeiros e bebedouros), 55 (58,5%) eram de risco 4 e 5; os pontos de alimentação (comedouros, alimento no solo, sementeiras e cevadouros para caça maior) de risco 4 e 5 perfizeram um total de 34 (85%); nas outras categorias nenhum fator foi classificado com risco elevado. Os pontos de abeberamento e alimentação são potenciais pontos de agregação de bovinos e caça maior favorecendo a transmissão entre estas espécies. Neste estudo, estes pontos foram maioritariamente classificados com risco elevado uma vez que, para além de facilitarem esta agregação, também evidenciaram características que permitem a X sobrevivência de M. bovis. Os resultados encontrados demonstram que para se verificar um controlo efetivo da TB em nestas explorações pecuárias é necessário a aplicação de medidas de biossegurança específicas para estes pontos de forma a mitigar o risco de transmissão de TB entre bovinos e caça maior.
Animal Tuberculosis (TB) is a chronic zoonotic disease caused by Mycobacteria species that belongs to the Mycobacterium tuberculosis complex (MTC). TB disease eradication programs have been developed in some countries, which is the case of Portugal. In some regions of the country, like the southeast of central region, difficulties in further progressing of the programme may be related with potential transmission from wildlife, mainly red deer and wild boar, which happens particularly when food and water are scarce resources. Understanding the risk factors associated with TB infection in interface livestock and large game is fundamental to develop effective strategies of control in cattle farms. In this study, a TB risk assessment protocol was applied to 8 extensive cattle farms. This protocol included three steps: inquiry of farms' owners, exploration boundary mapping and characterizing in field of TB transmission risky points. In this study, the risk factors analised fitted in 4 categories: watering, feeding, food storage and others factors; and was classified in a risk scale (1-minimum risk and 5-maximum risk). Subsequently, a report was prepared with the measures recommended to be implemented in order to mitigate the transmission of TB in the interface bovine - large game. In this study 153 risk factors were identified. Of this, 94 were watering points (61,4%), 40 feeding points (26,2%), 12 food storage points (7,8%) and 7 of other factors (4,6%). Of watering points evaluated (water ponds, streams and drinkers), 55 (58,5%) was categorised as risk 4 and 5; the feeding points (feeders, food in soil, sowings and artificial feeders for large game) of risk 4 and 5 was 34 (85%); in others categories any factor was classified with high risk. The watering and feeding points are potencial agregation points of bovine and large game which benefit the transmission between this species. In this study, these points were mostly classified with high risk, because they facilitate the agregation and show characteristics that permit survival of M. bovis. The results demonstrate that for a TB effective control in cattle's farms is necessary to aplly specific biosecurity meansures to these points in order to mitigate the TB transmission risk between bovine and large game.
URI: http://hdl.handle.net/10348/8822
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:DCV - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese final 2.pdf
  Restricted Access
1,52 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.