Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/9028
Título: Bovine brucellosis in North East Portugal. Prevalence and risk factors.
Autor: Cruz, Renata M. Moreira de Sá
Orientador: Coelho, Ana Cláudia Correia
García Díez, Juan
Data: 13-Dez-2018
Resumo: A brucelose é uma doença zoonótica de distribuição mundial. Afeta uma vasta variedade de hospedeiros, incluindo o gado bovino. As suas manifestações clínicas traduzemse em perdas económicas devido à ocorrência de abortos e diminuição da produtividade animal. Devido ao seu carácter zoonótico, esta doença representa também uma importante questão de saúde pública. Deste modo, a investigação de potenciais fatores de risco poderá permitir o desenvolvimento de novas estratégias para diminuição da prevalência desta patologia e a melhoria do programa nacional de erradicação da brucelose bovina em Portugal. O objetivo do presente estudo foi o de identificar alguns dos fatores de risco da brucelose bovina na região de Trás-os-Montes e Alto Douro. Foi considerado todo o gado bovino registado no sistema nacional de identificação animal (PISA.net) (n = 209692) desde 2001 a 2016. Dados à cerca da identificação das explorações, a sua localização, número de identificação animal, aptidão, data de nascimento, sexo e data da colheita da amostra foram igualmente considerados. Para os estudos dos fatores de risco da brucelose, foram analisadas sete variáveis: tamanho do rebanho, presença de pequenos ruminantes, número de explorações de bovinos e número de explorações de pequenos ruminantes na mesma área, idade, pluviosidade e temperatura. Os dados foram analisados com recurso ao teste qui-quadrado e regressão logística multivariável (p < 0.05). A análise dos dados demonstrou que a prevalência média de brucelose bovina diminuiu cerca de 12 vezes ao longo do período de estudo. A prevalência revelou-se superior em explorações de pequena dimensão (0,47%) do que em explorações de média (0,30%) e grande (0,37%) dimensão. A prevalência média de brucelose também se demonstrou maior em animais com aptidão de carne (0,75%) do que nos animais com aptidão de leite (0,23%). Identificou-se que as probabilidades de seropositividade para a brucelose bovina aumentavam nos animais em “rebanhos de pequeno tamanho” (OR = 1,48), em “animais jovens” (OR = 1,45), dada a “presença de pequenos ruminantes na mesma exploração” (OR = 1,59), durante a “estação quente” que inclui a Primavera e o Verão (OR = 1,85) e em explorações a uma “altitude” igual ou superior a 800m (OR = 2,38). Os resultados obtidos neste estudo enfatizam a importância da gestão geral e sanitária das explorações e da higiene dos currais, bem como do aumento da consciência dos agricultores para os potenciais fatores de risco presentes nas suas próprias explorações, dadas as características desta região rural
Brucellosis is a zoonotic disease with worldwide distribution. It affects a great variety of hosts, including cattle. Its clinical presentation implies gross economic losses due to abortions and decrease of animal productivity. Brucellosis also represents an important public health significance due to its zoonotic character. Thus, to improve the national eradication program for bovine brucellosis, the investigation of potential risk factors could be used to develop new strategies to decrease its prevalence and its further eradication. The objective of the present study was to identify some of the risk factors of bovine brucellosis in the region of Trás-os-Montes e Alto Douro. All cattle registered in the national animal health database (PISA.net) (n = 209692) from 2001 to 2016 was included. Data about farm identification, farm location, cattle identification number, main animal production, birth date, sex and blood sampling date were also considered. To study the risk factors of brucellosis several variables were considered: herd size, main animal production, commingled small ruminants, number of cattle farms in the same location number or small ruminant farms in the same area, age, pluviosity and temperature. Data were assessed by chi-square test and multivariable logistic regression (p < 0.05). The data analysis revealed a reduction of brucellosis prevalence in cattle of about 12- fold along the study period. The prevalence (p < 0.001) in small sized herds (0,47%) was higher than in medium (0,30%) and large (0,37%) herds. Also, prevalence (p < 0.001) of brucellosis in meat cattle (0.75%) was higher than in dairy herds (0.23%). The analysis revealed the odds were increased in case of “small size herds” (OR = 1,48), “young age” (OR = 1,45), “the existence of commingling small ruminants” (OR = 1,59), “hot season” of Spring and Summer (OR = 1,85), and herds living at an “altitude” equal or higher than 800m (OR = 2,38). The results on this study emphasize the importance of general and sanitary herd management and corral hygiene, as well as of the raise of awareness of the farmers to the potential risk factors present in their specific herds, given the particularities of this rural region.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Medicina Veterinária apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
URI: http://hdl.handle.net/10348/9028
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:DCV - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
pdf renata cruz.pdf
  Until 2021-12-14
1,23 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.