Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10348/9039
Título: Necropsy procedures in veterinary forensic: identification of critical points
Autor: Delgado, Vanessa Carina Mendonça
Orientador: Pires, Isabel Cristina Ribeiro
Oliveira, Justina Maria Prada
Palavras-chave: Pontos críticos
necrópsia forense
patologia forense
medicina veterinária forense
Data: 5-Dez-2018
Resumo: Forensic veterinary medicine is defined as the use of the knowledge of veterinary medicine branches to solve cases of civil and/or criminal liability, supported by the application of the law. Forensic methods are largely applicable to situations outside the courts, such as insurance claims, public service commissions, to defend or propound allegations of professional misconduct or other disciplinary measures, and others. Despite the definition of forensic veterinary medicine seems limited, the true is that most of the forensic veterinary cases require recourse to others sciences knowledge beyond the veterinary area; a forensic veterinary team should be multidisciplinary as well as it should sustain an intimate contact with other departments/sciences such as ballistics, entomology, genetics, and many others. It is a rapidly growing field probably due to the increasing of legislation relating to animal welfare, accruing the tendency for animal owners to seek compensation in matters regarding death and injuries. The forensic pathology is a branch of the forensic veterinary medicine, and its main objectives are to document, analyse, and elucidate the pathological findings of a case in a comprehensible way for those who will read the report, which probably are non-medical people, but people related to the law (jurists, lawyers, etc.). The forensic necropsy is, in its turn, a subdivision of forensic pathology and it is a main component in deaths investigations. This work comprehends a literature review of the forensic necropsy procedures and the description of three cases of non-accidental violent death (legal cause of death), in anonymity, with the following causes of death: (1) Probable drowning of two canids, with attempted suicide of their caretaker; (2) Strangulation of a canid; (3) Forearm shooting on two cattle. Through following-up the forensic cases presented on the internship, along with the literature review, it was elaborated the identification of critical points regarding to necropsy procedures in veterinary forensic, which focus on the academic specialization of the veterinary pathologist; his/her legal knowledge; the crime scene examination; the evidence handling; the necropsy procedures itself; the report writing; the biosafety; and the chain of evidence.
A medicina veterinária forense é definida como o uso do conhecimento dos ramos da medicina veterinária para resolver casos criminais e/ou de responsabilidade civil, pela aplicação da lei. Os métodos forenses são aplicáveis a situações fora dos tribunais, como reclamações de seguro, comissões de serviço público, para defender ou apresentar alegações de má conduta profissional ou outras medidas disciplinares, entre outros. Apesar da definição de medicina veterinária forense parecer limitada, a verdade é que a maioria dos casos forenses carecem do conhecimento de outras ciências para além da área da veterinária; uma equipa forense deve ser multidisciplinar e ter um contacto próximo com outras ciências, como a balística, entomologia, genética, e muitas outras. Esta é uma área em fase de crescimento rápido, o que provavelmente se deve ao aumento das leis relacionadas com o bem-estar animal, aumentando assim a tendência para que as pessoas exijam compensações em questões relacionadas com morte e agressões dos seus animais. A patologia forense é um ramo da medicina veterinária forense, em que os seus principais objetivos são documentar, analisar e explicar os achados patológicos de um caso, de forma acessível para aqueles que irão ler o relatório, que presumivelmente não serão da área da medicina, mas sim da lei (juristas, advogados, etc.). A necrópsia forense é, por sua vez, uma subdivisão da patologia forense e é um dos principais componentes em investigações de mortes. Este trabalho compreende uma revisão bibliográfica dos procedimentos de necrópsia forense e a descrição de três casos de morte violenta não acidental (causa legal da morte), em anonimato, com as seguintes causas de morte: Provável afogamento de dois canídeos, com tentativa de suicídio do seu detentor; (2) Estrangulamento de um canídeo; (3) Disparo de projétil a dois bovinos. Através do seguimento dos diversos casos forenses durante o período de estágio, em conjunto com a revisão bibliográfica, foi elaborada a identificação de pontos críticos nos procedimentos de necrópsia em veterinária forense, que se centram na especialização académica do veterinário patologista; no seu conhecimento jurídico; no exame do local do crime; na manipulação das provas; nos próprios procedimentos de necrópsia; na redação do relatório; na biossegurança; e na cadeia de custódia.
Descrição: Dissertação de mestrado em Medicina Veterinária apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
URI: http://hdl.handle.net/10348/9039
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:DCV - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
VFINAL_NECROPSY PROCEDURES IN VETERINARY FORENSIC_VanessaDelgado (Recuperado) (Recuperado).pdf
  Until 2019-12-06
4,62 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.