Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9143
Title: Impacto da implementação do sistema de gestão da qualidade em unidades de saúde – estudo de caso numa unidade de saúde.
Authors: Sousa, Oloiva Maria Tavira da Silva e
Advisor: Marques, Carla Susana Da Encarnação
Capelas, António Henrique Machado
Keywords: Sistema de Gestão da Qualidade
Programas de Acreditação
Caspe Healthcare Knowledge System
Impacto
Implementação
Atitude
Perspetiva
Unidade Local de Saúde do Nordeste
Issue Date: 20-Dec-2018
Abstract: Os serviços de saúde e os profissionais de saúde, para melhorar e garantir a qualidade dos serviços, precisam de ferramentas de gestão para atingir resultados satisfatórios. Assim, o presente trabalho teve como finalidade estudar a Impacto da Implementação do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) na Unidade Local de Saúde do Nordeste (ULSNE), EPE, unidades hospitalares de Mirandela, Macedo de Cavaleiros e Bragança. A razão da escolha destas unidades teve como base o SGQ e no modelo de acreditação, i.e., o Caspe Healthcare Knowledge Systems (CHKS), implementado nas unidades de Mirandela no ano de 2003 até 2015 e nas unidades de Bragança e Macedo de Cavaleiros do ano de 2006 até ao ano de 2015. Também se escolheu este tema por ser atual e muito importante para o crescimento das organizações e profissionais de saúde. O estudo foi feito através de uma pesquisa exploratória, recorrendo a uma revisão de literatura e à aplicação de questionários adaptado à estrutura organizacional da ULSNE, EPE. E para entender o Impacto da Implementação do SGQ na ULSNE, aplicou-se a metodologia quantitativa e o software Statistical Package for the Social Science (SPSS) para tratamento dos dados. O estudo teve uma amostra de 100 questionários respondidos, representando 7,98% do total de colaboradores da ULSNE, EPE, i.e., 1 252 colaboradores. A falta de disponibilidade dos colaboradores é indicada como motivo da reduzida amostra. A amostra reduzida e o longo tempo de resposta aos questionários (cinco meses), são apontadas como limitações do estudo. Como proposta aos próximos estudos, sugere-se: i) a continuação da pesquisa deste tema com uma amostra maior; ii) estudar o mesmo tema com questionários direcionados aos clientes e não aos colaboradores; iii) o uso da pesquisa mista como futuras investigações; e iv) uso do tema para complemento de outros trabalhos científicos. Este trabalho contribui para o corpo de conhecimento da Gestão de Serviços de Saúde porque mostra, através da investigação científica, como a atitude dos profissionais contribui para o impacto da implementação do SGQ baseado no modelo de acreditação CHKS e como, na perspetiva dos colaboradores, o SGQ contribui para o reconhecimento social e político da organização, para os trabalhos dos profissionais de saúde, para o melhor cuidado aos doentes e para a satisfação do doente/cliente. E como principais resultados destacamos os seguintes: i) O impacto da implementação do SGQ na unidade de saúde; ii) a perspetiva e atitude face à qualidade e acreditação por parte dos colaboradores é positiva; iii) relativamente à relação entre a idade dos participantes e a Perspetiva e atitude face à qualidade e acreditação, verificou-se uma correlação mais positiva e significativa (r= .296 ; p≤.05); e iv) quando comparados os colaboradores do sexo feminino e do sexo masculino, relativamente à perspetiva e atitude face à qualidade e acreditação, verifica-se que não existem diferenças significativas em função do sexo. Desta forma, podemos concluir que a implementação do SGQ na ULSNE, EPE, resultou numa atitude e perspetiva positiva dos profissionais de saúde que trabalham nas organizações estudadas.
Health services and health professionals, to improve and ensure the quality of services, need management tools to achieve satisfactory results. Thus, the present study aimed to study the Impact of the Implementation of the Quality Management System (QMS) at the Local Health Unit of the Northeast (ULSNE), EPE, hospitals of Mirandela, Macedo de Cavaleiros and Bragança. The reason for choosing these units was based on the QMS and the accreditation model, ie, Caspe Healthcare Knowledge Systems (CHKS), implemented in the units of Mirandela in the year 2003 to 2015 and in the units of Bragança and Macedo de Cavaleiros of the year from 2006 to the year 2015. We also chose this theme as it is current and very important for the growth of health organizations and professionals. The study was done through an exploratory research, using a literature review and the application of questionnaires adapted to the organizational structure of ULSNE, EPE. And to understand the Impact of QMS Implementation at ULSNE, we applied the quantitative methodology and the Statistical Package for Social Science (SPSS) software for data processing. The study had a sample of 100 questionnaires answered, representing 7.98% of the total employees of ULSNE, EPE, i.e., 1,252 employees. The lack of availability of employees is indicated as the reason for the reduced sample. The reduced sample and the long questionnaire response time (five months) are indicated as limitations of the study. As proposed to the next studies, it is suggested: i) the continuation of the research of this theme with a larger sample; ii) to study the same subject with questionnaires addressed to customers and not to employees; iii) the use of mixed research as future research; and iv) use of the theme to complement other scientific works. This work contributes to Health Service Management's body of knowledge because it shows through scientific research how the attitude of professionals contributes to the impact of the implementation of the QMS based on the CHKS accreditation model and how, from the perspective of employees, the SGQ contributes to the social and political recognition of the organization, to the work of health professionals, to better patient care and patient / client satisfaction. The main results are: i) The impact of the implementation of the QMS in the health unit; ii) the perspective and attitude towards quality and accreditation by employees is positive; iii) with respect to the relationship between the participants' age and the Perspective and attitude towards quality and accreditation, a more positive and significant correlation was verified (r = .296; p≤.05); and (iv) when female and male employees are compared, with regard to the attitude and attitude towards quality and accreditation, it is verified that there are no significant differences according to sex. In this way, we can conclude that the implementation of the QMS in ULSNE, EPE, resulted in a positive attitude and perspective of health professionals working in the organizations studied.
Description: Dissertação de Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
URI: http://hdl.handle.net/10348/9143
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DESG - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Oloiva Maria Tavira da Silva e Sousa.pdf
  Until 2020-12-21
3,31 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.