Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9268
Title: O impacto do conhecimento, cooperação e dos benefícios ambientais na inovação no setor de saúde: evidências tendo por base o CIS2014
Authors: Pinto, Ana Catarina Sanches
Advisor: Marques, Carla Susana da Encarnação
Keywords: criação, aquisição e transferência de conhecimento
cooperação
benefícios ambientais
setor de saúde
Issue Date: 12-Feb-2019
Abstract: Este estudo procurou analisar o impacto do conhecimento (criação, aquisição e transferência) da cooperação e dos benefícios ambientais na Inovação no Setor de Saúde. A inovação transformou-se numa mais valia para a obtenção de vantagens competitivas e de crescimento económico, a base para o aumento da produtividade. Contudo, é essencial que não assumam meramente o papel de produtoras de bens e serviços, torna-se necessário que as organizações de saúde estabeleçam modelos de gestão sustentáveis e percebam de que forma podem afetar o meio ambiente. O conhecimento é considerado uma mais valia para a indução de inovações e como tal, há uma crescente necessidade de compreender os processos que a envolvem. Quando partilhado, o conhecimento torna-se elementar; a cooperação a colaboração, a camaradagem, o trabalho de equipa são alguns dos exemplos que permitirão não só às organizações atingirem os seus objetivos, como também a tornar os serviços de saúde mais eficazes e com maior qualidade. A amostra centrou-se na divisão 21 (fabricação de produtos farmacêuticos de base e de preparações farmacêuticas) e divisão 86 (atividades de saúde humana) das quais resultaram 59 organizações de saúde portuguesas. A análise utilizou sete variáveis incluídas no Inquérito Comunitário à Inovação - base de dados do CIS 2014 e, de forma a dar resposta às dez hipóteses formuladas foram realizados dois modelos de regressão logística. Os resultados sugerem a existência de uma relação positiva entre os benefícios ambientais e a inovações de marketing e organizacional. A este resultado adicionamos a influência da atribuição de sentido na relação entre os benefícios ambientais e inovação não tecnológica, tendendo a promover a mesma. Este estudo chama a atenção para a relevância do aumento do conhecimento, cooperação, benefícios ambientais sobre a inovação num grupo de trabalho e os seus resultados contribuem para validar a importância destas, de forma a definir estratégias de inovação que contribuam para a satisfação do cliente e o desempenho organizacional de saúde em Portugal.
This study sought to analyze the impact of knowledge (creation, acquisition and transfer) of cooperation and environmental benefits in Innovation in the Health Sector. Innovation has become an asset for the achievement of competitive advantages and economic growth, the basis for productivity. However, it is essential that they not merely assume the role of producers of goods and services, it is necessary for health organizations to establish sustainable management models and to see how they can affect the environment. Knowledge is considered an asset for the induction of innovations and as such, there is a growing need to understand the processes that involve it. When shared, knowledge becomes elementary; cooperation, collaboration, camaraderie and teamwork are some of the examples that will allow organizations not only to achieve their goals, but also to make health services more effective and of better quality. The sample focused on division 21 (manufacturing of basic pharmaceuticals and pharmaceutical preparations) and division 86 (human health activities) which resulted in 59 Portuguese health organizations. The analysis used seven variables included in the Community Innovation Survey - CIS 2014 database and, in order to respond to the ten hypotheses formulated, two logistic regression models were performed. The results suggest that there is a positive relationship between environmental benefits and marketing and organizational innovations. To this result we add the influence of the attribution of meaning in the relationship between environmental benefits and non-technological innovation, tending to promote it. This study draws attention to the relevance of increasing knowledge, cooperation, environmental benefits on innovation in a work group and their results contribute to validate the importance of these, in order to define innovation strategies that contribute to customer satisfaction and the organizational health performance in Portugal.
Description: Dissertação de Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10348/9268
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:DESG - Dissertações de Mestrado
TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Catarina Sanches Pinto.pdf
  Until 2022-02-13
1,05 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.