Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9294
Title: Perspetiva dos enfermeiros sobre o transporte inter-hospitalar em ambulâncias de suporte imediato de vida
Authors: Mota, Olga Cristiana Ferreira
Advisor: Martins, Maria Fátima da Silva Vieira
Antunes, Maria Cristina Quintas
Issue Date: 12-Feb-2019
Abstract: O transporte inter-hospitalar é um dos contextos do cuidar em enfermagem mais desafiante onde preocupações e dificuldades despontam com alguma frequência, assumindo-se, no entanto, como prioritário para o desenvolvimento profissional. Realizou-se um estudo de natureza qualitativa e de carácter exploratório-descritivo cujos objetivos foram: i) explorar a perspetiva dos enfermeiros sobre o transporte inter-hospitalar em ambulâncias de suporte imediato de vida; e ii) descrever a perspetiva dos enfermeiros sobre o transporte inter-hospitalar em ambulâncias de suporte imediato de vida, com a finalidade de otimizar os cuidados de enfermagem ao doente durante o transporte. Para tal, aplicou-se uma entrevista semiestruturada a oito enfermeiros, que desempenham funções numa ambulância de suporte imediato de vida num hospital da zona norte. Da análise de conteúdo efetuada, emergiram cinco áreas temáticas: 1) fatores que levaram ao aumento do número de transportes inter-hospitalares; 2) dificuldades e preocupações percecionadas durante o transporte; 3) emoções e sentimentos que os enfermeiros percecionam durante o transporte inter-hospitalar; 4) estratégias desenvolvidas para ultrapassar as dificuldades e gerir sentimentos; e 5) sugestões de melhoria para a realidade dos transportes inter-hospitalares. Como principais conclusões, salienta-se um aumento do número de transportes interhospitalares. Fatores económicos e de recursos humanos da unidade que solicita o transporte poderão estar na origem desse aumento. Inúmeras dificuldades e preocupações relacionadas com a tomada de decisão, o planeamento e a efetivação do transporte foram destacadas: a não participação do enfermeiro no processo de tomada de decisão, o enviesamento do score, a falta de preparação e estabilização clínica do doente na unidade de origem, conhecimentos e competências médicas insuficientes, bem como o decréscimo da qualidade de cuidados durante o transporte. Estas dificuldades associam-se a diversas emoções e sentimentos inibidores ou favorecedores de ação. A adoção de estratégias para resolver os problemas e as dificuldades foram indicadas como sugestões de melhoria pelos participantes, destacando-se a formação complementar específica em cuidados críticos, formação contínua e formação prática. Estas permitirão o desenvolvimento de conhecimentos e competências no âmbito do cuidar da pessoa em situação crítica durante o transporte inter-hospitalar
Inter-hospital transport is one of the most challenging nursing care contexts where concerns and difficulties arise with some frequency, but it is a priority for professional development. A qualitative and exploratory-descriptive study was carried out. The objectives were to: i) explore the nurses 'perspective on inter-hospital transport in ambulances of immediate life support; and ii) describe the nurses' perspective on inter-hospital transport in ambulances of immediate life support, in order to optimize nursing care to the patient during. A semi-structured interview was applied to eight nurses, who perform functions in an ambulance of immediate life support in a hospital of the north zone. From the content analysis performed, five thematic areas emerged: 1) factors that led to an increase in the number of inter-hospital transports; 2) difficulties and concerns perceived during transport; 3) emotions and feelings that nurses perceive during inter-hospital transport; 4) strategies developed to overcome difficulties and manage feelings; and 5) suggestions for improving the reality of inter-hospital transport. As main conclusions, stands out an increase in the number of inter-hospital transport. Economic factors and human resources of the unit that request transport could be at the origin of this increasing. Many difficulties and concerns related to decision-making, planning and implementation of transport were highlighted: the nurse's participation in the decision-making process, the bias of the score, the lack of preparation and clinical stabilization of the patient in the unit, insufficient medical knowledge and skills, as well as a decrease in quality of care during transport. These difficulties are associated with several inhibiting or action-enhancing emotions and feelings. The adoption of strategies to solve problems and difficulties were indicated as suggestions for improvement by the participants, with emphasis on specific complementary training in critical care, continuous training and practical training. These will allow the development of knowledge and skills in caring for the person in critical condition during inter-hospital transport.
Description: Dissertação de Mestrado em Enfermagem da Pessoa em Situação Crítica
URI: http://hdl.handle.net/10348/9294
Document Type: Master Thesis
Appears in Collections:TD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Olga Cristiana Ferreira Mota.pdf1,65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.