Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/9306
Title: “O processo da adaptação ao ensino superior: fatores associados ao rendimento acadêmico e a qualidade de vida de estudantes universitários”
Authors: Ponte, Michelle Alves Vasconcelos
Advisor: Fonseca, Sandra Celina Fernandes
Carvalhal, Maria Isabel Martins Mourão
Fonseca, João José Saraiva da
Keywords: Ensino Superior
Políticas Educacionais
Qualidade de Vida
Rendimento Acadêmico
Promoção da Saúde
Issue Date: 31-Jan-2019
Abstract: No intuito de contribuir para a área de pesquisa sobre o desenvolvimento de Políticas Educacionais no Ensino Superior voltadas para Educação e Saúde, a presente investigação provoca reflexões sobre adaptação dos universitários e o potencial da universidade como espaço promotor de culturas saudáveis. Nesse sentido, os objetivos do estudo consistem em: analisar o processo de adaptação dos estudantes no Ensino Superior a partir da correlação entre os fatores associados ao rendimento acadêmico e a qualidade de vida na Universidade; identificar os fatores associados à prevalência de sobrepeso/obesidade e a insatisfação com a imagem corporal entre os estudantes universitários; detectar os fatores associados aos padrões de atividade física no lazer ao longo do percurso escolar ;propor estratégias que colaborem na construção de políticas educacionais a serem desenvolvidas nas instituições de ensino superior que possam estimular os estudantes a adoção de comportamentos saudáveis. A pesquisa foi realizada no Centro Universitário INTA (UNINTA), uma instituição de Ensino Superior da região noroeste do estado do Ceará- Brasil, com 324 estudantes universitários ingressantes e concluintes nas áreas da Saúde, Humanas e Exatas. A coleta correu nos meses de janeiro e fevereiro de 2017 e o instrumento utilizado ISAQ-A foi validado para estudantes brasileiros. A análise descritiva e inferencial da amostra foi realizada por meio de tabelas de frequências e da análise da média, desvio padrão, mínimo e máximo, assim como os testes para verificar as associações entre as variáveis dependentes e exploratórias. Constituiu o presente trabalho, uma amostra de alunos em maioria do sexo feminino, com média de idade entre 20 a 29 anos, solteiros e residentes com seus familiares, confirmando a tendência do Censo do Ensino Superior brasileiro. No que diz respeito ao tempo de exposição à Universidade, na perpectiva do ingressante e do concluinte, algumas variáveis apresentaram correlação, como rendimento acadêmico, inatividade física ao lazer, dentre outras. Logo, é preocupante o percetual de universitários com sobrepeso/obesidade e que demonstram insatisfação com sua imagem corporal, principalmente as do sexo feminino. Nestes estudantes, é possível que um menor rendimento acadêmico esteja associado ao maior nível de estresse. Mesmo que a maioria esteja satisfeita com sua vida, identificamos, também, vários comportamentos de riscos e de hábitos não saudáveis entre os estudantes, principalmente relacionados à alimentação e a prática de atividade física. Destacamos que os estudantes avaliam positivamente as condições de ambiente e de aprendizagem na instituição de ensino e se declararam motivados por poderem se expressar na instituição e perceberem as possibilidades de Ensino, Pesquisa e Extensão. Na análise das variáveis, tomando como base o conteúdo obrigatório que os mesmos têm relacionado àqualidade de vida e os indicadores de saúde, não obtivemosqualquer diferença na adoção de hábitos saudáveis dos universitários, dos cursos na área da Saúde, quando comparados com as áreas das Humanas e Exatas. Esta realidade é discutida na perpectiva do conceito de promoção da saúde e na visão de universidade como espaço de promoção de culturas saudaveis. No intuito de amadurecer e transformar as estratégias em políticas educacionais, propomos: a participação dos alunos como protagonistas de uma cultura saudável; espaços disponíveis para a prática de atividade física; implantação de um restaurante universitário; e o fortalecimento do Nucleo de Atendimento ao Discente. Além dos possíveis benefícios, observando o perfil do aluno que ingressa e as tendências ao londo da vida universitária, coadunamos com a ideia de que a Universidade deve ser promotora de saúde. Todos os aspectos éticos relacionados à pesquisa envolvendo seres humanos foram respeitados e o estudo autorizado pelo Comitê de Ética em Pesquisa no Brasil.
In order to contribute to the research area on the development of Educational Policies in Higher Education aimed at Education and Health, this research provokes reflections on the adaptation of university students and the potential of the university as a space that promotes healthy cultures. In this sense, the objectives of the study are: to analyze the process of adaptation of students in Higher Education based on the correlation between the factors associated with academic performance and the quality of life in the University; to identify the factors associated with the prevalence of overweight / obesity and dissatisfaction with body image among university students; to detect factors associated with physical activity patterns during leisure time along the school path; propose strategies that collaborate in the construction of educational policies to be developed in institutions of higher education that can stimulate students to adopt healthy behaviors. The research was carried out at the INTA University Center (UNINTA), an institution of Higher Education in the northwest region of the state of Ceará - Brazil, with 324 university students entering and finishing in the Health, Human and Exact areas. The collection was carried out in January and February 2017 and the ISAQ-A instrument was validated for Brazilian students. The descriptive and inferential analysis of the sample was performed through frequency tables and mean - standard deviation, minimum and maximum analysis, as well as the tests to verify the associations between the dependent and exploratory variables. The present work was a sample of students, mostly females, with a mean age of 20 to 29 years, single and resident with their families, confirming the trend of the Brazilian Higher Education Census. Regarding the time of exposure to the University, in the perspective of the student and the student, some variables showed a correlation with academic performance, physical inactivity to leisure, among others. Therefore, the percetual of college students who are overweight / obese and who show dissatisfaction with their body image, especially those of the female sex, is worrisome. In these students, it is possible that a lower academic performance is associated with a higher level of stress. Even though most are satisfied with their lives, we also identify a number of risk behaviors and unhealthy habits among students, mainly related to eating and practicing physical activity. We emphasize that students positively evaluate the environment and learning conditions in the educational institution and declared themselves motivated to be able to express themselves in the institution and perceive the possibilities of Teaching, Research and Extension. In the analysis of the variables, based on the obligatory content that they have related to the quality of life and the health indicators, we did not get any difference in the adoption of healthy habits of the university, of the courses in the area of Health, when compared with the areas of the Human and Exact. This reality is discussed in the perspective of the concept of health promotion and in the university vision as a space for promoting healthy cultures. In order to mature and transform strategies into educational policies, we propose: the participation of students as protagonists of a healthy culture; spaces available for the practice of physical activity; implementation of a university restaurant; and the strengthening of the Nucleus of Attention to the Student. In addition to the possible benefits, observing the profile of the student who joins and the trends at the end of university life, we agree with the idea that the University should be a space that promotes healthy cultures. All ethical aspects related to research involving human beings have been respected. The authorization of the research by the Research Ethics Committee in Brazil.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10348/9306
Document Type: Doctoral Thesis
Appears in Collections:DEP - Teses de Doutoramento
TD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Michelle Alves Vasconcelos Ponte.pdf
  Until 2022-02-01
3,45 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.